segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Com apoio de Bolsonaro e do PT, Rodrigo Pacheco é eleito presidente do Senado

01/02/2021_

Café com Jornalista, com Agência Senado – Em votação secreta, o Democratas se manteve no comando do Senado Federal. Na noite desta segunda-feira (1º), o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), 44 anos, foi eleito por seus pares para o comando da Casa pelos próximos dois anos – até o fim de janeiro de 2023. Ele substitui Davi Alcolumbre (DEM-AP). 

O novo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco – Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
O novo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco – Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Eleito com 57 votos, 16 a mais que os 41 necessários, Pacheco venceu na disputa a senadora Simone Tebet (MDB-MS), que obteve 21 votos. Ela contou com o apoio dos senadores Major Olimpio (PSL-SP), Jorge Kajuru (Cidadania-GO) e Lasier Martins (Podemos-RS), que retiraram as candidaturas em seu favor.


Apoiado por Alcolumbre, seu padrinho político na disputa, Pacheco contou com o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e, ao mesmo tempo, do Partido dos Trabalhadores (PT). Como disse uma jornalista que cobre a política em Brasília: "nem a velha política nem a nova política, é a política de sempre". 


Pacheco recebeu, ainda, o apoio formal de outros nove partidos: DEM, PP, PL, PSD, PSC, PDT, Pros, Rede e Republicanos. Além disso, foi apoiado por parte do MDB, de Simone Tebet. Após ter anunciado o nome dela como candidata, o partido, que tem a maior bancada do Senado, retirou o compromisso e a senadora se lançou como candidata independente.

Em seu primeiro discurso, o novo presidente defendeu a "pacificação das relações políticas e institucionais". Pacheco reafirmou o compromisso com a independência do Senado, embora tenha dito que trabalhará em prol da governabilidade para que reformas e projetos sejam aprovados. 

Pacificação

Ao encerrar o mandato à frente da presidência do Senado (e do Congresso), Alcolumbre apontou como destaque de sua gestão a conciliação entre os Poderes da República e a votação recorde de matérias no ano da pandemia. Segundo ele, foi "inesgotável" o esforço para construir consensos.


Entre as medidas de combate aos efeitos da pandemia aprovadas pelo Senado, Alcolumbre citou a criação do auxílio emergencial, o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus e o chamado Orçamento de Guerra.


Perfil

Nascido em Porto Velho (RO), Pacheco cresceu em Passos (MG) junto à mãe, Maria Imaculada Soares, que era professora estadual, e aos irmãos. Aos 15, mudou-se para Belo Horizonte (MG), onde concluiu a faculdade de direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e iniciou a carreira. 


Especialista em direito penal, ele foi o mais jovem conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), entre 2013 e 2015. Além disso, Pacheco foi auditor do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado de Minas Gerais e membro do Conselho de Criminologia e Política Criminal do Estado de Minas Gerais.

Em 2014, foi eleito deputado federal. Na Câmara dos Deputados, Pacheco presidiu a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Em 2018, ele foi eleito senador, com 20,49% dos votos de seu estado, Minas Gerais. No Senado, Pacheco foi vice-presidente da Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC) no biênio 2019-2020.




>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 


0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista