sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Cafeinado: Em tempos de morte por falta de oxigênio, rejeição de Bolsonaro sobe para 40%

22/01/2021_

Café com Jornalista – Num cenário de agravamento da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e sem o auxílio emergencial de antes, a popularidade do presidente Jair Bolsonaro caiu. É o que aponta o novo levantamento do instituto Datafolha, divulgado nesta sexta (22).

Em relação ao levantamento anterior (do início de dezembro), a avaliação de Bolsonaro como "ruim ou péssimo" pela população subiu de 32% para 40%; e a avaliação de "ótimo ou bom" caiu de 37% para 31%. Foram entrevistadas 2.030 pessoas – veja os detalhes aqui.

Presidente Jair Bolsonaro – Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

Motivos

Certamente, também contribuíram para a queda na avaliação a falta de oxigênio em Manaus (e as mortes de pacientes do SUS por esse motivo) e as trapalhadas do Ministério da Saúde no início (atrasado) da vacinação contra a covid-19. Foi um início de ano marcado por muito desgoverno.

Comparação

Entre os presidentes eleitos após a redemocratização, Bolsonaro só se sai melhor que Fernando Collor (PRN), que ao fim de seu segundo ano de governo tinha rejeição de 48%. Segundo levantamento da Folha de S.Paulo, no mesmo ponto do mandato, FHC (PSDB) tinha 12% de reprovação, Lula (PT) 13% e Dilma (PT) 7%.


Impeachment

Apesar de os fracassos na condução da pandemia terem retroalimentado o discurso do impeachment entre congressistas (de oposição em sua maioria, óbvio), essa ainda não é a vontade da maioria da população. Segundo o Datafolha, 53% dos brasileiros rejeita o impeachment do presidente Bolsonaro – veja os detalhes

Mais vacina

Ao menos uma boa notícia vinda do governo federal. Nesta sexta, com praticamente uma semana de atraso, chegaram da Índia as 2 milhões de doses da vacina Oxford/Astrazeneca. Agora, o país tem dois imunizantes contra a covid-19. A vacinação teve início em São Paulo, no domingo (17), com a Coronavac, a vacina do Butantan/Sinovac. 

Vacinas

É grande a vergonha alheia por esses dias, em especial quando vemos pessoas queridas replicando discursos antivacina. Ninguém é obrigado a se vacinar, e há um tipo de vacina para cada caso: a da covid-19 para jacarés e a da febre aftosa para o gado.

Meme




IPTU

A Prefeitura de Maringá realiza no Paço Municipal, neste sábado (23), das 8h às 13h, o Plantão do IPTU (saiba mais). Serão disponibilizados os serviços de impressão de guias e parcelamento de dívidas de tributos anteriores. O prazo para pagar o imposto à vista, com 10% de desconto, vai até 25 de fevereiro.

Motoristas

O Sinttromar, sindicato que representa os motoristas de Maringá e região, busca uma reunião com o prefeito Ulisses Maia (PSD) para tratar do transporte coletivo urbano e metropolitano. Há o receio de que, sob o argumento da crise econômica causada pela pandemia, as empresas TCCC e Cidade Verde façam novas demissões.

Tocos

Ainda há muitos tocos (estacas) demarcando pontos de ônibus em Maringá. A substituição por abrigos, que dão mais dignidade para os usuários do transporte coletivo, foi uma promessa do governo no primeiro mandato. Escrevi algumas matérias a respeito para O Diário, e vamos voltar a abordar o assunto aqui no Café. Já foi bem pior, mas dá para melhorar. 



Leia também

 Agência do Trabalhador de Maringá tem 367 vagas de emprego
 Mário Hossokawa: 'Não entendi a escolha de dois secretários municipais'


Esta coluna é assinada pelo jornalista Luiz Fernando Cardoso, editor do Café com Jornalista. Clique aqui ou na imagem acima para ler mais publicações da coluna Cafeinado. Leia ainda publicações com algumas das tags mais populares do blog: Bolsonaro, Dilma, Doria, Ulisses Maia, Câmara, Eleições 2020, covid-19, vacina.

>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 


0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista