quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Sinttromar critica possível atraso salarial no transporte coletivo

04/02/2021_

Do Sinttromar – As empresas TCCC (transporte coletivo urbano) e Cidade Verde (metropolitano) anunciaram, nesta quinta (4), que haverá atrasos no pagamento dos salários de seus funcionários. A decisão foi comunicada – de modo informal – em telefonema da direção das empresas ao presidente do Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Maringá (Sinttromar), Ronaldo José da Silva.

O dirigente Emerson Viana em live – Reprodução
O assunto foi tema de live, por meio da qual o dirigente Emerson Viana Silva repassou a informação à categoria, com duras críticas à falta de respeito da empresa para com seus funcionários, deixando para avisar sobre o atraso às vésperas do pagamento. Assista à live aqui.


Segundo Emerson, esse episódio deixa claro que a paralisação, realizada em setembro, foi realmente necessária. "A greve buscou garantir direitos dos trabalhadores, o acordo coletivo de trabalho (ACT), o reajuste salarial e também para evitar o que está acontecendo hoje", explicou o dirigente.


Vice-presidente do Sinttromar, Emerson criticou um grupelho de funcionários que, nesta quarta pela manhã, foi à Prefeitura cobrar do prefeito Ulisses Maia (PSD) o pagamento. "Esses mesmos que hoje foram cobrar do prefeito, na greve defenderam a empresa, enquanto nós lutávamos pelos direitos dos trabalhadores", disse o líder sindical.

A postura do grupelho levanta suspeitas de que a empresa esteja cogitando usar o atraso salarial para colocar trabalhadores contra a Prefeitura de Maringá, de modo a obter compensações financeiras do município em decorrência de perdas na pandemia. O Sinttromar informa que está atento à prática de locaute (leia mais ao fim da matéria), com a ciência de que tanto TCCC e Cidade Verde quanto a Prefeitura têm responsabilidades para com os funcionários.

"Se tiver de fazer movimento de greve, vamos fazer para defender o direito dos trabalhadores, para que o motorista possa pagar o aluguel, pelo ganha pão para sustentar nossas famílias. Ninguém vai defender a empresa ou o empresário, que já ganhou bastante dinheiro", disparou Emerson.

O líder sindical informou que o Sinttromar já está tomando as medidas cabíveis e buscando mais informações sobre o atraso, pois a empresa ainda não deu detalhes a respeito. Uma reunião já foi agendada para segunda-feira (8), às 16 horas, com o prefeito Ulisses. Ainda na live, o sindicato pediu que os vereadores de Maringá se manifestem em apoio aos trabalhadores.


Locaute

De acordo com explicação dada no site G1, Locaute (palavra derivada de "lock out", em inglês) "é o que acontece quando os patrões de um determinado setor se recusam a ceder aos trabalhadores os instrumentos para que eles desenvolvam seu trabalho, impedindo-os de exercer a atividade. Ou seja, agindo em razão dos próprios interesses, e não das reivindicações dos trabalhadores".

A legislação impede a prática. O artigo 17 da lei 7.783 diz: "Fica vedada a paralisação das atividades, por iniciativa do empregador, com o objetivo de frustrar negociação ou dificultar o atendimento de reivindicações dos respectivos empregados (lockout)".

Voltando ao caso de Maringá, a lei proíbe, portanto, que as concessionárias do transporte coletivo deixem de pagar os salários como forma de pressionar o governo municipal. Essa situação, caso se confirme, poderia levar os trabalhadores a uma nova greve. A categoria faria uso desse direito constitucional para cobrar os salários atrasados.

 Prefeitura de Maringá vai pagar gratificação e indenização a servidores da linha de frente contra a covid-19


>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 


0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista