"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

sábado, 21 de novembro de 2020

Crônica: Coxinha no copo

21/11/2020_

Luiz Fernando Cardoso* – Sabe aquela coxinha no copo vendida lá na Avenida Getúlio Vargas? Aquela perto do Paço Municipal? Não recomendo.

Coxinha no copo. Café com Jornalista
Coxinha no copo
Na minha opinião, além de o estabelecimento oferecer um bom produto, o cliente precisa ser bem atendido e respeitado. E nunca em Maringá, nunca, eu fui tão mal atendidido como na quinta-feira (19) na referida lanchonete.


Na hora do almoço, fiz uma breve pausa para comer um salgado (não era coxinha). Terminado o lanche, não deu cinco minutos e o dono do estabelecimento me perguntou se eu queria mais alguma coisa. Espera-se isso do atendente. Ao responder que não, pasmem, ouvi o seguinte dele:

— Então você precisa sair pra dar espaço "prozoutros". (sic).

Detalhe 1: Não havia ninguém mais no estabelecimento, só o atendente e eu.

Detalhe 2: O lanche tinha a massa ressecada. Ou seja, atendimento e produto, ambos ruins. E o preço do salgado de lá está acima da média.


Fiz esse mesmo desabafo primeiramente nas redes sociais. Um amigo, que conhece o dito estabelecimento, comentou: "É um ultraje chamar aquilo de coxinha! Hahaha".

É o meu relato sobre a coxinha no copo e o desairoso dono daquele comércio. Sem mais.

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

* O jornalista Luiz Fernando Cardoso é editor do Café com Jornalista. É escritor autor de três e-books, todos publicanos na Amazon: "Orfeu & Violeta", "Quero Café!" e "Nas Curvas de Maringá". Mantém um blog de crônicas, veja aqui



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Os artigos não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Jornalista, que os reproduz em exercício da atividade jornalística e amparado pela liberdade de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

Capital eleitoral dos vereadores de Maringá cai 11% na comparação com 2016

21/11/2020_

Café com Jornalista – Em meio à mudança das regras no sistema proporcional, à alta abstenção nas urnas e ao número recorde de candidatos – todos fatores que contribuíram para a diminuição da votação –, o capital eleitoral dos atuais vereadores de Maringá caiu 11% nas Eleições 2020, na comparação com o pleito municipal anterior. 

Os 14 vereadores que disputaram a reeleição obtiveram, juntos, 36.721 votos (média de 2.623) – 4.402 a menos que os 41.123 votos (média de 2.937) de 2016. O levantamento, feito a partir de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não inclui o vereador Carlos Mariucci (PT), que este ano concorreu a prefeito.

Errata ao final!

Com dados sobre a votação do Professor Niero corrigidos, veja a errata ao final da matéria – Infográfico: Luiz Fernando Cardoso/Café com Jornalista
Apesar dos fatores que causaram a desidratação nas urnas, três vereadores conseguiram ampliar a votação nominal: Flávio Mantovani (Rede), Onivaldo Barris (PSL) e Altamir da Lotérica (Pode), com destaque para o último. Altamir amplicou seu capital eleitoral em impressionantes 57,5%, fato que ele comemorava nos corredores da Câmara, na primeira sessão ordinária após as eleições.

Cinco reeleitos perderam apoiadores: Bravin (PSD), Alex Chaves (MDB), Mário Verri (PT), Sidnei Telles (Avante) e Mário Hossokawa (PP). Contudo, as circunstâncias desfavoráveis não ofuscaram as comemorações pela reeleição. O destaque nesse caso é Bravin, que atingiu seu oitavo mandato, um recorde histórico no Legislativo maringaense.

Seis não conquistaram a reeleição, todos com perda de capital eleitoral variando entre 4,2% e 45%. Entre eles, dois são da bancada de apoio ao prefeito reeleito Ulisses Maia (PSD) e quatro são de oposição. As principais derrotas foram de William Gentil (PSB) e Doutor Jamal (PSB), que nem sequer ficaram na suplência.

A maior perda de capital eleitoral, de 47,9%, foi justamente a do presidente da Câmara, Mário Hossokawa. A perda ocorreu sobre a expressiva votação anotada em 2016, fato que garantiu o sétimo mandado de Hossokawa na Câmara. 

Majoritária

Mariucci somou 4.191votos, terminando a corrida pela Prefeitura de Maringá na sexta colocação entre 16 prefeituráveis. Segundo especialistas ouvidos pelo Café, um fenônemo eleitoral chamado de "voto útil" fez com que petistas e apoiadores de Mariucci migrassem voto para Ulisses Maia, com o objetivo de ampliar as chances de vitória do prefeito ainda no primeiro turno – o que ocorreu.

Errata

O Café errou ao informar que o vereador Professor Niero (MDB) havia somado 1.974 votos em 2016, com uma perda nominal de 9,1% de seu capital eleitoral. Na verdade, foram 1.874 votos obtidos na eleição anterior, perfazendo uma perda de 4,21%. O blog se desculpa pelo erro e pelo inconviente.

A correção feita agora pelo Café foi gentilmente apontada pelo próprio vereador, que informou também o fato de que sua votação foi ampliada de 0,99% para 1,03% na comparação entre as eleições de 2016 e 2020. Contudo, o Café explicou ao edil que o mesmo critério de comparação (o da votação nominal), usado inclusive pelos grandes jornais, foi adotado para todos os vereadores. 

Com o recálculo, nota-se que o capital eleitoral dos vereadores caiu 11% e não 12%, como informado anteriormente no título e no primeiro parágrafo.  


Cobertura da apuração



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.