"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Cafeinado: Brasil ultrapassa Espanha no número de mortes pela covid-19

29/05/2020_

Com as 1.124 mortes nas últimas 24 horas, o Brasil chegou a 27.878 óbitos pela covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronarívus. Com esse triste número, superamos a Espanha (27.121), ficando atrás apenas dos Estados Unidos (102.798), Reino Unido (38.243), Itália (33.229) e França (28.717). 

No número de casos confirmados, o Brasil já ocupa a segunda colocação, com 465.166, atrás apenas dos Estados Unidos (1,7 milhão). Os dados nacionais são do boletim diário do Ministério da Saúde. Os dados internacionais são do levantamento da Universidade Johns Hopkins.  

Do total de casos confirmados, 247.812 estão em acompanhamento e 189.476 foram recuperados. Há ainda 4.245 óbitos sendo analisados. Abaixo, os dados oficiais de cada Estado.

Boletim covid-19 do Ministério da Saúde - Café com Jornalista
Boletim da covid-19 nesta sexta (29) – Infográfico: Ministério da Saúde

Maringá

Uma boa e uma má notícia. A boa primeiro: a terceira maior cidade do Estado se mantém com seis óbitos pela covid-19. A má: a escalada dos casos confirmados continua. Nesta sexta, foram registrados 19 novos casos, totalizando 347 (com 167 recuperados). É nesse cenário que foi publicado o novo decreto municipal, flexibilizando um pouco mais o setor de serviços.

Sergio Moro

De super-herói do combate à corrupção a novo integrante da lista de comunistas – no imaginário dos bolsonaristas fanáticos – o ex-ministro da Justiça Sergio Moro mantém sua popularidade no Twitter: segue 16 e é seguido por 3,1 milhões. Ele deixou de acompanhar o presidente Jair Bolsonaro na rede, mas continua seguindo o vice, Hamilton Mourão (PRTB).

Comunista

Esta semana, fui classificado como comunista por um desses apoiadores extremistas do presidente, saudosistas da ditadura, que atacam a imprensa diante de qualquer fato, notícia opinião divergentes. A situação é tão louca que, já não duvido mais, se Bolsonaro mandar comer mer##, vão comer, e vão chamar de "comunista" todo aquele que refutar a mer## como alimento. É nessa toada irracional que o Brasil vai seguindo.  

Depois da batida na casa dos blogueiros "amigos", até a PF entrou para a lista de "comunistas"

Bolsonaro

O presidente segue sendo uma das figuras públicas do Brasil com maior número de seguidores no Twitter, com 6,6 milhões. Fora do mundo virtual, o cenário é menos favorável. Segundo o instituto DataFolha, 43% dos brasileiros consideram o governo Bolsonaro ruim ou péssimo – contra 38% do levantamento anterior, publicado no fim de abril. Veja os detalhes aqui.

Weintraub

Convocado a depor à Polícia Federal (PF) após a fala de que botaria os "vagabundos todos na cadeia", a começar pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro da Educação, Abraham Weintraub ficou em silêncio no depoimento. Citou o direito constitucional de não criar provas contra si. Pensa que maravilha seria se o ministro adotasse esse mesmo silêncio daqui até o fim do mandato de Bolsonaro. 

Entrevista

O jornalista Milton Ravagnani, da Band News FM e TV Maringá (Band), entrevistou o presidente da CPI da Pandemia, o vereador Flávio Mantovani (Rede). O programa Band Entrevista vai ao ar neste sábado (30), às 18h50. A gravação ocorreu antes do vereador Dr. Jamal (PSB) renunciar como membro da CPI.

CPI da Pandemia

Criada na sessão de terça-feira (26) da Câmara de Maringá, a comissão investigará os contratos da Secretaria Municipal da Saúde nos últimos 12 meses. A investigação foi motivada pela fala desastrosa do secretário da pasta, Jair Biatto, que tratou como "normal" o município pagar até três vezes mais que a rede privada por determinados produtos. 

Relator

A relatoria da CPI da Pandemia ficou com o vereador Sidnei Telles (Avante), que terá 90 dias – prorrogáveis por mais 45 – para apresentar o relatório final. Telles será o entrevistado aqui do Café, neste domingo (31). Os outros membros da CPI são Mário Verri (PT) e Alex Chaves (MDB). O quinto membro será nomeado pelo presidente da Casa, Mário Hossokawa (PP)

Jornalismo

A RIC TV, emissora afiliada da Record, foi buscar na concorrência um substituto para o apresentador Ricardo Vilches, aquele mesmo, demitido por falar palavrão ao vivo. O reforço é de peso: Jasson Goulart. O anúncio oficial foi feito nesta sexta, em nota conjunta do jornalista e do presidente executivo do Grupo RIC, Leonardo Petrelli.

Jasson

Segundo a nota, o contrato será assinado nos próximos dias. Jasson deixa a RPC (afiliada Globo no Paraná), onde trabalhou por 25 anos, tornando-se um dos jornalistas mais conhecidos do Estado. Segundo o site Notícias da TV, a estreia de Jasson na nova emissora está prevista para 1º de julho.  

Roubou a cena

Neto do deputado federal Enio Verri (PT), o pequeno João Miguel roubou a cena em sessão por videoconferência da Câmara dos Deputados. Enio pediu desculpas pela informalidade. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), levou na esportiva. O menino, filho do jornalista Francisco Verri, só queria um pedaço de papel para desenhar. 


Vestibular da UEM

A Universidade Estadual de Maringá informou, nesta sexta (29), que o Vestibular de Inverno 2020, que já havia sido adiado, ocorrerá juntamente com o Vestibular de Verão 2020, previsto para 7 e 8 de fevereiro de 2021. O motivo, claro, é a pandemia do novo coronavírus. Serão ofertadas 2.989 vagas – leia mais aqui



>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Decreto flexibiliza serviços e barbeiros voltam a ser liberados para fazer a barba

29/05/2020_

A Prefeitura de Maringá publicou em órgão oficial, no fim da tarde de quinta (28), um novo decreto para o período de quarentena do novo coronavírus (covid-19). O documento traz flexibilizações de decretos anteriores – mas mantém o toque de recolher das 23h às 5h, conforme previsto no decreto anterior.

Decreto 798/2020, publicado no Órgão Oficial do Município
O Decreto 798/2020 se refere, principalmente, a serviços de beleza (barba, microblading e micropigmentação); autorização de música ambiente e ao vivo; bem como disposição de mesas em áreas externas de restaurantes e bares.

Nos shoppings, a partir de 1º de junho, será liberado consumo em praças de alimentação e outros estabelecimentos alimentícios, desde que respeitadas as normas de segurança e prevenção ao coronavírus.

Detalhes

As barbearias voltam a ser autorizadas a prestar o serviço de barba. Essa proibição, prevista no Decreto 578/2020, era tão inusitada que acabou virando meme em Maringá. A medida também foi criticada por barbeiros da cidade. 


Nos bares e restaurantes, o uso de telões e televisores voltam a ser permitidos. A ocupação passa a ser de até 50% da área total destinada às mesas e, estas, poderão ser ocupadas por até seis pessoas, respeitando-se o distanciamento mínimo de dois metros entre as mesas. 

Esse distanciamento mínimo também é exigido nas praças de alimentação dos shoppings. Quando mesas e cadeiras não puderem ser retiradas, a proibição de utilização das mesmas deverá ser sinalizada. O serf service é permitido desde que com o auxílio de um funcionário com luvas descartáveis.


"Não é permitido dispensadores de temperos ou condimentos (azeite, vinagre, pimenta, molhos e outros), saleiros e farinheiras, bem como porta-guardanapos de uso compartilhado. Permitido sachês de uso individual", diz trecho do novo decreto.
Além disso, o consumo de bebidas alcoólicas segue proibido. Veja mais detalhes aqui ou clicando na imagem acima.

Em todos os casos, cobra-se limpeza e desinfecção antes e após cada utilização. Os estabelecimentos também devem disponibilizar insumos de higienização das mãos, incluindo álcool em gel 70°. O uso de máscara segue sendo obrigatório.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Presidentes do Senado, da Câmara e do TSE discutem realização das eleições

29/05/2020_

Os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), e da Câmara dos Deputados (DEM), Rodrigo Maia, devem visitar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta sexta (29). Na pauta está a realização das eleições municipais deste ano, com um possível adiamento do pleito por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). 

Sede do TSE em Brasília
Sede do TSE em Brasília – Foto: Roberto Jayme/TSE
Presidente do TSE, o ministro Luís Roberto Barroso assumiu a presidência do tribunal afastando a possibilidade de cancelamento das eleições, com prorrogação dos atuais mandatos. "Fazê-las coincidir com as eleições nacionais em 2022 não é uma hipótese sequer cogitada", disse.


Contudo, Barroso admite um adiamento, em função da covid-19. A possível alteração no calendário eleitoral cogita a realização do primeiro turno em 15 de novembro e do segundo turno em 6 de dezembro – pela legislação vigente, as eleições ocorrem sempre no primeiro e no último domingo de outubro.

No último dia 19, Alcolumbre anunciou a formação de uma comissão de deputados e senadores para discutir uma proposta de adiamento das eleições municipais. A votação do adiamento ocorrerá apenas depois das tratativas com o TSE e não antes do fim de junho.

Opiniões

O Café conversou sobre o assunto com dois pré-candidatos nas eleições deste ano, em Maringá, sendo um de esquerda e um de direita: a coordenadora do Observatório das Metrópoles, a professora Ana Lúcia Rodrigues (PDT); e o advogado Rogério Calazans (Avante), ex-secretário municipal de Gestão e ex-diretor do Procon Maringá.


Ambos são contrários à unificação das eleições municipais com as eleições gerais, em 2020. Tanto para Ana Lúcia quanto para Calazans, essa medida traria prejuízos à democracia. "Seria mais um forte golpe contra a democracia", diz o advogado.

Segundo Calazans, boa parte da população desconhece as funções públicas para as quais os políticos são eleitos, desconhecendo, por exemplo, as diferenças entre Senado e Câmara. "A unificação das eleições vai embolar ainda mais o debate e confundir o eleitor", comenta.

Numa eventual unificação das eleições em 2022, diz Calazans, o debate ideológico nos municípios "pode ficar abafado pelas oligarquias políticas que ainda dominam especialmente o Congresso Nacional". Com a unificação, acrescenta, fica mais fácil dissimular o debate e impedir mudanças substanciais na condução da política.


Para Ana Lúcia, as eleições municipais são a oportunidade mais clara e objetiva que um cidadão tem de participar dos destinos da cidade. "Ela aproxima as pessoas e os futuros gestores da realidade concreta, dos problemas e das soluções, mesmo que tenhamos outras formas de participação via conselhos municipais, conferências, audiências públicas etc", explica.

No entendimento da professora da Universidade Estadual de Maringá (UEM), a unificação traria um grande prejuízo ao debate com profundidade das questões locais. Outro prejuízo seria afastar o eleitor do exercício de ir às urnas de dois em dois anos. "Acredito ser essa uma das formas de consolidar a democracia, sempre tão atacada e ameaçada", disse Ana Lúcia ao Café, em entrevista publicada em abril.

Pré-candidatos

Candidata a vice-prefeita de Maringá nas eleições de 2016 – à época pelo PCdoB, em coligação com o PT, que lançou Humberto Henrique a prefeito –, Ana Lúcia disputará uma cadeira na Câmara Municipal. Calazans, por sua vez, será candidato a prefeito. Em 2016, o advogado disputou para vereador pelo PDT, somando 1.429 votos. Fez parte da primeira metade da gestão Ulisses Maia (PSD). 





>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.