quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Joe Biden toma posse como 46º presidente dos EUA e dólar cai

20/01/2021_

Café com Jornalista, com Agência Brasil – Depois de um tumultuado fim do governo Donald Trump, a posse do novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, causou otimismo nos mercados globais. No Brasil, as boas expectativas tiveram reflexo no dólar, que caiu depois de três altas seguidas. 

Joe Biden assumiu nesta quarta-feira (20), em Washington, como o 46º presidente dos Estados Unidos – Reprodução/CNN
O dólar comercial encerrou esta quarta (20) vendido a R$ 5,312, com recuo de R$ 0,034 (-0,63%). A cotação chegou a cair para R$ 5,28 na mínima do dia, perto das 14 horas. Contudo, o ritmo de queda não se manteve no restante da tarde.


A expectativa positiva em relação a Biden está na possível aprovação de um pacote de estímulos à economia pelo governo do democrata. Seriam pelo menos US$ 1,9 trilhão para enfrentar a pandemia de covid-19. 

Segundo especialistas, a injeção de dólares na economia global reduz a pressão sobre o câmbio de países emergentes, como o Brasil. Assim, o dólar caiu perante as principais moedas do planeta, incluindo o Real.

Posse

O democrata Joe Biden assumiu nesta quarta-feira (20), em Washington, como o 46º presidente dos Estados Unidos. Nas urnas, ele a sua vice Kamala Harris obtiveram 306 delegados, contra 232 do republicando Donald Trump.


A cerimônia foi marcada por uma série de restrições, em vista da gravidade do segundo pico da pandemia de covid-19 nos EUA. Outro destaque foi o forte esquema de segurança, após o ataque ao Capitólio (sede do Congresso norte-americano) no início do mês.


Com a mão sobre uma Bíblia que está em sua família há 128 anos, Biden proferiu o juramento de "preservar, proteger e defender a Constituição". O ato foi conduzido pelo juiz-chefe da Suprema Corte, John G. Roberts Jr., concluindo o processo às 11h49 (horário de Washington), 11 minutos antes de a Presidência formalmente mudar de mãos.

Biden chega à presidência com a missão de unificar os EUA. Em tom conciliador, o presidente repetiu em vários momentos de seu discurso de posse que será o presidente de "todos os americanos", sejam democratas sejam republicanos.




>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista