Entrevistas

Patrícia Bezerra: A gente vive numa sociedade conservadora e preconceituosa em relação à mulher na política

07/09/2020_

Café com Jornalista – Quando o assunto é a representatividade feminina na política, as Eleições de 2016 foram marcadas por um fato bastante curioso. Enquanto os maringaenses não elegeram nenhuma mulher para o parlamento local, os paulistanos escolheram uma psicóloga maringaense para a maior Câmara Municipal do Brasil.

Nascida em Maringá, Patrícia Bezerra (PSDB) foi a mulher mais votada entre as 11 eleitas para a Câmara de São Paulo, que tem 55 parlamentares. Psicóloga de formação, Patrícia recebeu 45.285 votos, boa parte deles em reconhecimento aos mais de dez anos de trabalho social como gestora de uma entidade na periferia da Zona Leste. A segunda mulher mais bem votada naquele pleito, Soninha (PPS), fez 40.113 votos.

Vereadora maringaense por São Paulo, Patrícia Bezerra. Café com Jornalista
Patrícia Bezerra, vereadora maringaense pela cidade de São Paulo – Fotos: Arquivo pessoal
Ex-secretária municipal de Direitos Humanos e Cidadania na gestão de João Doria (PSDB), hoje governador, Patrícia tem se destacado na produção legislativa, sendo autora de leis de proteção à gestante, mulher e criança, como a  Lei do Parto Humanizado no Sistema Único de Saúde (SUS); e leis de proteção à dignidade humana, como a que combate o trabalho análogo ao de escravo  na cidade.


Menos conhecida do que deveria entre os seus conterrâneos, Patrícia ganhou notoriedade em São Paulo – além da expressiva votação nas urnas – por presidir e relatar comissões parlamentares de inquérito (CPIs), como a que investigou a exporação sexual de crianças na capital paulista e a que investigou os planos de saúde. Essa atuação rendeu a ela o título de melhor vereadora mulher de São Paulo pela ONG Voto Consciente, ao fim da Legislatura 2013-2016.

Na semana passada, Patrícia fez uma pausa em suas atividades para participar de um debate virtual sobre a "A Importância de uma Bancada Feminina na Câmara Municipal". A live foi organizada pelo movimento suprapartidário "Mais Mulheres no Poder", que tem entre seus objetivos a eleição de uma bancada feminina para o Legislativo municipal.

Segundo Patrícia, a ausência de mulheres na Câmara de Maringá não é uma exceção. Em 25% das cidades brasileiras, apenas homens ocupam as cadeiras do Legislativo municipal, mesmo as mulheres sendo maioria tanto na população quanto no eleitorado. A vereadora por São Paulo falou sobre a baixa representatividade feminina na live. Agora, ela fala sobre esse problema social também ao Café com Jornalista...

Continue lendo...







Abril / 2020
Dia 27 (segunda)Ana Lúcia: "É arriscado afrouxar medidas de prevenção contra covid-19"
Dia 20 (segunda)Mário Hossokawa: "Minha opinião é pelo isolamento vertical"
Dia 02 (quinta)Alceni Guerra: "Favelas podem ter a maior tragédia de saúde no mundo"

Março / 2020
Dia 29 (domingo)Cássio Bellio: "Preocupação com o que pode acontecer no Brasil"
Dia 22 (domingo)Maringaense na Itália: "Não há lugar para todos nos hospitais"
Dia 15 (domingo)Ulisses: "Será necessário criar outros modais de transporte coletivo"
Dia 8 (domingo)Tania Tait: "O machismo do presidente encoraja agressão às mulheres"
Dia 1º (domingo)Reginaldo Dias: "Número de candidatos a prefeito será ainda maior"

Fevereiro / 2020
Dia 26 (quarta)Alex Chaves: "Estarei com Ulisses Maia nestas eleições"


0 comentário(s):

Postar um comentário