quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Entrevista – Aleciane Gonçalves: 'Não me lembro de ter visto uma explosão dessas nos 12 anos que moro aqui'

18/02/2021_

Café com Jornalista – Vulcão mais ativo da Europa, o Etna, situado na ilha da Sicília (Itália) voltou a entrar em erupção na terça-feira (16). O fenômeno foi marcado por um impressionante fluxo de lava, uma coluna de cinzas monumental e chuva de pedras. 

A coluna de fumaça atingiu mais de um quilômetro de altura (além dos 3.350 metros de altura do Etna), resultando no cancelamento de voos no aeroporto de Catânia, cidade situada a 60 km ao sul do vulcão. Nenhum morador precisou ser evacuado, mas a erupção causou um belo susto numa brasileira que reside na Sicília há 12 anos.

Natural de Maringá, a babysitter Aleciane Gonçalves, 38 anos, vive numa pequena cidade chamada Mascalucia, de 30 mil habitantes, distante 12 km de Catânia e vizinha do Etna. Na Cidade Canção, ela foi funcionária do jornal O Diário. Na Sicília, ela é casada com o italiano Antonio Grasso e tem dois cães e três gatos.

A maringaense Aleciane e o vídeo que ela publicou da erupção – assista aqui
Em maio, Aleciane concedeu entrevista ao Café para falar sobre a gravidade da covid-19 na Itália, o primeiro país europeu a ser duramente atingido nesta pandemia. Agora, a maringaense, que publicou vídeo da erupção em seu perfil nas redes sociais, fala sobre o susto que levou esta semana.


Café com Jornalista – Nesta última erupção do Etna, onde você estava?
Estava com o carro parado em um pedágio. Posso responder por mim, mas sou suspeita, porque eu me alarmo por qualquer coisa (risos). Fiquei muito alarmada. A minha família ficou também um pouquinho, pois uma explosão como essa não lembro de ter visto nos meu 12 anos que moro aqui em Catânia. Foi uma explosão com chuva de pedras, poeira e fumaça.

E no geral, a população ficou preocupada?
Penso que não teve alarmismo. As pessoas aqui estão um pouco acostumadas, tanto que, quando eu parei para comprar pão, no meio da chuva de pedras, eu perguntei a uma atendente o que poderíamos fazer com o Etna assim [em erupção]. Ela respondeu: "não podemos fazer nada, amanhã a gente vai ter de limpar tudo".

E agora, como está o cenário? Ainda com o Etna em erupção?
Agora está tranquilo, como se nada tivesse acontecido. Se vê, somente, a língua de lava, mas nenhum dano na minha casa, a não ser a sujeira. Tive que varrer calçadas e terraços, e isso é muito cansativo.


Quantas vezes você já viu o vultão entrar em erupção?
Muitas vezes, Luiz. Já perdi a conta. Ele está sempre em atividade.

Desta vez, a erupção foi maior ou menor que nas ocorrências anteriores?
Respondo como uma pessoa leiga no assunto. Para mim, foi a maior que eu já vi, mas, de acordo com os estudiosos, teve uma erupção em 2015 que foi mais forte. Naquela, a lava foi jogada para mais de 3.000 metros; e na de ontem, chegou a 500 metros.

Há algum plano de emergência conhecido pela população local para o caso de uma erupção catastrófica?
Salve-se quem puder. É esse o plano de evacuação. Estou brincando. Na realidade, nunca ouvi falar de plano de evacuação e, agora, estou procurando na internet e não encontro nada a respeito. Sinceramente, não sei como me comportar no caso de uma violenta explosão, vou procurar me informar melhor sobre o assunto. Pois, afinal, não sabemos quando o Etna vai explodir realmente. Eu espero que nunca. 

 Decreto proíbe uso de churrasqueiras em clubes e condomínios


>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista