"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

terça-feira, 15 de setembro de 2020

Greve no transporte coletivo inicia à zero hora desta quarta (16)

 15/09/2020_

Do Sinttromar – Dirigentes do Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Maringá (Sinttromar) estão entregando panfletos no Terminal Intermodal, desde ontem (14), a respeito da greve do transporte coletivo. O objetivo da ação é informar a população sobre a paralisação, que terá início à zero hora desta quarta (16).

Dirigentes do Sinttromar entregam panfleto sobre a greve à população – Foto: Emerson Viana Silva/Sinttromar
A decisão pela greve foi tomada em assembleia da categoria, que não aceitou as perdas de direitos e a negativa de reajuste salarial impostas pelas empresas TCCC (transporte urbano) e Cidade Verde (metropolitano). Antes da paralisação, o Sinttromar esgotou as possibilidades de negociação amigável, o que incluiu reunião com o prefeito Ulisses Maia (PSD) e audiências públicas do dissídio coletivo, entre sindicato e empresas.


O Sinttromar informa que será obedecida a decisão da desembargadora Ilse Marcelina Bernardi Lora que, ao assegurar o direito de greve, determinou a manutenção de 70% do contingente de motoristas e cobradores em atividade. Também serão tomadas as medidas necessárias de prevenção ao coronavírus (covid-19). A decisão da magistrada frustrou as concessionárias, que pediam a circulação de 90% da frota e a proibição de atos de greve.

"O sindicato vai buscar, claro, se adequar para atender à demanda da Justiça. Contudo, é necessário que o sindicato tenha conhecimento do número de funcionários que está trabalhando neste momento, porque esse número varia dia a dia e há muitos que estão de férias", comenta o dirigente Emerson Viana Silva.
À Justiça, o jurídico das empresas informou que a TCCC mantém em operação entre 62% e 65% da frota e a Cidade Verde, 74%. Abaixo, o panfleto que está sendo entregue à população.

Clique para ampliar




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

'Bombardeado' nas redes sociais, PDT recua e garante candidatura de Ana Lúcia

 15/09/2020_

Café com Jornalista – Foi um triste capítulo das Eleições 2020, daqueles para ser esquecido, mas o imbrólio envolvendo o PDT de Maringá está solucionado. Após sofrer um verdadeiro bombardeio de críticas nas redes sociais, a Executiva do partido recuou da decisão de excluir Ana Lúcia Rodrigues do pleito, garantindo a participação da professora da Universidade Estadual de Maringá (UEM) como candidata a vereadora.

A candidata a vereadora Ana Lúcia Rodrigues (PDT). Café com Jornalista
A candidata a vereadora Ana Lúcia Rodrigues (PDT) – Foto: CMM
Em nota oficial, o PDT informou que o presidente da Comissão Provisória da sigla em Maringá, Ricardo Dias Silva, acolheu a solicitação de reconsideração feita por Ana Lúcia. Em reunião realizada na segunda, entre as partes, a candidata reconheceu o processo legal da convenção do partido e o compromisso de Dias Silva com a pauta das mulheres pedetistas. Presente à reunião, o vereador Odair Fogueteiro (PDT) ajudou na interlocução.


A candidatura de Ana Lúcia havia sido barrada na convenção do partido, realizada na sexta (11) numa churrascaria da cidade. Sem justificativa plausível, a Executiva do partido decidiu vetar o nome da professora, mesmo havendo vagas disponíveis na chapa. Nas eleições, os partidos podem inscrever até 23 candidatos, e o PDT de Maringá só contava com 22 pré-candidatos. 

O recuo do PDT ocorre após uma série de mobilizações em defesa da candidatura de Ana Lúcia, o que incluiu uma manifestação em frente à Câmara Municipal, no domingo (13), organizada pelo movimento suprapartidário "Mais Mulheres no Poder". Diversas entidades, partidos e lideranças políticas prestaram apoio à professora, com críticas ao partido. 


Criado com o objetivo principal de eleger uma bancada feminina na Câmara de Maringá, o "Mais Mulheres no Poder" também se organiza para defender as pré-candidatas no pleito, propósito que foi cumprido no caso de Ana Lúcia. O que ninguém esperava é que a primeira mulher a sofrer sanções fosse, justamente, uma das principais lideranças do movimento.

"O Movimento Mais Mulheres no Poder Maringá mostrou a que veio ao assumir a frente na luta pela reparação da injustiça cometida contra a pré-candidata, injustificadamente alijada do direito de ser candidata por decisão da Comissão Executiva Municipal de Maringá. A rápida mobilização das mulheres engajadas no movimento demonstra a seriedade com que nos apresentamos para a disputa de 2020. Mexeu com uma, mexeu com todas! Continuaremos vigilantes contra a tirania, as fake news, o assédio, as ofensas e a violação de direitos", disse o movimento em nota.   

O período definido pela Justiça Eleitoral para a realiação das convenções partidárias termina nesta quarta (16)





>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

Empresas tentam impedir na Justiça início da greve no transporte coletivo

15/09/2020_

Do Sinttromar – As empresas TCCC (transporte urbano) e Cidade Verde (metropolitano) tentaram impedir na Justiça, sem êxito, o início da greve da categoria. O mandado de intimação de decisão da Justiça do Trabalho foi recebido pelo presidente do Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Maringá (Sinttromar), Ronaldo José da Silva, no último fim de semana.

Reunião da diretoria do sindicato, nesta segunda (14), sobre a liminar concedida pela Justiça – Foto: Luiz Fernando Cardoso/Sinttromar
No processo, o jurídico das empresas requereu, liminarmente, que a Justiça do Trabalho obrigasse o Sinttromar a assegurar a manutenção do percentual mínimo de 90% da frota em circulação, que está reduzida por conta da pandemia do novo coronavírus. Segundo consta dos autos, a TCCC mantém em operação entre 62% e 65% da frota e a Cidade Verde, 74%.


O discurso da pandemia alegado pelas empresas para cortar benefícios dos funcionários e para não conceder o reajuste salarial, segundo o sindicato, foi utilizado na ação para tentar barrar a greve. As concessionárias do transporte coletivo pediram à Justiça que os dirigentes sindicais não realizassem atos e manifestações para evitar aglomerações, sugerindo multa de R$ 200 mil por dia em caso de descumprimento da liminar.

Em sua decisão a desembargadora Ilse Marcelina Bernardi Lora frustrou as empresas, que tentaram emplacar a "abusividade da greve" antes mesmo do início da paralisação. Levando em consideração a excepcionalidade do risco de infecções na pandemia, a magistrada determinou a manutenção de 70% do contingente de motoristas e cobradores, fixando multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

No despacho, a desembargadora destacou o direito de greve, que é garantido aos trabalhadores pela Constituição Federal (CF). "Não há como determinar, em juízo de cognição sumária, a manutenção do percentual mínimo de 90% da frota em atividade, sob pena de esvaziar-se o exercício do direito de greve, ainda que em atividade essencial e em período de pandemia", escreveu.


Ao apelar para a "necessária harmonização dos interesses das partes", que poderá ser alcançada por meio da negociação coletiva, Ilse Marcelina negou o pedido de abstenção de atos e manifestações, feito pelas empresas por conta de possíveis aglomerações. Segundo a magistrada, "é indispensável equilibrar os direitos em questão, resguardando-se a saúde dos trabalhadores não grevistas e dos usuários do transporte público, bem como assegurando-se o direito ao exercício de greve, incluindo-se o direito à visibilidade das reivindicações".

Ao permitir as manifestações inerentes ao movimento paredista, a magistrada determinou que o Sinttromar adote medidas de prevenção ao coronavírus, como o distanciamento entre os participantes, a disponibilização de álcool em gel e o uso de máscaras faciais – medidas essas que serão adotadas pelo sindicato. A multa é de R$ 10 mil por dia, em caso de descumprimento.

Manifestação

O Sinttromar realizaria, nesta terça (15), às 8h30, ato pré-greve do transporte coletivo em frente à Câmara Municipal. Trabalhadores da TCCC e Cidade Verde iriam pedir apoio dos vereadores nas negociações. Em razão da morte do ex-vereador Paulo Mantovani, que será velado no plenário da Câmara, o ato pré-greve foi cancelado.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

Maringá se despede do ex-vereador Paulo Mantovani, o 'Homem da Moringa'

15/09/2020_

Café com Jornalista, com CMM – Maringá lamenta a perda de uma das suas figuras mais conhecidas no meio da comunicação. O comunicador e ex-vereador Paulo Mantovani, 72 anos, morreu nesta segunda (14) no Hospital Santa Rita, onde estava internado para retirada de um tumor no pulmão.

O velotório terá início às 10 horas desta terça-feira (15), no plenário da Câmara Municipal. A sessão ordinária do dia foi cancelada, e a Casa de Leis decretou luto oficial e ponto facultativo. Mantovani deixa dois filhos.

Velório de Paulo Mantovani será no plenário da Câmara de Maringá, nesta terça (15)
Natural de Colorado (PR), Mantovani foi eleito vereador em Maringá para quatro legislaturas: 8ª Legislatura (1983 a 1988), 9ª (1989 a 1992), 11ª (1997 a 2000) e 12ª (2001 a 2004). Desempenhou papel de liderança na Câmara, chegando a ser vice-presidente da Casa, entre 1985 e 1987.


Vereadores mais experientes, que chegaram a dividir o plenário com Mantovani, lembraram da atuação do ex-vereador. "Perdemos um grande homem, um grande amigo. Foi meu companheiro de trabalho por muitos anos e um grande apresentador sertanejo. Meus sentimentos a toda família e amigos", disse o vereador Belino Bravin (PSD).

Presidente da Câmara, Mário Hossokawa (PP) lembrou que, desde a década de 1980, teve a oportunidade de atuar em diversas causas e projetos ao lado de Mantovani. "Foi um homem preocupado com o desenvolvimento da nossa cidade e também com o bem-estar da população", comentou.

Nas redes sociais, Hossokawa lembrou que os últimos dias foram de duras perdas para Maringá. "Dias tristes. Kenji Ueta, Frank Silva e Kenzo Nakagawa nos deixaram no fim de semana. Hoje [ontem], Paulo Mantovani, ex-vereador e pai do colega vereador Flávio Mantovani, perdeu a batalha contra um câncer no pulmão", escreveu.


Para os maringaenses mais jovens, Paulo Mantovani era conhecido como pai do verador Flávio Mantovani (Rede). Para os mais antigos, ele era o famoso "Homem da Moringa". Com o programa televisivo "Prosa Sertajena" e com o talento nato para a comunicação, ficou conhecido em toda a região. 

"Meu Pai, meu mestre e minha referência, com ele aprendi a gostar da política e servir a comunidade, aprendi a ser um comunicador de TV, aprendi a amar ainda mais Maringá. Infelizmente, ele nos deixa, o eterno homem da moringa", escreveu Flávio Mantovani.
Diversas lideranças políticas manifestaram condolências das redes sociais. "Mais um grande amigo nos deixou: Paulo Mantovani. Muito atencioso e um profissional extremamente importante no meio da comunicação maringaense. Trabalhou com minha mãe na assistência social", escreveu o deputado federal Ricardo Barros (PP), ao prestar condolências à família Mantovani. 


Após a publicação da matéria, o historiador da Universidade Estadual de Maringá (UEM) Reginaldo Dias enviou ao Café uma informação interessante: "Paulo Mantovani foi o vereador mais bem votado em 1982, quando estreou na vida política".



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.