quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Nas redes sociais, população apoia greve dos motoristas e critica monopólio da TCCC

10/02/2021_

Café com Jornalista – As manifestações populares nas redes sociais, em matérias que tratam da paralisação dos motoristas do transporte coletivo, revelam que o prefeito Ulisses Maia (PSD) enfrentará rejeição, caso a opção da Prefeitura de Maringá seja por conceder a compensação financeira solicitada pela TCCC. A empresa, que opera o transporte urbano, alega prejuízos da ordem de R$ 24 milhões por conta da pandemia.

Concentração dos motoristas da TCCC em ato de greve – Foto: Divulgação
Em seu terceiro dia nesta quarta (10), a greve dos motoristas – gerada pela TCCC no atraso do pagamento do salário de janeiro (saiba mais aqui) – parece ter conquistado a opinião pública. Em grupos de Facebook, a maioria dos comentários são favoráveis ao movimento paredista. Há ainda reclamações quanto ao monopólio da empresa e contra o pagamento de compensação financeira. 

Há o entendimento de parte dos internautas de que a retomada da prestação do serviço, de caráter essencial, depende apenas da TCCC. A empresa já pagou a parcela atrasada do salário de janeiro, mas os funcionários lembram que estão há quase um ano sem reposição da inflação, cobrando também a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), entre outras reivindicações. 

Veja a seguir comentários publicados nos grupos Paiçandu Urgente, Maringá Juntos Somos Fortes e Maringá de Todos, em matérias compartilhadas do Café. Em alguns comentários, a edição suprimiu trechos com xingamentos pessoais.


Compensação

"Se sair R$ 1 da Prefeitura para a TCCC, qualquer empresário que quebrou com a fachedeira tem de bater na porta do prefeito para receber o seu também" – Roberto Alves.

"Safadeza dessa TCCC forçar a Prefeitura a dar dinheiro. Segura, Ulisses [Maia, prefeito]. Mostra que o dinheiro é do povo de Maringá" – Marcelo Luis Santos.

"Eu queria entender que prejuízo é esse. Os ônibus tudo lotado, tipo 60 sentados, 30 em pé e dois no colo do motorista" – Fáubia CP.

"TCCC com prejuízo? Nunca. Eles reduziram os ônibus aqui onde eu moro. Era de 15 em 15 minutos. Agora é de 30 a 40 minutos. Se a TCCC não aguenta, cai fora" – Silmara Cezarino. 

"Essa empresa já lucrou tanto na cidade. Tenho certeza que eles podem e devem onerar seus prejuízos nessa pandemia" – DJ Tom Mc.

"Ah tá, então eles querem indenizações por causa da pandemia? E as pequenas empresas que fecharam as portas? A Prefeitura vai indenizar também? TCCC são muito egoístas e aproveitadores dos pequenos" – Edna Tomaz.


Monopólio

"Uma cidade desse porte com uma empresa. Que vergonha" – Elisabete Baldo.

"O certo é pôr outra empressa de transporte coletivo e tirar essa TCCC" – Lurdes Souto.

"Agora é hora de entrar outra empresa no transporte coletivo de Maringá" – Eliana Oliveira.

"Basta a Prefeitura dizer que vai acabar com o monopólio do transporte público que a TCCC paga até 13º adiantado de seus funcionários, e volta tudo ao normal. Quero ver se o prefeito é macho para isso" – Valmir Ribeiro.

"TCCC já deu! Esse monopólio precisa acabar" – Bruno Marques Dainez.

"Essa é mais uma herança maldita do governo Silvio Barros. A cidade ficou refém da empresa pela licitação que legalizou o monopólio" – Gelinton Batista.

"Coloca outra empresa. Está na hora de mudar. Aproveita que eles [empresários] estão dando a oportunidade" – Marcia Bali.

"Fico muito revoltada com a atitude dessa empresa, que sempre teve milhares de vantagens por causa de um contrato feito onde a mesma mantém o monopólio. TCCC, para de abusos. Fora, vocês já aproveitaram demais dos contribuintes de Maringá" – Ivani Ferreira De Souza.

"Bora prefeito [Ulisses Maia], corre atrás da Justiça para quebrar o monopólio que os Barros fizeram" – Fatima Silva.


Atraso salarial

"Me poupe, TCCC. Quer tirar seu lucro no lombo dos trabalhadores. Vergonha" – Edna Santos.

"Não voltem ao trabalho até que regularizem o pagamento. Vocês têm meu apoio" – Carla Andressa Pacheco.

"Isso [locaute] é óbvio. A administração tem de dar um ultimato na TCCC" – Marcelo Luis Santos.

"TCCC está pegando pesado. Onde já se viu deixar a população sem transporte" – Cris Caneira. 

"Culpado são os donos, porque a pessoa trabalha porque precisa. Ninguém que tem família trabalha por esporte" – Ana Francisca de Assis. 


 Bibliotecas municipais reabrem com novo decreto


>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 


0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista