"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Cafeinado: Paraná tem maior número de mortes por covid-19 em 24h desde o início da pandemia

09/04/2020

O mais recente boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado na tarde desta quinta-feira (9), relata 71 novos casos do novo coronavírus (covid-19) no Paraná, totalizando 621 casos confirmados. São 24 óbitos, sete deles desde o boletim anterior. Esse é o maior número de mortes pela covid-19 em 24 horas, desde o início da pandemia.

O famoso meme do caixão também serve para quem encara a covid-19 como "gripezinha"
Segundo o boletim, as novas mortes ocorreram em Curitiba (2), Maringá (2), Paranaguá (2) e Campina da Lagoa (1). Um dos casos de Paranaguá é de uma paciente, de 83 anos, que residia em Natal (RN). Das duas vítimas fatais de Maringá, uma delas teria falecido em Curitiba e, por isso, não aparece no boletim da Prefeitura de Maringá – que informa três mortes e 44 casos positivos pela covid-19.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, as mortes registradas no Paraná correspondem a 2,6% do total do país, que nesta quinta chegou a 941 óbitos, 141 nas últimas 24 horas. O percentual é relativamente baixo, porém, por questões de logística e da fase inicial dos contágios, não dá para comparar o Paraná a São Paulo, que já soma 495 mortes. O coronavírus chegou antes a SP, por isso, o que se passa lá deveria servir não de comparação, mas de alerta para as autoridades paranaenses.

Preocupação
Como os especialistas têm alertado que o Brasil ainda está distante do pico de contágios, sabemos que a situação tende a piorar muito, antes de melhorar. Por isso, é válido um questionamento diante do afrouxamento da quarentena em cidades como Maringá: as autoridades locais podem garantir, em absoluto, que não faltarão leitos de UTI e respiradores no pico da covid-19? A reabertura da indústria e do comércio, ainda que gradual, precisa vir acompanhada dessa garantia. 

Gripezinha
Nas redes sociais, é de admirar o gritante número de pessoas que não acreditam na gravidade da pandemia. São incautos que tratam a covid-19 como "histeria", "alarmismo da imprensa" e "gripezinha". Como contamos aqui no Café (no provérbio chinês do burro, do inteligente e do sábio), alguns indivíduos só se dão conta da realidade quando é tarde, quando perdem alguém que amam. Infelizmente, é como nos memes do caixão: muita gente não se dá conta da estupidez dos seus atos até sentirem o problema na pele.


Mortes por Estado
São Paulo (495), Rio de Janeiro (122), Pernambuco (56), Ceará (55), Amazonas (40), Paraná (22), Bahia (19), Santa Catarina (17), Minas Gerais (15), Distrito Federal (13), Maranhão (12), Rio Grande do Sul (12), Rio Grande do Norte (11), Goiás (7), Pará (7), Paraíba (7), Espírito Santo (6), Piauí (6), Sergipe (4), Alagoas (3), Mato Grosso do Sul (2), Amapá (2), Acre (2), Mato Grosso (2), Rondônia (2) e Roraima (1).

Olha o golpe!
Pessoas com direito a receber os R$ 600 do auxílio emergencial do governo federal estão caindo no golpe do aplicativo falso. Segundo alerta do Procon de São Paulo, o beneficiário que baixa um APP que se parece com o da Caixa, mas não é, acaba tendo os dados roubados. Em posse dos dados, o golpista consegue fazer o cadastro para receber os R$ 600 no lugar da vítima. Por isso, publicamos aqui no Café uma matéria mostrando como baixar o APP "Caixa Auxílio Emergencial" verdadeiro.

Auxílio emergencial
Aviso os viciados em Café que meus R$ 600 acabam de cair na conta (hehehe). Comprovante abaixo.


Crime
Advogados entrevistados pela Folha de S.Paulo explicam que a pessoa que solicitar o benefício de R$ 600, sem ter direito, pode responder por falsidade ideológica e estelionato (leia a matéria aqui). Essa não é hora de dar uma de espertalhão. Esse dinheiro é destinado às famílias realmente carentes. Se você precisa dos recursos (ou conhece alguém que precise), veja quais são as regras e saiba como solicitar o benefício.

O que é #TBT?
Toda quinta-feira, o Café publica a coluna de notas "Pingado", do jornalista maringaense Victor Duarte Faria, que atualmente reside em Foz do Iguaçu. Cidadão do mundo, Faria sempre encerra a coluna com uma foto de suas viagens, utilizando a hashtag TBT (muito usada no Instagram). Pois uma leitora procurou o blog para saber: "o que é essa tal de #TBT"? Abaixo, uma explicação rápida e descomplicada.





>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



Pingado: Paraná passa pela maior estiagem em 20 anos, com a barragem de Itaipu a 58% de seu volume

09/04/2020

O Paraná passa pelo seu maior período de seca nos últimos 20 anos. Com isso, o volume de água, acima da barragem de Itaipu está com apenas 58% do seu volume normal. A vazão do Rio Paraná, na primeira semana deste mês, não chegou a 7 milhões de litros, quando o natural, para o rio, é quase 16 milhões de litros. Será que dá para dar uma força, São Pedro?

A seca mudou a paisagem das Cataratas do Iguaçu: veja na reportagem da RPC (Globo)
Um aspecto que tranquiliza, quanto à produção energética é que, com as medidas de isolamento e fechamento de comércio, o consumo de energia demandado da hidrelétrica caiu pela metade. Caso se concretize a demanda de alguns comerciantes pela reabertura do comércio, é possível que a situação piore no ponto de vista da distribuição elétrica.

Turismo
Ainda sobre a Itaipu, a diretoria da margem brasileira decidiu que vai prorrogar a suspensão das visitas turísticas à usina e estender o home office dos colaboradores que não precisam cumprir as rotinas de trabalho na empresa, presencialmente. A medida, que vale por tempo indeterminado, foi estipulada após reavaliação do avanço do novo coronavírus.

Obras I
Até o dia 15 de maio, a Prefeitura de Maringá pretende abrir os envelopes para contratação de empresas na área de engenharia e arquitetura para quatro obras, as quais somam máximo total de R$ 25,2 milhões. São R$ 11 milhões para recape asfáltico; R$ 3 milhões para o Parque Linear Rio Samambaia; R$ 8 milhões para ampliação dos blocos B e D do Hospital Municipal; R$ 2 milhões para reforma e adequação de acessibilidade da Praça Monsenhor Bernardo Cnudde.

Obras II
Vale lembrar que todas essas licitações são feitas na modalidade de concorrência, em que as empresas interessadas apresentam seus preços, junto à documentação, com a descrição dos preços e serviços. Desta forma, é possível que haja economia nos recursos públicos, caso haja empresas que forneçam orçamentos com preços mais acessíveis ao Poder Público.

Comida boa
O Governo do Estado sancionou a proposta da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) que institui o programa “Cartão Comida Boa”. A estimativa é que até 1 milhão de pessoas recebam o vale no valor de R$ 50. Até agora, cerca de 1.160 estabelecimentos já se credenciaram para participar do programa. Esse pacote é uma das ações de esforço do Estado em amparar famílias em vulnerabilidade social no período da pandemia.

Um caos
Quase 40 cidades do Paraná tiveram seus decretos de calamidade pública aprovados pela Alep (Assembleia Legislativa do Paraná), na sessão de quarta-feira (8). Os municípios tiveram seus decretos submetidos ao crivo dos deputados estaduais e reconhecidos, como prevê a lei. A ação visa a agilizar os procedimentos e flexibilizar as ações fiscais dos municípios nesse período da covid-19.

Mar de contradições
Para quem, outrora, disse que governaria de maneira técnica e sem amarras ideológicas e, hoje, clama pela reabertura do comércio para que não haja danos à economia, o discurso do Executivo, na voz do ministro da Educação, Abraham Weintraub, contra a China é um paradoxo. Os ataques e comentários desnecessários partem de uma concepção ideológica avessa ao país oriental, derrubando por terra a primeira máxima do governo. A segunda, que diz respeito aos fatores econômicos, é até mais séria: a China é um dos mais importante parceiros comerciais do Brasil. E já começa a recuar. A dissonância, nesse governo, come solta…

Victor com a esposa diante da obra-prima de Gaudí, a Sagrada Família – Foto: Arquivo pessoal
#TBT
No TBT desta quinta (9), vamos direto para uma das cidades mais charmosas que já visitei: Barcelona. A cidade tem vida própria. Para quem se hospeda próximo à Praça Catalunya, é possível acessar uma série de restaurantes, bares e casas noturnas, sem precisar utilizar transporte público ou táxi: descansar nos agitos da noitada, após um dia de turismo. Na foto, a Sagrada Família de Antoni Gaudí (na minha opinião, uma das obras mais belas já feitas pelo homem). Parque Güell, Casa Batllo e La Pedrera são outras obras do arquiteto, que, inclusive, inspirou o Castelo Rá-Tim-Bum – disponíveis na cidade. 



>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas

* As informações publicadas pelos colunistas não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Jornalista, que as reproduz em exercício da atividade jornalística e amparado pela liberdade de expressão. (Do editor)


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa


Procon alerta para aplicativos falsos usados por golpistas para roubar auxílio de R$ 600

09/04/2020

O governo federal começou a pagar, nesta quinta (9), o auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais de baixa renda e a beneficiários do Bolsa Família. Mães solteiras receberão R$ 1.200 – leia mais sobre o benefício aqui. O pagamento será automático aos inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e com conta no Banco do Brasil e ou Caixa Econômica Federal.

Fernando Capez, do Procon de São Paulo, em entrevista à Band – Reprodução
Os demais trabalhadores terão de se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou no site Auxílio Caixa. É aí que mora o perigo. Golpistas têm usado aplicativos falsos para roubar dados dos beneficiários e sacar o valor do benefício, como releva matéria do programa Band Notícias (vídeo abaixo). Muitos, infelizmente, já caíram no golpe.

Mais de 1 milhão cai no golpe de conteúdo aberto do Netflix no isolamento

O Procon de São Paulo alerta que o governo federal não procura ninguém e não manda link para ninguém via redes sociais. "Os golpistas mandam essas porcarias [APPs falsos] para o WhatsApp da pessoa, que preenche o cadastro. Eles [golpistas] ficam sabendo todos os dados, aí pegam esses dados e repetem no cadastro oficial, dando o número de conta. Aí, a pessoa [beneficiário] perde o dinheiro", explica Fernando Capez, secretário de Deesa do Consumidor de São Paulo.



Leia no Café
☕ Entrevista: "As favelas podem ter a maior tragédia de saúde pública no mundo"
☕ Em meio à pandemia, Maringá reabre indústrias a partir de segunda (13)
☕ Artigo: Coronavírus, inteligência emocional, convivência dentro de casa
☕ Psicóloga da PUCPR dá cinco dicas para a adaptação ao isolamento social



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



Auxílio emergencial de R$ 600 começa a ser pago nesta quinta; saiba como pedir o benefício

09/04/2020

Wellton Máximo, Agência Brasil – Paga a trabalhadores informais de baixa renda e a beneficiários do Bolsa Família, a renda básica emergencial de R$ 600 (ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras) será depositada, a partir desta quinta (9), de forma automática, para quem já está inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e tem conta no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Os demais trabalhadores terão de se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou no site Auxílio Caixa e começarão a ser pagos até o dia 14.

Recebimento pode ser feita no app Caixa Auxílio Emergencial – Foto: Marcello Casal/Agência Brasil
Quem está no Bolsa Família não precisa se cadastrar e receberá o auxílio emergencial no mesmo dia do pagamento do programa social, que ocorre entre nos últimos dez dias úteis de cada mês. O beneficiário desse grupo receberá o maior valor entre o Bolsa Família e a renda básica emergencial no fim de abril, de maio e de junho.

Nesta fase, o dinheiro será depositado em contas poupança digitais ou na conta corrente informada pelo beneficiário e só poderá ser movimentado eletronicamente. O calendário para saques em bancos, casas lotéricas ou correspondentes bancários será divulgado posteriormente.

Confira a seguir perguntas e respostas sobre o benefício:

Quem tem direito ao auxílio emergencial?
O benefício será para às seguintes pessoas:

» Inscritos no CadÚnico até o último dia dia 20 de março;
» Microempreendedores individuais;
» Contribuintes individuais ou facultativos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS);
» Informais, sem inscrição em programas sociais nem contribuir para o INSS;
» Inscritos no Bolsa Família.

Atenção: O auxílio não será pago a quem recebe aposentadorias, pensões e demais benefícios previdenciários, seguro-desemprego, benefícios assistenciais como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou outro programa federal de transferência de renda que não seja o Bolsa Família.

Todos os beneficiários deverão:
» Ter mais de 18 anos de idade e Cadastro de Pessoa Física (CPF) ativo;
» Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
» Ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) na família inteira;
» Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

A renda familiar considera os rendimentos de todos os membros que vivem na mesma residência, exceto os pagamentos do Bolsa Família.

Como será feito o pagamento a mães solteiras?
Mulheres mães e chefes de família poderão receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês, caso se enquadrem nos critérios anteriores.

O que acontecerá se quem recebe o auxílio emergencial conseguir emprego?
Beneficiário que, durante a vigência do programa, for contratado com carteira assinada ou vir a renda familiar ultrapassar o limite continuará a receber a renda básica emergencial

Quem precisa baixar o aplicativo e se cadastrar?
» Trabalhadores informais sem registro;
» Microempreendedores individuais;
» Contribuintes individuais ou facultativos do INSS;
» Embora os MEI e os contribuintes do INSS estejam inscritos na base de dados do governo, a Caixa Econômica Federal e o Ministério da Cidadania recomendam baixar o aplicativo e para ajustar dados, como a renda familiar. O aplicativo avisará caso o CPF do trabalhador já esteja inscrito no CadÚnico.

Beneficiários do Bolsa Família não precisam se cadastrar. Veja qual é o aplicativo correto na reportagem abaixo:


Como fazer o cadastro?
O cadastro pode ser feito de três formas:

» Pela internet, no site Auxílio Caixa (veja aqui); 
» Pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, disponível para celulares e tablets do sistemas Android e iOS;
» Cadastro em lotéricas e agências da Caixa para quem não tem acesso à internet. Por causa da pandemia de coronavírus, as agências da Caixa estão funcionando com horário reduzido, das 10h às 14h.

Os aplicativos podem ser baixados de graça por quem não tenha crédito no celular, graças a um acordo entre o governo e as operadoras de telefonia. Governo recomenda apenas usar os canais indicados para evitar enviar dados a sites falsos e aplicativos fraudulentos.

Que informações são necessárias para fazer o cadastro?
» Nome completo, número do CPF, data de nascimento e Nome da mãe;
» Número de celular para receber um SMS com a informação se o benefício foi concedido ou negado;
» Renda individual e ramo de atividade;
» Cidade e estado onde reside;
» Número de conta corrente, para quem tem conta em banco;
» Número da identidade (RG) ou da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para quem deseja criar a conta poupança digital.

Qual será o calendário de pagamento?
Para inscritos no CadÚnico:

» Primeira parcela: a partir de quinta-feira (9) para quem tem conta no Banco do Brasil ou conta poupança na Caixa, dois dias úteis após a Caixa receber a base de dados da Dataprev, o que ocorreu na terça (7);
» Segunda parcela: entre 27 e 30 de abril, dependendo do mês de nascimento do trabalhador;
» Terceira e última parcela: entre 26 e 29 de maio, dependendo do mês de nascimento.

Para os trabalhadores informais, MEI e contribuintes individuais ou facultativos do INSS, que fizeram o cadastro no site ou no aplicativo:

» Primeira parcela: a partir de 14 de abril, com a possibilidade de ser pago na segunda-feira (13), caso a Caixa termine de processar os dados antes do prazo de três dias úteis;
» Segunda parcela: entre 27 e 30 de abril;
» Terceira e última parcela: entre 26 e 29 de maio.

E quem recebe Bolsa Família?
» As três parcelas serão pagas nos mesmos dias de pagamento do Bolsa Família, nos últimos dez dias úteis de cada mês, conforme o final do Número de Inscrição Social (NIS);
» Meses de pagamento das parcelas: abril, maio e junho.

Como será feito o pagamento?
Nesta primeira fase, não haverá saques, apenas depósitos. O dinheiro só poderá ser movimentado eletronicamente. Beneficiários com conta aberta no próprio nome em qualquer outro banco podem indicá-la para receber o valor. A Caixa transferirá o dinheiro sem custos adicionais.

Já beneficiários sem conta em banco terão de autorizar a abertura de uma conta poupança digital na hora de cadastrar o benefício no site ou no aplicativo. O processo é automático e dispensa a apresentação física de documentos.

Beneficiários sem acesso à internet poderão fazer o cadastro nas agências da Caixa ou nas casas lotéricas (se estiverem abertas), com o recebimento do dinheiro na conta indicada, seja ela conta corrente ou conta poupança digital.

Quais os direitos dos usuários de conta poupança digital?
Terão direito a:

» Isenção de tarifas de manutenção;
» Até três transferências eletrônicas por mês para outros bancos sem custo nos próximos 90 dias;
» Transferências ilimitadas para outras contas da Caixa Econômica, mesmo no nome de terceiros;
» Acesso e movimentação apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas e de boletos bancários.

Não terão direito a:
» Cartão físico para movimentar a conta.

Existe um telefone para tirar dúvidas?
O trabalhador pode ligar para o telefone 111, criado pela Caixa, para tirar dúvidas sobre a renda básica emergencial. A linha está disponível apenas para o esclarecimento de informações. O trabalhador pode consultar se está no CadÚnico, no Bolsa Família e se precisa cadastrar-se no aplicativo ou no site.

As ligações podem ser feitas pelo celular de forma gratuita, graças a um acordo entre o governo e operadoras telefônicas.

Leia no Café

Entrevista: "As favelas podem ter a maior tragédia de saúde pública no mundo"
Em meio à pandemia, Maringá reabre indústrias a partir de segunda (13)
Artigo: Coronavírus, inteligência emocional, convivência dentro de casa
Psicóloga da PUCPR dá cinco dicas para a adaptação ao isolamento social



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)