"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

sábado, 28 de novembro de 2020

Vereador critica morosidade da Saúde em resposta a requerimento sobre a covid-19

28/11/2020_

Café com Jornalista – O novo pico da covid-19 em Maringá – e as consequentes reclamações da população – estão repercutindo na Câmara Municipal. Na sessão de quinta (26), em discurso inflamado, o vereador Sidnei Telles (PSD) criticou a morosidade com a qual, segundo ele, a Secretaria Municipal de Saúde respondeu a um requerimento da Casa sobre o coronavírus.

O vereador Sidnei Telles e o secretário de Saúde de Maringá, Jair Biatto. Café com Jornalista
Clique para assistir à fala de Telles na tribuna da Câmara – Fotos: Arquivo/CMM
Aprovado pela Câmara em 13 de agosto, o requerimento de Telles relatou excesso de pacientes na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte, questionando o prefeito Ulisses Maia (PSD) sobre a possibilidade de abertura de um local alternativo para atendimento das pessoas com suspeita de covid-19. Um outro requerimento, similiar, foi aprovado em 17 de agosto pela Casa e igualmente enviado à administração municipal.

Telles disse ter recebido, mais de dois meses depois, a notícia de que a Secretaria Municipal de Saúde estaria "organizando outro ponto de atenção ao atendimento de pacientes com sintomas respiratórios no completo de saúde, buscando reduzir a aglomeração". A morosidade na resposta e na providência adotada tirou o vereador do sério.

"Quero que eles expliquem como é que fica a aglomeração na UPA Zona Norte", comentou Telles, com críticas ao secretário municipal de Saúde, Jair Biatto. "Agora, que explode o número de covid, descobrem que não fizeram [um novo local]?", acrescentou o vereador.

Em sua fala na tribuna, durante o pequeno expediente, Telles recordou que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia sugeriu, no relatório final, que Ulisses definisse alguma sanção a Biatto pela fala irresponsável que gerou a CPI. "Ainda não fizeram nada [nenhuma punição], mas vou cobrar após o ápice da pandemia", disse Telles.

Em linhas gerais, a investigação da Câmara não confirmou a infeliz declaração de Biatto, de que seria "normal" o município pagar até três vezes mais que a iniciativa privada por determinados produtos. Entre centenas de compras analisadas, em apenas dois casos a CPI encontrou somas pagas acima do valor de mercado. 

Concluída no fim de agosto, a CPI da Pandemia foi relatada por Telles e presidida por Flávio Mantovani (Rede). Também fizeram parte dos trabalhos os membros Mário Verri (PT), Alex Chaves (MDB) e Onivaldo Barris (PSL).

Ações

Na quinta (26), Ulisses visitou a UPA Zona Norte na companhia da secretária interina de Saúde, Maria da Penha Marques Sapata. No dia seguinte, o prefeito participou de duas reuniões para reforçar as ações de combate à covid-19. 

Neste sábado (28), em reunião com entidades representativas da sociedade, Ulisses selou um acordo batizado de "pacto pela vida", que prevê apoio integral às ações definidas pelo município em novo decreto, que será anunciado até segunda (30). O decreto atual, desta semana, impôs novamente o toque de recolher.

O entendimento do governo municipal é pela necessidade de adoção de medidas mais restritivas para conter a circulação do vírus, num momento de rápido crescimento dos casos e de maior demanda por internamentos. Segundo a administração, o novo pico da covid-19 teve início em 12 de novembro.

Presente à reunião, Biatto lembrou que a situação é crítica dentro da macrorregião noroeste, formada por 115 municípios e cerca de 1,5 milhão de habitantes. Na opinião do secretário, o municípios da região devem acompanhar a decisão que será tomada em Maringá, adaptando o decreto daqui às suas realidades locais – leia mais aqui

Até a publicação desta matéria, Maringá já havia registrado 205 morte pela covid-19. Informações atualizadas podem ser acompanhadas no site Nofitica Saúde



>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

Segundo turno em 57 cidades mobiliza 38 milhões de eleitores neste domingo

28/11/2020_

Agência Senado, com TSE – Mais de 38 milhões de eleitores voltam às urnas, neste domingo (29), para eleger os prefeitos das 57 cidades brasileiras em que a disputa será definida no segundo turno. No Paraná, o único caso é Ponta Grossa.

Ao todo, são 18 capitais estaduais e outros 49 municípios com mais de 200 mil eleitores, onde nenhum dos candidatos obteve a maioria absoluta dos votos válidos para se eleger em primeiro turno. O Brasil tem 95 cidades com mais de 200 mil eleitores.

Eleitores em Guaraciaba do Norte (CE), no 1º turno – Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
As capitais onde a disputa será definida em segundo turno são: Aracaju (SE), Belém (PA), Boa Vista (RR), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), São Luís (MA), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES).

Em 37 municípios com mais de 200 mil eleitores, os prefeitos foram eleitos, no último dia 15, no primeiro turno. Depois de domingo, apenas um município brasileiro ficará com a escolha do prefeito ainda pendente: Macapá (AP), com 292 mil eleitores. Prejudicada por um apagão elétrico que se estendeu por 22 dias, a cidade terá o primeiro turno das eleições no dia 6 de dezembro. O segundo turno da disputa está marcado para o dia 20.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu não fazer o primeiro turno em Macapá no próximo domingo devido a uma limitação técnica. Nas 57 cidades onde haverá segundo turno, o sistema de informática do órgão está preparado para apurar e totalizar os votos atribuídos a apenas dois candidatos. Na capital amapaense, dez postulantes disputam o primeiro turno das eleições.

O TSE manteve para este domingo as mesmas orientações sanitárias contra o coronavírus recomendadas no primeiro turno das eleições. O uso da máscara é obrigatório, e todos devem higienizar as mãos antes e depois de digitar o número do candidato na urna eletrônica. Cada seção eleitoral vai contar com álcool em gel para eleitores e mesários.

 Tutorial explica como se dá o complexo cálculo da eleição para vereador

Os eleitores devem respeitar a distância mínima de um metro para outras pessoas. Outra recomendação é que cada um leve a sua própria caneta para assinar o caderno de votação. O objetivo é evitar o compartilhamento de objetos e diminuir o contato dos eleitores com superfícies eventualmente infectadas.



Cobertura da apuração




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.