terça-feira, 9 de março de 2021

No retorno das sessões da Câmara, vereadores lamentam morte de Coronel Padilha por covid-19

09/03/2021_

Café com Jornalista – No pequeno expediente da sessão ordinária da Câmara de Maringá, nesta terça (9), vereadores lamentaram a morte do coronel Antônio Roberto Padilha, 53 anos. O ex-secretário municipal estava internado no Hospital Bom Samaritano, e não resistiu a um quadro grave de covid-19.

Coronel Padilha – Foto: Arquivo/CMM
As principais falas de pesar partiram dos parlamentares Sidnei Telles (Avante), Alex Chaves (MDB) e Paulo Biazon (PSL). Os três tinham relação de amizade com Coronel Padilha – como era chamado.

"A notícia do falecimento do Coronel Padilha é, para mim, uma dor muito profunda. Era um servidor, um homem que não mediu esforço para trabalhar por sua cidade, e com quem tive muitas atividades conjuntas. Participei de vários projetos de segurança que ele tinha para Maringá", comentou Telles.
Bizon comentou que Padilha foi seu comandante no 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM). Disse que o último encontro deles foi em fevereiro, e que Padilha estava feliz por poder aproveitar a aposentadoria, plano que havia sido adiado por conta dos afazeres como secretário de Segurança Pública de Maringá, entre janeiro de 2018 e junho de 2019. 


Líder do prefeito na Câmara, Chaves agradeceu a Padilha por "tudo o que ele fez pela sociedade". O vereador também lamentou a morte do servidor André Ricardo Sacuman, no domingo (7), também vítima da covid-19. Funcionário da Prefeitura de Maringá desde 1996, Sacuman era agente social no Cras-Morangueira.

"Um menino de 43 anos de idade. Esses dias ele [Sacuman] veio ao meu gabinete falar de algumas demandas do Cras. É inacreditável imaginar que ele não está mais no meio da gente", disse Chaves.

Nota de pesar

A Prefeitura publicou nota, lamentando a perda de Padilha e relembrando seu histórico de mais de 30 anos de serviços prestados na segurança pública. O ex-secretário construiu um currículo impecável, tendo sido comandante da Polícia Militar em Maringá, Londria e Campo Mourão.


Além da passagem como secretário de Segurança Pública, pasta da qual se ausentou em 2019 para tratar de questões pessoais, Padilha retornou à Prefeitura de Maringá como secretário de Serviços Públicos. Ele desempenhou a função por todo o ano de 2020. 
 
"Homem sério. Honesto. Competente. Estou muito sentido. Infelizmente, não resistiu à covid-19. Mais uma grande pessoa que perdemos para o vírus. Triste demais. Que Deus o receba e console todos", lamentou o prefeito Ulisses Maia (PSD). 
O presidente da Câmara, Mário Hossokawa (PP), também lamentou a perda. No início de sua fala, a transmissão da sessão nas redes sociais teve um apagão. Em nota, o Legislativo municipal lembrou que Padilha foi homenageado, em 2016, com o título de Cidadão Honorário de Maringá. Atualmente, ele não exercia nenhuma função pública.

 Vídeo #CustoBolsonaro viraliza nas redes sociais


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista