quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

Rafael Rosa recebe auxílio emergencial, mas garante não ter utilizado a verba

28/01/2021_

Café com Jornalista – Eleito com 1.335 votos – 31º mais votado, incluindo os não eleitos –, o vereador e empresário Rafael Roza (Pros) recebeu o auxílio emergencial entre os meses de abril e dezembro do ano passado. O parlamentar, que não se enquadra nas regras definidas pelo governo federal para receber a verba (destinada a socorrer as pessoas mais necessitadas no período da pandemia), diz ter sido vítima de um golpe.

Vereador de Maringá Rafael Roza foi eleito com 1.135 votos
Vereador de Maringá Rafael Roza foi eleito com 1.135 votos
Foram depositados na conta do vereador R$ 4.200. O total corresponde a cinco parcelas de R$ 600 e a quatro de R$ 300. A informação foi publicada em primeira mão, na quarta-feira (27), pelo portal Maringá News. Autor da matéria, o jornalista Angelo Rigon destacou que Roza é um empresário bem-sucedido, tendo empresa com funcionários e bens acima de R$ 240 mil.

"Além de imóveis, declarados no valor total de R$ 242.434,85, Rafael Roza possui a empresa Roza & Camacho na Avenida Prefeito Sincler Sambatti 10.823, no Jardim Bertioga, fundada em 2008 (...). A microempresa, com nove funcionários, tem faixa declarada de faturamento de até R$ 240 mil", diz trecho da reportagem de Rigon.
A notícia caiu como uma bomba na política local. Nos bastidores, antes mesmo de Roza dar sua versão sobre os fatos, algumas lideranças já se diziam desapontadas com o vereador eleito. O assunto foi destaque no programa Pan News, da rádio Jovem Pan Maringá, na manhã desta quinta (28).


No programa Rigon lembrou que, em 2020, Roza defendeu a exoneração de servidores públicos que haviam recebido o auxílio emergencial. Naquele momento, também não era sabido se todos os servidores envolvidos haviam recebido o benefício de má-fé ou pou algum engano.

"Pra quem não sabia [sobre o auxílio emergencial] foi chocante, porque contraria todo o discurso dele", disse Rigon, no Pan News. "Se for seguir pela régua dele, ele [Roza] tem de pedir demissão, tem de renunciar ao mandato", acrescentou.


Na mesma bancada, o comentarista Luiz Neto – que foi candidato a vereador pelo Podemos – disse que preferia aguardar o posicionamento de Roza antes de criticá-lo. "Com os dados do camarada, qualquer um pode solicitar o auxílio emergencial para qualquer pessoa", disse comunicador. "Tem pessoas que agem com maldade para prejudicar outras", acrescentou.

A resposta que Neto esperava veio na tarde desta quinta (28). Em matéria do jornalista Victor Faria, do portal Hoje Mais, Roza diz ter sido alvo de um golpe e que não fez uso do valor do auxílio emergencial. Ele apresentou extrato bancário – de conta criada pela Caixa especificamente para o depósito do benefício – para provar que não utilizou o dinheiro,  

"Pudemos comprovar [ao se dirigir à Caixa] que realmente foi feita uma solicitação do auxílio em meu nome por terceiros e de forma fraudulenta. É do conhecimento de todos que esse tipo de ação, infelizmente, se tornou comum no Brasil, atingindo muitas pessoas, incluindo empresários, servidores públicos, candidatos e políticos de Maringá", informou Roza, em nota.
O vereador diz ter tomado conhecimento dos depósitos por meio da imprensa e que parte do valor já foi devolvido aos cofres públicos. "Segundo o que fomos informados pela gerente da agência, o restante do valor ainda será estornado/devolvido nos próximos dias. Isso comprova que eu jamais tive acesso a esse dinheiro", acrescentou.


Roza reclamou da forma "sensacionalista" (segundo ele) com a qual o assunto foi divulgado por parte da imprensa. O edil suspeita que as acusações possam ter ligação com uma ação popular, de sua autoria, "em decorrência de possíveis ilegalidades cometidas na reforma administrativa do município".


Saiba mais

O auxílio emergencial é um benefício financeiro concedido pelo governo federal e destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados. Tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). A Caixa atua como agente operador desse benefício, fazendo com que o dinheiro chegue às pessoas mais necessitadas.



 Subcomissão técnica vai avaliar propostas da licitação de agência de publicidade da Câmara de Maringá

>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 


0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista