"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

quinta-feira, 23 de abril de 2020

Brasil tem mais de 400 mortes por covid-19 em 24 horas

23/04/2020

Jonas Valente, Agência Brasil – O Brasil teve 407 novas mortes nas últimas 24 horas em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o maior número neste período desde o início da contagem. No total, o país soma 3.313 óbitos, 49.492 mil casos confirmados da doença e 26.573 pacientes recuperados. Ainda de acordo com os dados divulgados nesta quinta (23) pelo Ministério da Saúde, 19.606 casos estão em acompanhamento.

Número de casos e óbitos por Estado – Infográfico: Agência Brasil
As novas mortes marcaram um aumento de 14% em relação a ontem quando foram registrados 2.906 falecimentos. O percentual de acréscimo foi mais do que o dobro do divulgado ontem em relação a terça-feira, de 6%.

Afinal, Sérgio Moro pediu ou não demissão?
Com colapso na saúde e valas coletivas, situação de Manaus assusta

Já a quantidade de pessoas infectadas teve uma elevação de 8,2% em relação a ontem, quando foram contabilizados 45.757 pacientes nessa condição.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (1.345). O Estado é seguido pelo Rio de Janeiro (530), Pernambuco (312), Ceará (266) e Amazonas (234).

☕ Conheça o melhor lugar do mundo para estar durante a pandemia
☕ Conheça sete sites para verificar se a informação é fato ou fake




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Cafeinado: Afinal, Sérgio Moro pediu ou não demissão?

23/04/2020

O possível desembarque de Sergio Moro do governo Jair Bolsonaro (sem partido) foi o assunto do dia. Aliás, foi durante toda a tarde o assunto mais comentado no Twitter no Brasil. De repente, o foco do noticiário nacional havia mudado do novo coronavírus para o ministro da Justiça. No ímpeto de dar a notícia primeiro, as informações dos veículos de comunicação chegaram um pouco desencontradas ao público.

O ministro Sergio Moro e o presidente Jair Bolsonaro – Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
As especulações começaram após reunião entre o presidente e o ministro. As primeiras matérias cravaram a informação de que Moro havia pedido demissão do cargo. Depois, veio a informação de que ele ainda estaria estudando essa possibilidade. Bolsonaristas logo se irritaram, dizendo se tratar de mais uma peça da "extrema mídia" para tentar desgastar o governo. Besteira, Bolsonaro tem demonstrado não precisar de ajuda para se desgastar.

Mas, afinal, Moro pediu ou não para sair? Formalmente, não pediu, mas pode fazê-lo. Tudo vai depender da decisão de Bolsonaro, que quer demitir o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, braço direito de Moro desde os tempos da Lava Jato – e figura respeitada dentro da PF. Moro teria dito a Bolsonaro que, se Valeixo sair, ele (ministro) sai também.

Estrago

Dá para imaginar o tamanho do desgaste que a saída de Moro causaria ao governo? O estrago seria muitas vezes maior que o da demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta – e, para piorar, nem daria para pôr a culpa no PT. Ao contrário de seu ex-colega, Moro é muito bem avaliado entre os apoiadores de primeira hora de Bolsonaro. Um rompimento entre o ministro e o presidente poderia rachar (ainda mais) a base governista. No governo, todos sabem disso.

Meio-campo

Coube à ala militar do governo tentar convencer o ministro a ficar no time, permitindo que ele indique o substituto para Valeixo. Segundo a Folha de S.Paulo, Moro sinalizou ao Palácio do Planalto que está disposto a aceitar o acordo, desde que seja dele a palavra final sobre o sucessor de Valeixo na PF. Nem Bolsonaro nem Moro comentaram o episódio no Twitter.

Motivo

Ex-líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, Joice Hasselmann (PSL), sugere que o presidente quer afastar Valeixo do comando da PF, escolhendo um substituto de sua confiança para sufocar as investigações envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos). "A corda aperta o pescoço do filho Flávio no caso Queiroz", tuitou. Percebam que não é nenhuma esquerdista falando.

Bastidores

O trabalho da imprensa inclui as matérias de bastidores, nas quais os jornalistas se baseiam em informações de fontes consideradas confiáveis. Pode acontecer de os rumores não se confirmarem? Sim. Pode acontecer de o governo negar a informação e, mais tarde, o que foi apurado se confirmar? Pode também. E isso é muito comum na cobertura de política. Não se surpreendam se, hoje, o governo negar o "pedido de demissão" e, amanhã, a saída de Moro se confirmar.

Comunista

Os lunáticos de plantão já atualizaram a lista "vermelha" dos comunistas. O time já conta com: NY Times, The Economist, Le Mond, Intercept, ONU, Nasa, Veja, Reinaldo Azevedo, Papa Francisco, Globo, Roger Waters, Joice Hasselmann, OMS, Coronavírus, João Doria, Luiz Henrique Mandetta, entre outros. 

Os lunáticos já atualizaram a lista "vermelha": Moro comunista! 

Twitter I

Ao menos no Twitter eu já sou do grupo de risco. Nesta quinta, a rede social das postagens curtas me lembrou que faz 11 anos que eu tuíto, ou seja, desde o quarto ano de fundação do Twitter. Um idoso, praticamente (hehe). Atualmente, uso meu perfil na plataforma para divulgar matérias publicadas no Café com Jornalista

Twitter II

A rede social já contou até com clube de tuiteiros em Maringá, em meados de 2010. Foram três ou quatro encontros realizados, amizades consolidadas e até namoro iniciado por conta do Twitter. À época, o jornalista Diniz Neto chegou a criar um blog com notícias de interesse dos tuiteiros. Era o blog Twittingá, que ainda está no ar.

Meme



Hossokawa

O presidente da Câmara Municipal, Mário Hossokawa (PP), completou 73 anos nesta quinta-feira (23), data da primeira sessão ordinária do Legislativo maringaense após a pausa por causa da pandemia. Hossokawa não pôde participar por motivos de saúde. "Nada grave", disse ao Café. Os trabalhos foram conduzidos pelo vice-presidente, Mário Verri (PT).

Mães x CMEIs

Em requerimento aprovado na sessão desta quinta, a Câmara questiona a Prefeitura de Maringá sobre a situação das mães que dependem dos centros municipais de educação infantil (CMEIs) para voltar a trabalhar. Como as unidades seguem fechadas, muitas mães não têm com quem deixar seus filhos. Autor do requerimento, o vereador Sidnei Telles (Avante) quer saber que providências o governo Ulisses Maia (PSD) vai tomar a respeito.

Eudes Januário

O ex-secretário municipal segue internado na UTI do Hospital Municipal, mas seu quadro clínico tem melhorado a cada dia. "O rim começou a funcionar, e há programação de retirada gradual dos respiradores entre amanhã [sexta] e sábado", informa Silvio Januário, irmão do paciente. Leia mais sobre Eudes aqui.





>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Pingado: Dicas de filmes, livros, música e série para o período da pandemia

23/04/2020

O Pingado desta quinta (23) será um pouco diferente. Após ler as sugestões de livros para se ler nesta quarentena, aqui no Café, trago algumas sugestões do que me animou neste período de isolamento social. Com a popularização das lives (que você goste ou não), a arte se mostrou um fator importante para saúde mental das pessoas. Aqueles que não acompanham as lives, provavelmente, recorreram a livros, shows históricos, filmes e séries.

Neste espaço trago algumas modestas sugestões para os leitores que queiram se distrair após a rotina de home office, ou que se sentem bem para praticar exercícios físicos reclusos no próprio lar. Quem sabe, ainda que com a abertura gradual do comércio, convenço alguém a se resguardar um pouco mais em casa, visto as orientações das principais entidades de saúde do mundo.

Cena do filme "Joias Brutas", estrelado por Adam Sandler
Cena do filme "Joias Brutas", estrelado por Adam Sandler – Reprodução

Cinema I

Assisti, recentemente, a dois filmes originais Netflix. O primeiro deles é o agoniante "Joias Brutas", estrelado por Adam Sandler. Em fevereiro, muitos arriscaram que ele receberia, inclusive, uma indicação ao Oscar pelo papel. O drama tira o ator da zona de conforto e mostra que Sandler pode interpretar muito mais do que um bobalhão que pratica corriqueiramente o self-bullying. O longa narra a história de um apostador compulsivo e joalheiro, em uma empreitada contra o próprio vício e que vê, na possibilidade de uma aposta certeira, a redenção financeira.

Cinema II

O segundo filme foi o polêmico "O Poço", longa espanhol que dividiu opiniões. Particularmente, eu gostei muito da premissa do filme. Em um espaço do "acaso", onde não há meritocracia, apenas sorte, surge a visão maquiavélica do ser humano: um ser egoísta por natureza. Apesar de conter cenas fortes, que trazem um grande mal-estar, a mensagem do filme, com final dúbio (quem sabe?), traz à tona reflexões valiosas sobre nossa forma de conduzir a vida e nossas tratativas sociais, em um cenário – tudo bem – completamente distópico. Apesar disso, o importante é, acredito, a mensagem.



Literatura I

O livro "Crocodilo", do escritor Javier A. Contreras, nos presenteia com a delicadeza do permanecer e, paradoxalmente, em um tema extremamente pesado. A obra narra, durante uma semana, a empreitada de um pai que quer desvendar os motivos do suicídio do próprio filho. Entre o desespero e o desalento, diálogos primorosos que reivindicam o descompasso de uma mente em busca de respostas que não existem. É um livro curto, rápido e certeiro que, inclusive, venceu o Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). Uma escrita sensível, para um tema polêmico. Um resultado formidável.

Literatura II

Saindo de livros contemporâneos e recorrendo aos clássicos, acabo de ler "O Sol Também Se Levanta", romance de estreia do Nobel Ernest Hemingway. A escrita de Hemingway não demanda apresentações. Frases rápidas e certeiras em conteúdos que contêm um alto grau de fidelidade com um pouco do que ele viveu na Europa, mais precisamente em Paris – onde se passa uma parcela razoável do livro (diria um quarto ou um terço da obra). A leitura não tem reviravoltas e segue em uma narrativa plana, quase jornalística, sobre um grupo de amigos boêmios, que sai de Paris e viaja a Pamplona, em um festival de touradas. Assim como "Paris é uma festa", a obra representa bem o que foi a "Geração Perdida" de Paris.

Música

Sempre fui muito eclético. Sempre procurei estudar um pouco sobre cada vertente musical, entender os conceitos históricos e apreciar a música como uma arte que representa um pouco de seu tempo. Tenho ouvido muito, até para o deleite de minha família, que é fã de samba, o disco "Os Afro-Sambas", de Baden Powell e Vinícius de Moraes. O disco, de 1966, traz a maestria instrumental de Baden Powell e letras bem referenciadas de Vinícius de Moraes. O disco tem oito canções e é uma ótima pedida de playlist, seja para quem está trabalhando, seja para quem optou em simplesmente sentar e desfrutar de uma boa refeição com a família.

Série

Por sugestão de meu irmão, comecei (e inclusive terminei) as duas temporadas disponíveis da série "You", disponível na Netflix. O thriller, apesar de soar piegas e vez ou outra romantizar temas que não deveriam ser romantizados, serve como um bom passatempo para aqueles que não querem pensar demais. Há diálogos muito bons e uma narrativa envolvente. Um psicopata e serial killer que se coloca de maneira romântica aos seus espectadores, a partir de sua própria visão (a série é em primeira pessoa). Particularmente, não é meu tipo de série favorita, mas confesso que me envolveu a ponto de terminá-la em menos de uma semana.



Alerta de dengue

Mudando de assunto, o Paraná segue com aumento vertiginoso no número de casos de dengue. Novo relatório da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado na quarta (22), aponta que no atual calendário epidemiológico já são 111 mortes e mais de 128 mil casos confirmados. Há um mês, em 24 de março, eram 76 mil casos confirmados e 57 óbitos: um aumento de 68% nos casos confirmados e de 94% nos óbitos pela doença. Reitero: o isolamento social, pela covid-19, é e continua sendo necessário. Isso, entretanto, não pode justificar a negligência popular na prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti.


Victor e esposa em Viena, na Áustria – Foto: Arquivo pessoal

#TBT Viena

Apesar de diferente, a coluna não pode deixar de ter o tradicional TBT. Hoje, vamos direto para Viena, uma cidade extremamente aconchegante, com transporte público de qualidade, além de uma série de belas atrações. No centro da cidade, à época, pude desfrutar de uma boa exposição de Claude Monet e Pablo Picasso, na Albertina. Logo ao lado, a ópera vienense, onde tive o privilégio de assistir a "Don Pasquale". Também ao lado o Sacher Hotel, onde degustei a famosa "Sacher Pie". Na foto (acima), um retrato em um espelho nos jardins de Belvedere, que pega, ao fundo, o lindo palácio de Belvedere. No museu de Arte Natural de Viena, onde há um complexo com três museus em uma praça no centro da cidade, os gêmeos e o de arte contemporânea; tive a oportunidade de ver de perto a "Vênus" de Willerndorf, primeira escultura humana que se tem registro (data de 28 mil a 25 mil a.C).

“TBT” II?

"Saudades de tudo aquilo que não vivemos". Esse é o sentimento que expressa o cancelamento da viagem que faria a Buenos Aires, neste feriado de Tiradentes. Estava tudo acertado: passagem aérea, hospedagem e, inclusive, as dicas de passeio dadas pelo meu amigo e ex-editor Milton Ravagnani. Por motivos de força maior, entretanto, houve cancelamento do passeios. Assim que se findar o isolamento social do coronavírus, houver a reabertura da fronteira entre Brasil e Argentina e for, de fato, seguro fazer a viagem, compartilharei, neste espaço, minhas experiências no país vizinho!




>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas

* As informações publicadas pelos colunistas não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Jornalista, que as reproduz em exercício da atividade jornalística e amparado pela liberdade de expressão. (Do editor)


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa


A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.




Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Proibição dos 'serviços de barba' nas barbearias gera críticas e vira meme

23/04/2020

O Decreto 578/2020, que regulamenta a reabertura de feiras livres, salões de beleza, barbearias e o setor hoteleiro em Maringá, traz uma lista enorme de exigências e restrições para o período da pandemia do novo coronavírus (covid-19). São tantos detalhes que a Prefeitura de Maringá acabou errando a mão numa limitação feita às barbearias: a proibição de fazer a barba.

Decreto proíbe barbearias de fazerem o serviço de barba: virou meme!
Entre os barbeiros consultados pelo Café, ninguém entendeu a lógica da proibição. Cortar cabelo, pode; aparar a barba, não pode. A restrição é tão inusitada que, além de ganhar o noticiário local, virou meme nas redes sociais – como esse aí (acima), elaborado pelo gabinete do vereador Jean Marques (Podemos). 

"Isso mesmo que você leu! 😱", escreveu o vereador (com esse mesmo emotion) nas redes sociais, ao compartilhar o meme. "Autorizar uma barbearia a cortar cabelo e não fazer barba causa confusão e estimula atitudes ilegais por parte do prestador de serviço. Aliás, o nome barbearia, por si só, indica a atividade principal do estabelecimento, que foi liberado, mas acabou não liberado", criticou Marques.

☕ Quórum baixo na Câmara pode travar pauta de votação na pandemia
☕ Veja as notícias publicadas sobre a Câmara Municipal

Barbeiro em uma tradicional barbearia na Avenida Brasil, na Zona 3, Wesley Thomazini diz que a restrição, além de não fazer sentido, prejudica os estabelecimentos do ramo por proibir o principal serviço prestado. "É como liberar o funcionamento de um restaurante, mas proibi-lo de vender comida", comenta.

"Tenho plena convicção de que a contaminação é mais fácil no corte de cabelo do que no procedimento da barba", disse um barbeiro em comentário na postagem do vereador. "Teriam de fazer uma análise com profissionais de cada área e chegar a uma conclusão", sugeriu.

☕ Conheça o melhor lugar do mundo para estar durante a pandemia
☕ Conheça sete sites para verificar se a informação é fato ou fake

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Maringá, em nota ao portal GMC, a proibição dos serviços de barba está associada ao uso obrigatório de máscara. Segundo a informação, não é possível fazer a barba sem tirar a máscara.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.


Câmara de Maringá discute dez projetos de lei no retorno das atividades; assista

23/04/2020

A Câmara de Maringá discute, na manhã desta quinta (23), dez projetos de lei e 16 requerimentos. Essa é a primeira sessão realizada após o período de suspensão das atividades administrativas e legislativas da Casa, por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Vereador Mário Verri – Foto: Reprodução/TV Câmara
Em primeira discussão, será votado o Projeto de Lei n. 15.502/2020, de autoria do presidente da Câmara de Maringá, vereador Mário Hossokawa, que declara de utilidade pública a Casa Assistencial Eurípedes Barsanulfo (Caeb). A entidade fornece atendimento de saúde complementar gratuito, auxiliando no restabelecimento de pessoas com algum desequilíbrio.

☕ Conheça o melhor lugar do mundo para estar durante a pandemia
☕ Conheça sete sites para verificar se a informação é fato ou fake

Ainda em primeira discussão, o Projeto de Lei n. 15.562/2020, também de Hossokawa, declara utilidade pública ao Centro de Tecnologia da Informação de Maringá, o Armazém Digital. O objetivo é promover o desenvolvimento da capacidade de inovação de Maringá e região metropolitana.

Na sessão desta quinta, será votado também em primeira discussão o Projeto de Lei Complementar n. 1960/2020, de autoria do Poder Executivo, que altera lei que disciplina a licença gestante em casos de internação de prematuro. Aprovado o projeto, a licença à gestante será estendida à quantidade de dias de internação do recém-nascido prematuro, não podendo a licença exceder a 240 dias.

☕ Quórum baixo na Câmara pode travar pauta de votação na pandemia
☕ Veja as notícias publicadas sobre a Câmara Municipal

Assista à sessão:







>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.