"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

quarta-feira, 30 de setembro de 2020

'Mais Mulheres no Poder' entrega Carta Compromisso aos prefeituráveis

30/09/2020_

Das assessorias – O Movimento Mais Mulheres No Poder iniciou, na segunda (28), a entrega de uma Carta Compromisso aos candidatos e candidatas a prefeito(a) de Maringá. No documento, os prefeituráveis se comprometem, caso eleitos, com as propostas das mulheres.

Bovo com candidadas a vereadora após a assinatura da Carta Compromisso. Veja fotos dos atos com outros prefeituráveis aqui
O documento propõe a ocupação de 50% dos cargos de primeiro e segundo escalão de secretarias e diretorias por mulheres e destinação de 4% do orçamento do município para políticas públicas de enfrentamento à violência contra a mulher.


Até o momento, a carta foi entregue a Akemi Nishimori (PL), Rogério Calazans (Avante), José Luiz Bovo (Podemos) e Carlos Mariucci (PT). Estes dois assinaram o documento sem ressalvas. 

Akemi fez questão de registrar o compromisso com implantação da paridade de gênero de maneira gradual, e o percentual do orçamento a partir do segundo ano de governo. Calazans escreveu de próprio punho que se compromete com o esforço de alcançar a meta da paridade. A carta compromisso será entregue aos outros oito candidatos e uma candidata à Prefeitura.


Em todos os atos o documento é entregue aos prefeituráveis por candidatas a vereadora integrantes do movimento, que podem ou não ser da mesma legenda do candidato à majoritária, valorizando o caráter suprapartidário do mesmo.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Doria assina contrato com Sinovac para vacinação contra covid-19 em dezembro

30/09/2020_

Elaine Patricia Cruz, Agência Brasil – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o vice-presidente da laboratório chinês Sinovac, Weining Meng, assinaram nesta quarta (30) um contrato que prevê o fornecimento de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac. O valor do contrato, segundo o governador, é de de US$ 90 milhões.

Governador de São Paulo, João Doria (PSDB) – Foto: Divulgação/Gov.SP
O contrato também prevê a transferência tecnológica da vacina da Sinovac para o Instituto Butantan. Isso significa que o instituto brasileiro poderá começar a fabricar doses dessa vacina contra o novo coronavírus (covid-19).


Segundo Meng, o acordo para transferência de tecnologia facilita a logística e vai permitir que o Instituto Butantan fabrique a vacina e a distribua de forma mais rápida e ágil para a população brasileira. "O Brasil é um país grande, com mais de 200 milhões de pessoas e precisa de bastante vacina. Com a produção local, conseguiremos fazer isso", disse o representante da Sinovac.

Desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, a CoronaVac está na fase 3 de testes em humanos. A expectativa do governo paulista é de que a vacinação desses voluntários seja encerrada até 5 de outubro. Caso os testes comprovem a eficácia da vacina, ela precisará de uma aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) antes de ser disponibilizada para vacinação no Brasil.


Doria informou, ainda, que outras 14 milhões de doses serão fornecidas pela Sinovac ao governo paulista até fevereiro do próximo ano. A ideia do governo paulista é de que seja feito um acordo com o Ministério da Saúde para que essas 60 milhões de doses sejam disponibilizadas para parte da população brasileira por meio do Programa Nacional de Imunização do Sistema Único de Saúde. 

Caso não haja acordo em nível federal, Doria avisou que a vacinação será voltada para a população paulista, que poderia ser totalmente vacinada até março de 2021. A expectativa do governo paulista é de que a vacinação seja iniciada no dia 15 de dezembro deste ano. Leia mais.







>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.