terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Prefeitura vai pagar gratificação e indenização a servidores da linha de frente contra a covid-19

02/02/2021_

Café com Jornalista – O ano legislativo começou com uma boa notícia para os servidores municipais da saúde. Na primeira sessão ordinária da Câmara de Maringá em 2021, realizada na manhã desta terça (2), o prefeito Ulisses Maia (PSD) entregou aos vereadores dois projetos para contemplar profissionais da linha de frente de combate à covid-19.

Presidente da Câmara, Mario Hossokawa recebeu os quatro projetos de lei do Executivo das mãos do prefeito Ulisses Maia – Foto: Marquinhos Oliveira/CMM
Presidente da Câmara, Mario Hossokawa recebeu os quatro projetos de lei do Executivo das mãos do prefeito Ulisses Maia – Foto: Marquinhos Oliveira/CMM
Um dos projetos do Executivo prevê gratificação de 20% sobre os vencimentos aos profissionais de saúde que correm riscos ao lidar, diariamente, com pacientes infectados pela covid-19. A gratificação será paga até o fim da pandemia, não sendo retroativa.  

"Não foi possível entrar no ano passado porque ela [gratificação] pegou o período eleitoral. Tivemos dificuldade grande de ter servidor para trabalhar na linha de frente, alguns morreram e muitos ficaram doentes. A gratificação é uma forma de incentivar que essas pessoas se doem mais ainda, cuidando de pacientes com a covid", disse Ulisses à rádio CBN.
A primeira versão do projeto, prevendo a gratificação, chegou a ser enviada pelo prefeito à Câmara, o que se deu em abril de 2020. Contudo, não houve tempo hábil para o trâmite. Com a virada do ano, a proposta pôde ser novamente apresentada pelo Executivo.


O outro projeto prevê pagamento de indenização, no valor de R$ 50 mil, às famílias dos profissionais da saúde que, no combate à pandemia, contraríam o coronavírus e vieram a óbito em decorrência da covid-19. "Temos quatro nessa circunstância em Maringá, e tomara Deus que encerre a pandemia sem mais nenhuma [morte]", comentou o prefeito.

Ex-dirigente sindical, a servidora aposentada da saúde Solange Marega diz que a notícia desses dois projetos está sendo muito bem recebida pela categoria. "Não poderia esperar outra atitude do prefeito", diz Solange. "É uma forma de compensar tudo o que esses trabalhadores viveram e estão vivendo na linha de frente, com medo do desconhecido. Enquanto outros podiam se cuidar [no isolamento], eles [servidores da saúde] precisavam ir trabalhar", acrescenta.

Outros projetos

Também na sessão desta terça, Ulisses entregou outros dois projetos aos vereadores. Um preve a criação de cota racial de 15% nos concursos públicos de Maringá. O outro projeto trata da reestruturação do Promub, que é um programa municipal de bolsas de estudo. Segundo o prefeito, serão destinados R$ 10 milhões em bolsas em 2021.


Agora, os projetos do Executivo seguirão o trâmite normal na Casa de Leis, passando pelo crivo das comissões permanentes antes de seguirem para votação em plenário. Isso pode ocorrer já no início de março.

Café apurou que o pagamento tanto da gratificação quanto da indenização tende a ser aprovada pelos vereadores sem contratempos e, provavelmente, por unanimidade. 




>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista