"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Cafeinado: Bolsonaro demite Weintraub justamente no dia da prisão de Queiroz

18/06/2020_

Abraham Weintraub foi demitido do ministério da Educação, nesta quinta (18), pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Sua saída já era especulada há algum tempo, mas vinha sendo dada como certa após sua participação nas manifestações antidemocráticas, domingo (14), em novos ataques contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

O desembarque de Weintraub do ministério foi informado por ele próprio, em live com Bolsonaro (assista abaixo), justamente no dia da prisão de Fabrício Queiroz. A exoneração do ministro acabou desviando boa parte da atenção dada pela imprensa à Operação Anjo, que encontrou Queiroz em Atibaia (SP). Se o objetivo do Planalto era usar Weintraub como boi de piranha, deu certo.

Bolsonaro e Weintraub. Café com Jornalista

Antes que alguém com político de estimação venha reclamar da notícia, eu explico. Não, Weintraub não pediu para sair, ele foi exonerado. Contudo, como é de costume no meio político, o ministro foi convidado a pedir demissão para evitar um desgaste maior. 

Queiroz

O Café já publicou matéria sobre a prisão de Queiroz e as circustâncias em que ela se deu. Preso pela Polícia Civil de São Paulo, em cumprimento a um mandado de prisão da Justiça do Rio de Janeiro, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos) foi transferido para o presídio de Bangu. Há quem diga que Queiroz está mais seguro no presídio do que fora dele. Queima de arquivo não é novidade no Brasil.
 

Weintrab

Desde abril de 2019 no cargo, Weintraub teve uma passagem desastrosa pelo ministério. Em recente presepada, o então ministro tentou emplacar a figura do "reitor biônico" nas universidades federais durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Para piorar, atritos do ministro com deputados e senadores ajudaram a desgastar a base de Bolsonaro no Congresso. Não deixou legado algum.

Prêmio

Weintraub não ficará desamparado. Com "costas quentes" – por ser discípulo fiel de Olavo de Carvalho, guru da família Bolsonaro –, ele foi indicado para um cargo no Banco Mundial. Um final relativamente feliz para o ministro investigado no inquérito das fake news. Também no STF, Weintraub responde por acusação de crime de racismo pelas declarações contra a China. 

Banco Mundial

No cargo de diretor-executivo do Banco Mundial, segundo a revista Época, Weintraub receberá US$ 21.547 por mês (R$ 115.922 na cotação atual), um salário cinco vezes maior que o de ministro. O valor é líquido, já que a Receita americana não cobra impostos de funcionários internacionais. No governo federal, ministros recebem R$ 30.934 bruto (R$ 23.349 líquido). Nada mau para alguém que prega a meritocracia e que, agora, recebem um cargão sem mérito. Talvez sobre algum tostão para ajudar a pagar as condenações de Olavo.

Maia

Uma cena inusitada alçou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), ao segundo lugar nos trending topics do Twitter nacional. Em coletiva de imprensa, ao ser informado sobre o novo cargo de Weintraub, Maia se mostrou surpreso e disparou: "Não sabem que ele [Weintraub] trabalhou no Banco Votorantim, que quebrou em 2009, e que ele era um dos economistas do banco". Veja abaixo:

Rodrigo Maia sobre Weintraub no Banco Mundial. Café com Jornalista

#Bonner

O âncora e editor-chefe do Jornal Nacional, William Bonner, foi o assunto mais comentado no Twitter no Brasil, no fim da tarde desta quinta, com mais de 80 mil menções. Muitos internautas pedem que Bonner use gravata laranja ao apresentar o telejornal. Obviamente, por ser um dos principais fatos do dia, a prisão de Queiroz terá destaque no JN.

Bares

Começa a valer nesta quinta (18) o decreto que fecha os bares de Maringá por sete dias. A nova regra também proíbe os ônibus do transporte público de circularem com passageiros em pé. As medidas foram adotadas pelo prefeito Ulisses Maia (PSD) em decorrência do avanço do contágio pelo novo coronavírus (covid-19) na cidade.

Novo decreto

O Café antecipou que Ulisses prevê, para a próxima segunda (22), a publicação de um novo decreto, que pode tanto trazer alguma flexibilização como endurecer as regras. Isso vai depender do comportamento da população na pandemia e das taxas de ocupação dos leitos de UTI e de positividade dos testes.

12º óbito

Pelos últimos fatos, eu apostaria que mais restrições estão a caminho. Nesta quarta, o boletim da Secretaria Municipal de Saúde confirmou mais uma morte pela covid-19. A vítima é um homem, de 58 anos, com comorbidades. Ele havia dado entrada em um hospital da cidade, no último dia 11, com sintomas compatíveis com os da covid-19. Veja abaixo os detalhes do boletim.

Boletim da covid-19 em Maringá. Café com Jornalista

Carstens

O secretário de Patrimônio, Compras e Logística de Maringá, Paulo Sérgio Carstens, atirou várias vezes contra um motorista de aplicativo, na noite de quarta (17), após uma briga de trânsito. Veja na reportagem da RPC. Mudando de assunto, Cartens será ouvido pela CPI da Pandemia na semana que vem (leia aqui).

E-book

Nas matérias do blog, provavelmente você, leitor, já se deparou com o anúncio abaixo. "Orfeu e Violeta" é um dos e-books publicados na Amazon por este jornalista que vos fala. Se puder apreciar, compre o livro de crônicas. Fazendo isso, você estará apoiando a manutenção do Café com Jornalista

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

#TBT

Como o amigo Victor Duarte Faria deu um tempo em sua coluna semanal "Pingado", em homenagem a ele (que sempre fechada seu texto com uma lembrança de viagem), aproveito a quinta-feira para um #TBT de uma viagem que fiz ao Uruguai, em 2015. O país é um dos melhores destinos na América do Sul. A foto em Montevidéu (abaixo), feita por minha mãe, dona Clacy, é minha favorita daquela viagem.

Ramblas de Montevidéu, Uruguai. Café com Jornalista
Nas ramblas de Montevidéu – Foto: Clacy Edda Cardoso



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Parece roteiro de cinema: Anjo prende Queiroz na casa do advogado de Bolsonaro em... Atibaia!

18/06/2020_

Um premiado roteirista de ficção não teria feito melhor: Operação Anjo prende Fabrício Queiroz na casa do advogado do presidente Jair Bolsonaro em... Atibaia! A operação, ocorrida no início da manhã desta quinta (18), é o assunto do dia na imprensa e nas redes sociais.

Prisão de Queiroz. Café com Jornalista
Momento em que Queiroz recebeu a "visita" matutina dos policiais – Foto: Reprodução
O mandado de prisão foi expedido pela Justiça do Rio de Janeiro e cumprido pelo Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope) da Polícia Civil de São Paulo. A Operação Anjo foi coordenada pelo Ministério Público do RJ, que indicou o paradeiro de Queiroz aos policiais.


Ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) e amigo de longa data do presidente Bolsonaro, Fabrício Queiroz foi encontrado num imóvel do advogado Frederick Wassef, que representa o presidente e o senador. A curiosidade é que também fica em Atibaia o famoso sítio que resultou em condenação ao ex-presidente Lula (PT).

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

Prisão

Segundo apurou a Folha de S.Paulo, a prisão preventiva ocorreu por conta da suspeita de que o ex-assessor vinha interferindo nas investigações. Queiroz é investigado por participação em suposto esquema de "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro. 

"Rachadinha é quando funcionários são coagidos a devolver parte de seus salários. O filho de Bolsonaro foi deputado estadual de fevereiro de 2003 a janeiro de 2019", diz trecho da reportagem da Folha.
À Globo News, o delegado Nico Gonçalves, chefe do Dope, disse que Queiroz estaria na casa do advogado há cerca de um ano. Em 5 de outubro de 2019, ao ser questionado no Palácio do Alvorada sobre onde estaria Queiroz, Bolsonaro respondeu: "Tá lá com a sua mãe".


Pelo Twitter, Flávio Bolsonaro disse que encara a prisão do ex-assessor com tranquilidade e que "a verdade prevalecerá". De acordo com o senador, a operação de hoje é "mais uma peça foi movimentada no tabuleiro para atacar Bolsonaro". O presidente ainda não se manifestou.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Câmara vota em 2ª discussão proibição do consumo de álcool em vias públicas; assista

18/06/2020_

Com CMM – Os vereadores voltam a discutir, na sessão desta quinta (18), o Projeto de Lei 15.453/2019, que restringe o consumo de bebidas alcoólicas em logradouros públicos de Maringá. O projeto foi aprovado na terça (16), em primeira discussão, com 11 votos favoráveis.

Vereadores Mário Hossokawa e Sidnei Telles. Café com Jornalista
Vereadores Hossokawa e Telles, autores do projeto – Foto: CMM
De autoria dos vereadores Mário Hossokawa (PP) e Sidnei Telles (Avante), o projeto que prevê a proibição do consumo de álcool nas vias públicas valerá para o período entre 22h e 8h. Pela lei, são considerados logradouros públicos: praças, ruas e avenidas, ginásios de esportes, repartições públicas e adjacências, entre outros.


Além disso, está proibido o consumo de bebidas alcoólicas, em qualquer horário, em logradouros públicos no raio de 800 metros de estabelecimentos de educação infantil e de ensino fundamental, médio e superior. A lei surge, segundo os edis, de uma série de reclamações recebidas de moradores vizinhos às universidades. 

Pelos relatos dos vereadores, o local de maior balbúrdia é a Avenida Petrônio Portella, nas proximidades do UniCesumar, com a via pública chegando a ter o trânsito prejudicado por pessoas embriagadas. Também são citados como problemáticos o entorno do Estádio Willie Davids e a Zona 7, nas proximidades da Universidade Estadual de Maringá (UEM).


"Imagina os senhores, vereadores, morarem nos arredores da Petrônio Portela e ver droga rolando à solta, ver pessoas urinando no muro da sua casa. Quem mora lá perto do Willie Davids, vê do alto do seu apartamento sexo rolando à solta lá. Precisamos ter respeito com a população, que paga imposto e está contando com esta Casa", disse Hossokawa, na sessão de terça.
Segundo o presidente da Câmara, a ideia foi trazida de Londrina pelo vereador Carlos Mariucci (PT). A multa para quem desrespeitar a legislação será de R$ 500 por infração, com o valor dobrando por reincidência até chegar a R$ 2.000.

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

Bares

A nova lei não se aplicará aos estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas, como bares e lanchonetes. Nas redes sociais, Hossokawa esclareceu que o segmento não será prejudicado. "Ninguém vai proibir aquela cervejinha na calçada de bares e restaurantes, desde que estejam de acordo com a lei de utilização das calçadas e que a bebida seja proveniente do estabelecimento”, escreveu.

 CPI da Pandemia vai sabatinar secretário Carstens



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.