"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Covid-19: Brasil tem 108,5 mil mortes e 3,35 milhões de casos

 17/08/2020_

Jonas Valente, Agência Brasil – O Brasil já registrou 108.536 mortes em função da pandemia do novo coronavírus. O número foi divulgado na atualização diária do Ministério da Saúde. Nas últimas 24 horas, foram registrados 684 novos óbitos. Ontem (16), eram 107.852 falecimentos no sistema. Há uma semana, eram 101.752.  Ainda há 3.454 mortes em investigação.

Covid-19: Boletim do Ministério da Saúde. Café com Jornalista
Boletim do Ministério da Saúde
O número de casos acumulados subiu para 3.359.570. Nas últimas 24 horas, foram acrescidas às estatísticas pelas autoridades locais de saúde mais 19.373 pessoas infectadas. Ontem, o painel marcava 3.340.197 pessoas infectadas desde o início da pandemia. Há sete dias, a soma estava em 3.057.470.


As estatísticas são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de Saúde aos fins de semana. Já às terças-feiras há tendência de números maiores em função do acúmulo de registros que são enviados ao sistema do Ministério da Saúde.

O balanço também trouxe 772.540 pessoas em acompanhamento e 2.478.494 recuperadas. A letalidade (número de mortes pelo total de casos) foi de 3,2%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) ficou em 51,6. Já a incidência de casos de covid-19 por 100 mil habitantes subiu para 1.598,7.


Estados

Os Estados com mais mortes são São Paulo (26.899), Rio de Janeiro (14.566), Ceará (8.163), Pernambuco (7.210) e Pará (5.945). As unidades da federação com menos óbitos são Tocantins (516), Roraima (568), Acre (582), Amapá (617) e Mato Grosso do Sul (640).








>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 

CPI da Pandemia prepara relatório final

17/08/2020_

Com CMM – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia completa, nesta segunda (17), 83 dias de trabalho a contar de sua abertura pela Câmara de Maringá, na sessão de 26 de maio. Encerrada a série de oitivas, a CPI que investiga supostas irregularidades na Saúde se prepara agora para sua última etapa: a apresentação do relatório final.

Vereadores membros da CPI da Pandemia – Foto: CMM
"Depois da oitiva com o Carlão, a gente tem mais alguns dias para o nosso relator, o Sidnei Telles (Avante), concluir o relatório", diz o presidente da CPI, Flávio Mantovani (Rede). O prazo para conclusão dos trabalhos é de 90 dias, mas pode ser prorrogado. "Segundo o que foi discutido em nossas reuniões, não vamos fazer isso [prorrogação]", acrescenta o vereador.


Na última oitiva, realizada na terça-feira (11), a CPI da Pandemia ouviu o presidente do Conselho Municipal de Saúde de Maringá, Carlos Rodrigues. O conselheiro afirmou não ter visto irregularidades na formação de preços de licitações.

Ainda na reunião, Telles sugeriu aos demais membros encaminhamento do relatório final com, pelo menos, quatro pontos: 1) Histórico da CPI; 2) Atividades realizadas; 3) Enfoque na fala do secretário [Biatto] e nos dois medicamentos com preços divergentes; 4) Além de pontos gerais, como a contratação da empresa de motoboys, horas extras, relatórios do Observatório Social de Maringá, dentre outras questões.


No processo de análise das compras da Saúde nos últimos 12 meses, a CPI encontrou duas compras acima do valor de mercado, com suposta perda de R$ 400 mil (veja os detalhes aqui). Em oitiva, o secretário Jair Biatto (Saúde) explicou que, considerando todos os itens da licitação, houve economia no preço global.

"Houve duas compras onde o preço estava um pouco acima do preço de mercado, mas no valor total daquela compra o município fez uma economia de R$ 900 mil. Tudo isso vai ser levado ao relatório, inclusive a fala do coronel Carstens, quando ele afirmou alguns fatos que podem ser considerados como corrupção no mandato passado", diz Mantovani.
Secretário de Patrimônio, Compras e Logística, Paulo Sérgio Carstens foi sabatinado pela CPI em 16 de junho. A fala dele, indicando atos de corrupção na gestão passada, pode ser encaminhada pela comissão ao Ministério Público, após a conclusão do relatório final.


Relatório final

De acordo com o setor de Comissões da Câmara, está sendo elaborado uma espécie de rascunho do relatório final, o qual embasará os trabalhos da próxima reunião, marcada para esta terça (18). "Teremos uma minuta para o debate, mas ainda é necessário aguardar algumas informações solicitadas por prestadores de serviço", comentou Tiago Valenciano, coordenador das Comissões da Câmara.


Após o encerramento dos trabalhos pela CPI, o relatório final será apresentado no plenário da Câmara. Além de Mantovani e Telles, integram a comissão os vereadores Alex Chaves (MDB), Mário Verri (PT) e Onivaldo Barris (PSL) – este último em substituição a Chico Caiana (PTB), que faleceu no fim de julho em decorrência de um AVC hemorrágico.

Nunca é demais lembrar que a CPI foi aberta após a polêmica fala do secretário Biatto, que disse na tribuna da Câmara que o município paga até três vezes mais que a rede privada por determinados produtos e que isso seria "normal". Na oitiva, ele disse ter sido mal interpretado.


Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.