"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

sexta-feira, 5 de junho de 2020

Globo divulga dados da covid-19 em plantão com mais ibope que o JN; país teve mais 1.005 mortes

05/06/2020_

O Brasil registrou 1.005 mortes por coronavírus (covid-19) nas últimas 24 horas, totalizando agora 35.026 óbitos pela doença. Foram ainda 30.830 casos confirmados entre ontem e hoje, com o número subindo para 645.771, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde.

Plantão da Globo sobre a covid-19. Café com Jornalista
Plantão da Globo teve mais audiência que o JN, segundo o Ibope
Com isso, o Brasil supera a Itália em número de mortes pela covid-19, ficando atrás apenas dos Estados Unidos (109.127) e do Reino Unido (40.344). Na Itália, que já foi o epicentro da doença, no início da pandemia, são 33.774 vítimas fatais. Os dados internacionais são da Universidade Johns Hopkins.


Sem uma razão convincente para o atraso na divulgação dos dados, o Ministério da Saúde passou a dar os informes diários após as 22 horas. Segundo o jornal Correio Brasiliense, a ordem para atrasar a divulgação do boletim partiu do presidente da República, Jair Bolsonaro, com o intuito de evitar que os dados fossem divulgados pelos telejornais do horário nobre.  

A ordem parece estar sendo seguida à risca. Às 23 horas, a Agência Brasil – ligada ao governo federal – ainda não havia divulgado matéria sobre o balanço da covid-19 desta sexta. No mesmo horário, o site do Ministério da Saúde também não tinha matéria a respeito. Os boletins, no entanto, são fechados entre o fim da tarde e o início da noite de cada dia.


Se essa era de fato a intenção do governo Bolsonaro, conforme sugere o Correio Brasiliense, a estratégia deu errado. Durante a novela, quando a audiência da Globo costuma superar a do Jornal Nacional, a Globo divulgou os dados oficiais em plantão. Os dados foram apresentados pelo âncora do JN, William Bonner. 


Ibope e Twitter

De acordo com o site O Antagonista, o plantão da Globo superou a audiência do Jornal Nacional, dando ainda mais publicidade ao número de mortos e infectados pela doença – ao contrário do que esperava Bolsonaro. O plantão atingiu 31 pontos no Ibope em São Paulo, enquanto o JN ficou entre 25 e 26 pontos, na média.  

No Twitter nacional, rapidamente o assunto "Plantão da Globo" assumiu o primeiro lugar dos trending topics, com 87 mil menções. "William Bonner ensinando Bolsonaro que não se brinca com gente grande", comentou um dos internautas, usando a hashtag #PlantãodaGlobo. 

A sexta-feira foi de invertidas para Bolsonaro. Além desta, do Plantão da Globo, o presidente Donald Trump disse que os Estados Unidos teria 2 milhões de mortos se tivesse seguido o caminho do Brasil e da Suécia. Um duro golpe de Trump num fiel aliado.

Semanas atrás, a Suécia foi elogiada por Bolsonaro por não ter aderido ao chamado lockdown, mas na terça (2) o país escandinavo admitiu que errou no combate à covid-19




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Maringá registra mais um óbito e 53 novos casos de covid-19, um recorde em 24h

05/06/2020_

Após a reabertura das atividades econômicas durante a pandemia – relembre os decretos municipais aqui –, Maringá vem experimentando uma escalada de contágio do novo coronavírus (covid-19). De acordo com o boletim desta sexta (5), a cidade registrou 53 novos casos e um óbito.

Boletim da Prefeitura de Maringá divulgado nesta sexta (5) – parte 1
Com o recorde no número de testes positivos em 24 horas, Maringá soma agora 493 casos confirmados. Desse total, 262 pessoas já se recuperaram e dez morreram. A última morte foi de um caminhoneiro, de 74 anos, com comorbidade e histórico de viagem por Estados do Nordeste, onde o vírus está mais disseminado.


Boletim da Prefeitura de Maringá divulgado nesta sexta (5) – parte 2
De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, o caminhoneiro começou a ter sintomas da covid-19 em 25 de maio. Em 1º de junho, ele deu entrada em um hospital da cidade, sendo encaminhado para a unidade de terapia intensiva (UTI), onde permaneceu até vir a óbito, nesta sexta.

Um detalhe relevante apontado pelo boletim é que o coronavírus tem feito vítimas em todas as faixas etárias. "Ainda que exista um grupo de risco, o vírus não distingue idade. Portanto, permanecem as recomendações para a atenção às regras de prevenção, como uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos", diz trecho do boletim desta sexta.

☕ Leia as matérias publicadas no Café sobre as Eleições 2020




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Cafeinado: Caso do menino Miguel espanta pelo desprezo à vida

05/06/2020_

Viralizou nas redes sociais um texto atribuído a Fernando Lopez, sobre o caso do menino Miguel, 5 anos, que foi deixado aos cuidados da patroa, enquanto a empregada doméstica passeava com o cãozinho da madame. A mãe (doméstica) precisou levar o filho ao trabalho porque a creche estava fechada por causa da quarentena da covid-19.

O menino morreu ao cair do nono andar de um prédio em Recife. Um episódio marcado por doses cavalares de futilidade e falta de amor ao próximo. É para refletir seriamente sobre sociedade em que vivemos:

1) A mulher não pagou sua diarista para ficar em casa durante a pandemia. A fez trabalhar;
2) A mulher mandou a diarista descer, porque totó tinha que fazer pipi;
3) A mulher não se responsabilizou por uma criança de 5 anos, que por conta da pandemia foi obrigada a acompanhar a mãe ao trabalho e a colocou sozinha no elevador, porque ela estava chorando;
4) A mulher apertou o botão do nono andar, mesmo sabendo que a mãe da criança estava no térreo;
5) A criança, desorientada, acabou caindo do nono andar ao procurar a mãe;
Séculos de luta de classe e ainda vemos algo assim acontecer. Até quando?" (Fernando Lopez)
Caso do menino Miguel. Café com Jornalista
Charge sobre o horrendo caso do menino Miguel

Revoltante

A patroa é Sari Corte Real, primeira-dama de Tamandaré (PE), residente no quinto andar daquele edifício. Incomodada com o menino, a mulher colocou a criança sozinha no elevador, como mostram as câmeras de segurança. Procurando pela mãe, desorientadado, Miguel caiu do nono andar da área onde ficam os aparelhos de ar-condicionado. Sari – que não tinha tempo para olhar o menino por apenas alguns minutos, porque tinha unhas a serem feitas –  foi presa em flagrante por homicídio culposo (sem intenção de matar), e liberada após pagar fiança de R$ 20 mil.

Justiça

A tragédia inclui ainda um caso de peculato, que é o uso indevido do dinheiro público. Segundo matéria do portal G1, a mãe do menino, Mirtes Renata, aparece como cargo comissionado da Prefeitura de Tamandaré, mas trabalhava como doméstica na casa do prefeito Sérgio Hacker (PSB). O Ministério Público já apura a prática de improbidade adminstrativa. Nesse episódio, haverá Justiça somente se o prefeito perder o mandato e se a primeira-dama for condenada à prisão. É o mínimo. 

Sociedade doente

Vivemos tempos sombrios de desprezo à vida. A sociedade não pode, nunca, perder a capacidade de se indignar. Quando isso acontece, a barbárie é banalizada, o racismo é relevado, a impunidade impera a favor dos mais abastados, o mortal coronavírus vira "gripezinha" e fica por isso, cristãos passam a defender apoiadores da tortura (e Jesus foi torturado, está na Bíblia), enfim, a vida humana perde o valor. E não pode ser assim! 

Vidas importam

Vidas negras importam. Vidas de pessoas humildes importam. A vida de Miguel Otávio Santana, que procurando por sua mãe, importa. Esse caso mostra que vivemos, cada vez mais, numa sociedade fraca de valores, de amor ao próximo, de respeito à vida. Uma sociedade na qual o passeio de um cão e a unha da madame valem mais que a vida de um menino inocente. Quanta maldade. Vejam o que disse a primeira-dama à mãe da criança.

Gripezinha

Falando em amor (ou não) à vida, o discurso irresponsável da "gripezinha" – que minimizou a gravidade da pandemia e encorajou muitas pessoas a irem às ruas, a não se protegerem – foi calado por uma verdadeira matança. Nesta quinta (4), com 1.473 óbitos em 24 horas, o Brasil superou a média de uma pessoa morta por minuto pela covid-19 (um dia tem 1.440 minutos).  

Capa jornal

Após concluir a coluna, sempre faço uma pausa antes da revisão final. Hoje, fui até a cozinha preparar um chá. Levou três minutos, tempo em que, pela média de ontem, três brasileiros morreram da covid-19. A Folha de S.Paulo abordou o assunto. Poucas vezes vi uma capa de jornal, sem fotos, tão bem feita. 

Capa da Folha de S.Paulo sobre as mortes da covid-19 por minuto. Café com Jornalista
Capa da Folha de S.Paulo nesta sexta (5)

Hidroxicloroquina

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu retomar os testes clínicos com a hidroxicloroquina no teste clínico Solidarity, que estuda também outros compostos no combate à covid-19. A entidade disse ter revisado os dados, sem encontrar aumento da mortalidade entre os pacientes – conforme havia apontado estudo da revista científica The Lancet. A decisão não significa que a cloroquina é eficaz contra a covid-19. Significa apenas que os testes vão continuar.

Vacina

Mais animadora é a notícia de que o Brasil poderá ter prioridade no uso da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford contra a covid-19. Isso porque as pesquisas passarão a contar com o apoio da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). No Brasil, os testes incluirão cerca de mil pessoas que atuam em atividades com exposição ao vírus.

Cura

A previsão da universidade britânica é de que a vacina esteja pronta em até 12 meses. A previsão mais otimista prevê a imunização contra a covid-19 já a partir de setembro. Notem que a vacina, que permitirá o retorno à normalidade, virá da ciência. Repito: da ciência. Não havia qualquer chance de a cura vir do terraplanismo. Um tapa na cara dos imbecis que atacam o conhecimento produzido pelas universidades. 


No Face

O Café com Jornalista tem uma página no Facebook, onde são divulgadas as últimas as matérias do blog. Não deixe de acessar a curtir a página para ficar por dentro das novidades – clique aqui. Aproveite e convide os amigos para curtirem também.

Twitter 1

Do jornalista Guga Chacra: "A rua em frente à Casa Branca passará a se chamar Black Lives Matter Plaza, por decisão da prefeita de Washington, e o nome foi escrito em letras gigantescas amarelas no asfalto".

Twitter 2

Do prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PSD): "Higienizamos o terminal e o pátio do estádio Willie Davids com hipoclorito de sódio pra eliminar o coronavírus. Ação muito boa, com produto e aplicação doados pela Sanepar. Outros espaços públicos podem ser desinfectados, a partir do cronograma da empresa".

Covid-19: higienização de espaços públicos em Maringá. Café com Jornalista
Higienização contra a covid-19 em espaços públicos em Maringá – Fotos: PMM




>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

TSE confirma possibilidade de convenções on-line; partidos são a favor

05/06/2020_

Com informações do TSE – Por unanimidade, o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou, na quinta (4), a possibilidade de os partidos políticos realizarem convenções partidárias por meio virtual para a escolha dos candidatos que disputarão as Eleições 2020. As convenções deverão ser realizadas entre o dia 20 de julho e 5 de agosto, conforme prevê o Calendário Eleitoral.

Calendário Eleitoral. Café com Jornalista
Confira as datas do Calendário Eleitoral
O posicionamento do TSE foi definido em resposta à consulta formulada pelo deputado federal Hiram Manuel (PP-RR) sobre o tema. O motivo foi a incerteza gerada pela pandemia do coronavírus (covid-19), enfrentado em inúmeras cidades com o distanciamento social, conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS).


O relator, ministro Luis Felipe Salomão, ponderou em seu voto que as convenções virtuais devem seguir as regras e os procedimentos previstos na Lei nº 9.504/1997 e na Resolução 23.609/2019 do TSE, além de respeitarem as normas partidárias e a democracia interna das legendas.

Além disso, ficou definido que os partidos têm autonomia para utilizarem as ferramentas tecnológicas que entenderem mais adequadas para suas convenções. Para o ministro relator, negar a adoção do formato virtual equivaleria a ignorar a realidade enfrentada no combate à covid-19. 


Salomão destacou, ainda, que deve ser levado em conta a lei aprovada pelo Congresso Nacional que dispõe sobre o Regime Jurídico Emergencial e Transitório das relações jurídicas de Direito Privado (RJET) no período da pandemia. De acordo com a lei, associações, sociedades e fundações devem observar as restrições a eventos presenciais até 30 de outubro de 2020, priorizando assembleias virtuais. Esse entendimento pode se aplicar às convenções partidárias.

Repercussão

O TSE deixa a escolha da convenção (presencial ou virtual) aos partidos. Em Maringá, a rádio CBN repercutiu a decisão do tribunal com lideranças partidárias. Foram ouvidos representantes de cinco legendas, e apenas o PSD do prefeito Ulisses Maia demonstrou relutância em relação à convenção on-line.


A Rede comentou que seus filiados, em média, são mais jovens e que a convenção pela internet não será um problema. O Avante disse estar preparado para essa novidade. O MDB e o PP avaliaram a convenção virtual como a melhor opção para os dias de pandemia.

"Como a curva de infecção do coronavírus está ascendente ainda, com aumento do número de casos, é prudente que o tribunal tenha liberado  as convenções virtuais, que permitirão o cumprimento dos prazos. Manter a data das eleições é muito importante", disse o deputado federal Ricardo Barros (PP). 
Como é de costume nas eleições, os partidos devem deixar para a última hora a definição dos seus candidatos a prefeito, vice e vereadores. Coligações serão permitidas apenas para a disputa majoritária. 


A novidade, neste pleito, é a exigência de chapas puras na proporcional, isto é, os partidos deverão montar a chapa de 23 candidatos a vereador apenas com seus próprios filiados. Essa nova regra, como mostrou o Café em fevereiro, preocupa os pré-candidatos. Em tese, atingir o quociente eleitoral será um pouco mais difícil.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.