"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

terça-feira, 14 de julho de 2020

Projeto busca garantir auxílio emergencial para agricultor familiar e feirante

14/07/2020_

Tramita na Câmara dos Deputados projeto de lei que, em linha gerais, garante uma renda mínima aos agricultores familiares e feirantes, além de acesso a crédito e garantia do escoamento da produção. A autoria é do depudado Enio Verri (PT).

Feira livre em Maringá. Café com Jornalista
Feira livre em Maringá – Foto: André Renato/Arquivo/PMM
De acordo com o site do deputado, o Projeto de Lei (PL) 735/2020 deve ser votado nesta terça-feira (14). À proposta, foram apensados outros 21 projetos com medidas contra o desamparo desse segmento produtivo, que responde por sete de cada dez empregos gerados no campo.

"O projeto de lei que protege quem produz quase 80% dos tipos de alimentos que vão à mesa de qualquer brasileiro que possa se alimentar a agricultura familiar. Fale com os deputados do seu estado e peça o apoio deles", escreveu Verri nas redes sociais.
De acordo com o projeto, os agricultores familiares e feirantes que estão impedidos de venderem seus produtos e não recebem auxílio, desde que decretado o estado de calamidade pública, contarão com o auxílio emergencial. Esses trabalhadores receberão cumulativamente, R$ 3.000, referentes a cinco meses de R$ 600, com o valor dobrado para famílias monoparentais, sejam elas lideradas por homens ou por mulheres.


Outra medida importante para proteger pequenos agricultores é a instituição do fomento emergencial de inclusão produtiva. Segundo PL, por meio de uma Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), agricultores com renda de até três salários mínimos poderão desenvolver projetos nos valores de R$ 2.500, R$ 3.000 (quando mulheres) e R$ 3.500 (para construção de alternativas voltadas para a captação e armazenamento de água). O acesso aos projetos é apenas para pessoas físicas, vedada a participação de cooperativas.

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

Garantia-Safra

O projeto prevê crédito emergencial, destinado ao financiamento do custeio, com 1% a.a. para projetos aprovados por uma Ater. Outra medida importante é a simplificação de acesso ao Garantia-Safra, que é uma garantia concedida quando o produtor perde, por algum motivo, sua produção.

Enio explica um dos pontos mais importantes do projeto é a prorrogação das dívidas para a agricultura que produz alimento, fumo, ou de outras áreas, que estão em dificuldades. De acordo com o projeto, dividas vincendas, contraídas em janeiro de 2020, serão transferidas para o final de 2021. O deputado acrescenta que o adiamento do pagamento dará um fôlego aos agricultores, de todas as áreas, principalmente, aos mais pobres.

 Bate-boca entre vereadores William Gentil e Flávio Mantovani
 Artigo: Não, essa culpa não lhe cabe, Ulisses Maia
 Brasil mantém média superior a mil mortes/dia pela covid-19



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Câmara vota nove projetos de lei nesta terça; sessão anterior foi marcada por bate-boca

14/07/2020_

A Câmara de Maringá vota, nesta terça (15), nove projetos de lei e 22 requerimentos. Dominam a pauta a nomeação de vias públicas e a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Para o pequeno expediente – momento em que os vereadores podem discorrer sobre qualquer tema – há a expectativa de que os ânimos estejam menos exaltados.

Na sessão de quinta (9), o pequeno expediente foi marcado por um bate-boca homérico entre os vereadores William Gentil (PSB) e Flávio Mantovani (Rede). Motivo: uma entrevista sobre os trabalhos Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia.

Vereadores William Gentil e Flávio Mantovani – Maringá. Café com Jornalista
Vereadores William Gentil e Flávio Mantovani – Fotos: Arquivo/CMM
Gentil reclamou de declarações feitas por Mantovani, que preside a CPI Pandemia, em entrevista ao apresentador Juliano Pinga. Ele não gostou da fala do colega edil de que alguns "teriam pulado fora" da CPI. "Não pulei fora. Meu objetivo era investigar os três anos [da gestão Ulisses]", comentou Gentil.

Na opinião de Gentil, Mantovani teria dito no programa de TV que a CPI não encontrou irregularidades nos contratos da Prefeitura. O vereador da bancada de oposição lembrou que o secretário de Saúde, Jair Biatto, disse aos vereadores que era normal o município pagar até três vezes mais que a iniciativa privada por determinados produtos, fato que motivou a CPI.  

Mantovani esclareceu que sua fala à TV foi de que, até o momento, não foram encontradas disparidades em relação aos preços praticados pelo mercado, com base em documentos enviados pela Prefeitura e pelo Observatório Social de Maringá (OSM) à CPI. De perfil tranquilo, Mantovani se irritou com a postura de Gentil.

"O senhor foi umas 30 vezes chamado para participar da CPI e não quis. O senhor não quer resolução, só quer rolar no chão igual criança que quer um doce e a mãe não quer comprar (...) Parece piá de prédio. Fica lá de cima, cuspindo pra ver se acerta a cabeça de alguém", disse.
A bronca repercutiu na imprensa local. Segundo o jornalista Angelo Rigon, a resposta de Mantovani foi "uma das maiores catracadas, como diria Manoel Cabral, da história da Câmara de Maringá". Assista aqui como foi a fala

Vereador de oposição do governo Ulisses Maia (PSD) e membro da CPI da Pandemia, Chico Caiana (PTB) disse que a investigação está só no início e que ele não terá problema em dizer que as compras da Prefeitura estão dentro da legalidade, se esse for o caso. "Se não estiverem, eu vou dizer que não estão", comentou.

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

Para o Odair Fogueteiro (PDT), alguns vereadores estariam desesperados com a proximidade das eleições. "Muitos, agora, estão abrindo a gaveta para ver se encontra qualquer coisa errada para aparecer na mídia, pra ver se consegue angariar votos. Estão desesperados", disse.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

MEC divulga resultado do Sisu nesta terça

14/07/2020_

Karine Melo, Agência Brasil – Em todo país, mais de 814 mil estudantes estão na expectativa pelo resultado da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), previsto para ser divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) nesta terça (14). Estão em disputa 51.924 mil vagas ofertadas em 57 instituições públicas de educação superior do país.

Divulgação do Sisu pelo MEC. Café com Jornalista
Sisu: período para matrícula da chamada regular será de 16 a 21 de julho
Pela primeira vez, além dos cursos de graduação presenciais, o Sisu vai ofertar vagas na modalidade a distância (EaD). Além de terem feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019, os interessados não podem ter zerado a redação. Estudantes que fizeram o exame na condição de treineiros também não podem participar.


Seleção

O Sisu foi desenvolvido para selecionar os candidatos às vagas das instituições públicas de ensino superior que usarão a nota do Enem como única fase de seu processo seletivo.

De acordo com o edital do Sisu, a ordem dos critérios para a classificação de candidatos é a seguinte: maior nota na redação, maior nota na prova de linguagem, códigos e suas tecnologias; maior nota na prova de matemática e suas tecnologias; maior nota na prova de ciências da natureza e suas tecnologias e maior nota na prova de ciências humanas e suas tecnologias.


Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

Lista de espera

Segundo o MEC, o período para matrícula da chamada regular será de 16 a 21 de julho. O candidato que não foi selecionado em uma das duas opções, em primeira chamada, deverá manifestar seu interesse em participar da lista de espera, por meio da página do Sisu na internet, entre os dias 14 e 21 de julho. 

A partir daí, basta acompanhar as convocações feitas pelas instituições para preenchimento das vagas em lista de espera, observando prazos, procedimentos e documentos exigidos para matrícula ou para registro acadêmico, estabelecidos em edital próprio da instituição, inclusive horários e locais de atendimento por ela definidos. 

 Michelle Bolsonaro diz que testou negativo para covid-19


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Cafeinado: Brasil mantém média superior a mil mortes/dia pela covid-19

14/07/2020_

A média móvel de mortes por dia pela covid-19 se mantém em níveis preocupantes no Brasil, num platô que está custando a baixar – em parte pela falta de responsabilidade da população, que insiste em descumprir as medidas básicas de prevenção nesta pandemia. Lembra das imagens bizarras dos bares superlotados no Leblon? É isso.

Só nesta segunda (13), a doença respiratória causada pelo novo coronavírus levou mais 770 pacientes a óbito. De acordo com dados do consórcio dos veículos de comunicação (Folha, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo, G1 e UOL), a média móvel de mortes pela covid-19 foi de 1.052 entre os dias 6 e 13 de julho. Poderia ser bem menos, com certeza, se 100% das pessoas usassem máscara ao sair de casa.

Consórcio

Já são 72.921 mortes pela covid-19, com um total de quase 1,9 milhão de pessoas infectadas (21.783 apenas nas últimas 24 horas). Em números absolutos, o Brasil só tem menos casos e mortes nesta pandemia que os Estados Unidos. Os dados do consórcio da imprensa, compilados das secretarias estaduais de Saúde, foi divulgado às 20h.

Ministério

De acordo com o Ministério da Saúde, o total de óbitos é de 72.833, com 733 mortes nas últimas 24 horas. Mais de 1,1 milhão de pessoas já se recuperaram. No boletim epidemiológico do governo, os dados de óbitos e de novos casos no dia seguem divulgados de forma discreta. Veja abaixo (com o destaque em verde).

Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. Café com Jornalista
Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde

Medicamentos

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) zerou o Imposto de Importação de 34 medicamentos usados no combate à covid-19. A resolução foi publicada nesta segunda (13) no Diário Oficial da União. Entre os medicamentos beneficiados pela medida, estão: Ivermectina, Fondaparinux, Varfarina, Nitazoxanida, Edoxabana e Rivaroxabana. No total, já foram zeradas as tarifas de 549 produtos nesta pandemia. O benefício vale até 30 de setembro.

Combustível

Uma notícia boa e outra ruim. A boa: a partir de 3 de agosto, a gasolina vendida do Brasil terá de seguir novas especificações da Agência Nacional de Petróleo (ANP). O objetivo é melhorar o rendimento dos veículos. A notícia ruim: o preço nas bombas, que já está salgado, deve aumentar. Mais um motivo (para quem pode) para ir de bike ao trabalho.

Centrão

Conforme matéria da Agência Brasil, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) classificou como um avanço a aproximação recente do governo com o partidos de centro no Congresso Nacional (o chamado Centrão), que podem garantir a construção de uma base legislativa para aprovação de projetos de interesse do Executivo. "O presidente [Bolsonaro] já compreendeu, desde há algum tempo, que em qualquer presidencialismo você precisa ter uma base dentro do Congresso", disse Mourão.

Campanha

O discurso de Bolsonaro nas Eleições de 2018 foi um, mas na prática as ações do governo são bem diferentes. O presidente, que cansou de criticar o "toma lá dá cá" praticado pelo Centrão, agora faz uso desse expediente – com o apoio garantido por meio de cargos no governo. É questão de sobrevivência. Lideranças do governo Bolsonaro sabem que sem o apoio do Centrão as chances de impeachment aumentam... e muito!

Meme

A live de Bolsonaro tomando comprimido da hidroxicloroquina virou meme

E-book

O recém-publicado "Formação Prática do Preço de Venda", novo livro do empresário, palestrante e escritor Gilmar Duarte da Silva, ganhou sua versão de digital. O e-book Kindle foi publicado na Amazon nesta segunda (13) – veja aqui. Gilmar é mais um escritor maringaense a publicar e-book na Amazon.

Edição

O e-book de Gilmar foi editado por este colunista, a partir da versão impressa editada pela jornalista Juliana Daibert e publicada pela Clichetec Gráfica e Editora. Para quem tiver curiosidade, tenho três e-books de crônicas publicados na Amazon: "Orfeu & Violeta", "Quero Café!" e "Nas Curvas de Maringá".  

Messias

Deu o que falar o artigo "Não, essa culpa não lhe cabe, Ulisses Maia", por meio do qual o jornalista Messias Mendes explica por que ele considera que o presidente Jair Bolsonaro tem mais culpa do que os prefeitos pelas dificuldades enfrentadas nesta pandemia. Muita gente mal educada partiu para a agressão verbal. São os imbecilizados de sempre, que não sabem conviver com o contraditório.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.