quarta-feira, 10 de março de 2021

'Se qualquer um de nós precisar de vaga de UTI, não vai ter', diz delegado

10/03/2021_

Café com Jornalista – Delegado de polícia, o vereador Luiz Alves (Repúblicanos) fez um alerta a seus pares e aos maringaenses que acompanham a sessão ordinária de terça (9) pela internet: "É fato que a saúde está colapsada em Maringá". A constatação é de uma liderança que afirma ter checado in loco a situação de hospitais da cidade.

Vereador Delegado Luiz Alves (Republicanos) – Foto: Reprodução
Vereador Delegado Luiz Alves (Republicanos) – Foto: Reprodução

"Está se perdendo vida e vai continuar perdendo, porque o sistema está colapsado. Se qualquer um de nós aqui precisar de vaga de UTI, não vai ter. As pessoes estão, simplesmente, aguardando numa fila para ver se surge alguma vaga no ambiente de UTI", disse Luiz Alves.
Ocorrida no dia em que Maringá superou as 500 mortes pela covid-19, a fala do delegado reforça o alerta feito por um médico ao Café, dias atrás. Segundo o profissional da saúde, que trabalha em três hospitais de Maringá, "vai começar a morrer gente sem assistência" – veja aqui o relato.

O vereador destacou que não compete ao Legislativo criar leitos, mas que os edis têm de cobrar providências. "Se não foi criado, por que não foi?", questionou, ao reclamar que a Câmara não tem sido ouvida em muitas decisões da Prefeitura sobre decretos. 


Essa também foi uma queixa feita por Mário Verri (PT). "Acho que a gente tinha de ser ouvido, mas pior do que não ser ouvido é sair de um dia pro outro de novo", disse o petista, sobre o último decreto da pandemia publicado pela Prefeitura de Maringá. O Decreto 632/2021 estendeu as medidas de isolamento social até domingo (14).

"Poxa vida, têm pessoas que preparam seu comércio. A lanchonete tem de comprar carne, e se não vender, vai estragar. Muito pior que um dia para o outro, é [ser publicado] às 6h da tarde. O governo do Estado fez um decreto na sexta para valer para quarta. Ainda que a pessoa não concorde, ela tem tempo para se preparar paras as medidas", disse Verri. 

Mortes

Maringá superou as 500 mortes por covid-19, na terça (9), ao registrar 11 óbitos pela doença causada pelo coronavírus (Sars-Cov-2). No boletim desta quarta (10), foram mais 13, totalizando 522 óbitos desde o início da pandemia. Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, na soma dos dois dias foram registrados 1.054 casos de covid-19.


>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 


0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista