"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Quadro do ex-secretário municipal Eudes segue estável; ele está na UTI com covid-19

03/04/2020

O quadro clínico do o ex-secretário municipal José Eudes Januário, 58 anos, manteve-se estável nesta sexta-feira (3). O contabilista está internado na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Maringá (HMM), entubado e sedado. A suspeita de coronavírus (covid-19) foi confirmada por teste de laboratório.

José Eudes Januário – Foto: Arquivo Pessoal
"Falei com o médico da UTI, e o que ele passou me deixou muito animado", disse o advogado Silvio Januário, irmão de Eudes, em áudio de Whatsapp enviado a amigos do paciente. "O quadro ficou estável durante toda a sexta-feira. Isso é positivo, uma vez que o medicamento começa a ter resultado efetivo num prazo de cinco dias", informou.

Ainda segundo Januário, Eudes tem recebido tratamento com cloroquina. Ele também tem passado por diálise, mas não há problema nos rins. "A diálise supre a necessidade dos rins, mas a preocupação, de fato, é com os pulmões", disse o advogado, que, ao fim do áudio, pediu que as correntes de oração sejam mantidas.

☕ Câmara suspende impostos por 90 dias em pacotão de medidas contra a crise

O caso de Eudes revela o quanto esse vírus pode ser agressivo. Ele apresentou os primeiros sintomas na sexta (27). No domingo à noite, começou a sentir falta de ar. Na segunda (30), o quadro piorou e Eudes procurou uma unidade de saúde. Na terça, foi transferido para o HMM. O novo boletim médico será divulgado neste sábado (3).

Eudes foi secretário de Serviços Públicos no governo Zé Cláudio (2001 - 2003). Ele tem boa saúde e costuma jogar futebol com os amigos.

Possível contágio
Eudes participou da prestação de contas do vereador Mário Verri (PT), realizada em 15 de março. Segundo o Blog do Rigon, no mesmo evento estava Rosângela Antunes Machado da Silva, 54, que faleceu dia 26 vítima da covid-19.

"Na prestação de contas, realizada na sede social do Sinttromar, estavam também o deputado federal Enio Verri e o vereador Carlos Mariucci, além de dezenas de convidados. Não é preciso dizer que há preocupação geral", comenta Rigon.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



Cafeinado: Brasil tem 359 mortes pela covid-19, mas a situação é bem pior que a do balanço oficial

03/04/2020

Em 24 horas, o número de mortes pelo novo coronavírus no país passou de 299 para 359 e o de casos confirmados, de 7.910 para 9.056. Os dados do Ministério da Saúde, divulgados nesta sexta-feira (3), revelam um preocupante cenário de avanço da covid-19, porém, não mostram tudo. Infelizmente, a situação é bem pior que a do balanço oficial.

Ministro Mandetta (Saúde) em entrevista coletiva – Foto: Reprodução/TV Brasil
A subnotificação de casos, causada especialmente pela testagem demorada e em quantidade insuficiente, tem ocultado a real gravidade da doença. De acordo com levantamento do Portal G1, o Brasil tem, pelo menos, 25 mil testes do novo coronavírus à espera do resultado. Esse número é quase três vezes maior que o total de casos confirmados.

Na fila, há exames de dezenas (talvez centenas) de pessoas que morreram com suspeita da doença. Como o ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) garante que essas famílias não ficarão sem o resultado dos testes, e com o esperado aumento nas testagens, o número de mortes deve disparar nos próximos dias. Talvez isso cause um choque de realidade nas pessoas que ainda tratam a covid-19 como "gripezinha".


Por Estado
As mortes ocorreram em São Paulo (219), Rio de Janeiro (47), Ceará (22), Pernambuco (10), Amazonas (7), Minas Gerais (6), Distrito Federal (5), Bahia (5), Rio Grande do Sul (5), Santa Catarina (5), Paraná (4), Piauí (4), Espírito Santo (4), Rio Grande do Norte (4), Sergipe (2), Alagoas (2), Goiás (2), Maranhão (1), Mato Grosso do Sul (1), Mato Grosso (1), Pará (1), Paraíba (1) e Rondônia (1).

São Paulo
A situação mais grave é a de São Paulo. Em apenas uma semana, o número de mortes triplicou, passando de 68 óbitos na sexta-feira (27) para 219 nesta sexta. O total de casos confirmados da covid-19 saltou de 1.223 para 4.048 nesse período. Também no Estado mais rico do país, a testagem insuficiente mascara a real gravidade da situação. São Paulo tem cerca de 16 mil exames aguardando análise.

Infográfico da Agência Brasil mostra a escalada da covid-19 no Brasil
Ministro em alta
Em meio à crise causada pela pandemia, a aprovação do Ministério da Saúde, segundo o instituto Datafolha, subiu 21 pontos, de 55% de aprovação (na pesquisa feita entre 18 a 20 de março) para 76% de aprovação. A reprovação da pasta comandada por Mandetta caiu de 12% para 5%. A pesquisa, feita na quarta (1º), ouviu 1.511 pessoas por telefone. Veja os detalhes aqui.

Bolsonaro atrapalha
Na mesma pesquisa, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) oscilou negativamente de 35% para 33%. E a reprovação do presidente subiu, de 33% para 39%. Também de acordo com a pesquisa Datafolha, para 51% dos entrevistados, Bolsonaro mais atrapalha do que ajuda.

Mandetta segue
Em entrevista à Jovem Pan, na quinta (2), Bolsonaro criticou Mandetta: "Falta humildade". O presidente disse ainda que não demitirá ninguém durante a guerra. Nesta sexta, questionado por jornalistas sobre os atritos com o presidente e seu antagonismo em relação à posição de Bolsonaro, que pede a reabertura do comércio e também a volta das crianças às aulas, Mandetta disse que não pedirá demissão. "Médico não abandona paciente".

Charge



Maringá
De acordo com o boletim da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado nesta sexta (3), Maringá tem 25 casos confirmados da covid-19, com duas mortes. São 592 suspeitos em acompanhamento por terem apresentado sintomas da doença. Também em Maringá, há falta de testes, ou seja, o quadro pode ser bem pior do que o apresentado. A recomendação é ficar em casa.

Fake News
Está de doer a quantidade de notícias falsas publicadas nos grupos de Whatsapp. Em Maringá, uma delas falava sobre a liberação do atendimento de cabeleireiro, manicure, pedicure, podólogo, barbearia e consultórios odontológicos, a partir de segunda (6), por força de um novo decreto (que não existe). Em outra fake, um blog da cidade divulgou que o projeto de lei da gratificação para profissionais da Saúde, que atuam no combate à covid-19, havia sido aprovado na Câmara, mas a Casa está com suas atividades suspensas até 17 de abril. Esse segundo boato foi desmentido pelo Café.

Faça a sua parte
Na coluna de quinta (2), o assunto principal foi, justamente, o compartilhamento de fake news. Falta rigor na punição de pessoas que criam as fakes e também daquelas que divulgam os boatos. Se isso não mudar, se a sensação de impunidade persistir, essa triste realidade não vai mudar. Um dos papeis da imprensa é desmentir as notícias falsas, mas todos podem ajudar nessa tarefa, confrontando os mentirosos com matérias dos sites de fact-checking (veja sete deles aqui).

YouTube
Uma das opções para esse período de quarentena são os cursos e tutoriais disponíveis no YouTube. Há canais, aliás, com conteúdo gratuito disponibilizado por profissionais. Esse é o caso do ótimo Cifra Club, com videoaulas de vários instrumentos musicais.


Dicas para a quarentena
Esta semana, o teólogo, filósofo e psicólogo Rubem Mariano escreveu para o Café um artigo com dicas para superar o isolamento no período de quarentena. É imperdível. As dicas vão desde brincadeiras em família e da organização da casa até meditação. Confira aqui.




>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



Dólar sobe pela sexta vez seguida e ultrapassa R$ 5,32; bolsa cai 3,76%

03/04/2020

Wellton Máximo, Agência Brasil – Em mais um dia de tensão nos mercados globais, o dólar voltou a subir e a bater recorde. A bolsa de valores, que tinha se recuperado, na quinta (2), voltou a cair para o menor nível em dez dias.

Dólar acumula alta de 32,7% em 2020 – Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
O dólar comercial encerrou a sexta-feira (3) vendido a R$ 5,326, com alta de R$ 0,06 (+1,14%), na maior cotação nominal desde a criação do real. A divisa operou em alta o dia inteiro e fechou no valor máximo do dia, mesmo com o Banco Central (BC) tendo intervindo no mercado.

A autoridade monetária vendeu US$ 455 milhões das reservas internacionais. O dólar fechou a semana com alta de 4,3%. Em 2020, a divisa acumula alta de 32,72%.

Depois de um dia de alta, o índice Ibovespa, da B3, a bolsa de valores brasileira, fechou esta sexta aos 69.537 pontos, com queda de 3,76%. O índice seguiu as bolsas no exterior. O índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, encerrou o dia com queda de 1,69%, refletindo a destruição de 701 mil empregos nos Estados Unidos em março. A taxa de desemprego na maior economia do planeta cresceu de 3,5% em fevereiro para 4,4% no mês passado.

Alceni Guerra: "As favelas podem ter a maior tragédia de saúde pública no mundo"

Há várias semanas, os mercados financeiros em todo o planeta atravessam um período de nervosismo por causa da recessão global provocada pelo agravamento da pandemia de coronavírus. As interrupções na atividade econômica associadas à restrição de atividades sociais travam a produção e o consumo, provocando instabilidades.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



TCCC recorre contra entrega de EPIs aos motoristas e ganha mais cinco dias de prazo

03/04/2020

A TCCC (transporte urbano) e a Cidade Verde (metropolitano) recorreram da decisão da Justiça do Trabalho, em primeira instância, que obrigava as empresas a fornecerem equipamentos de proteção individual (EPIs) aos motoristas do transporte coletivo, ganhando um prazo estendido para cumprir a medida cautelar. A ação foi impetrada pelo Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Maringá (Sinttromar).

Álcool em gel está entre os materiais requisitados na Justiça
Na medida cautelar, a juíza do Trabalho Lecir Maria Scalassara Alencar deferiu o pedido do Sinttromar, determinando a entrega de EPIs como máscaras, luvas e álcool em gel 70% aos trabalhadores num prazo de 48 horas, sob pena de multa diária de R$ 10 mil por trabalhador, em caso de descumprimento. O prazo venceu às 11h29 desta quarta-feira.

As empresas requereram, liminarmente, a suspensão da medida cautelar, alegando dificuldade em adquirir os EPIs, questionaram o valor da multa e solicitaram prazo “não inferior a 30 dias para se adequarem às determinações judiciais”. “Esse pedido beirou o absurdo. Milhares de pessoas podem morrer no Brasil nesse período de 30 dias, porque esse vírus é altamente contagioso”, reclamou Ronaldo José da Silva, dirigente do Sinttromar.

Em sua decisão, o desembargador Adilson Luiz Funez deferiu parcialmente o recurso da TCCC e Cidade Verde, mantendo a obrigação de entrega dos EPIs, reduzindo o valor da multa diária para R$ 1.000 por trabalhador e dilatando o prazo por mais cinco dias. Como a decisão foi proferida às 10h08 de quarta (1º), as empresas tem até o mesmo horário de segunda (6) para cumprir a determinação judicial.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



MP dá novo parecer negativo ao Regime Contratual Único e Câmara arquivará o projeto de lei

03/04/2020

A Câmara Municipal seguirá recomendação do Ministério Público (MP) pelo arquivamento do novo projeto de lei que prevê a transmutação dos servidores municipais celetistas para o regime estatutário da Prefeitura de Maringá. A informação é do presidente da Casa, Mário Hossokawa (PP).

Vereadores votarão o projeto do Regime Contratual Único após parecer do MP – Foto:Marquinhos Oliveira/PMM
Vereadores numa das últimas sessões antes da suspensão das atividades – Foto: Marquinhos Oliveira/PMM
O novo projeto do Regime Contratual Único foi enviado pelo prefeito Ulisses Maia (PDT) à Câmara em 13 de março. A proposta, segundo o Executivo, corrigia problemas apontados pelo MP na primeira versão do projeto. Para ter essa certeza, os vereadores solicitaram parecer do MP antes da votação em plenário.

☕ Servidores aceitam 4,3% de reajuste e encerram campanha salarial

A segunda versão do projeto esclarecia dúvidas sobre a capacidade financeira da Prefeitura, com o argumento de que a transmutação dos celetistas não causaria prejuízo financeiro ao município. Não foi o suficiente para o MP, que enviou à Câmara o novo parecer pelo arquivamento na quarta-feira (1º). 

Hossokawa conta que o parecer do MP foi protocolado quando os vereadores estavam reunidos para definir os detalhes da portaria que suspendeu as atividades do Legislativo até 17 de abril. "Diante da recomendação pelo arquivamento, nenhum vereador vai querer votar, porque o MP já disse que tomará providências [caso seja votado]", disse o presidente.

A Câmara tem o prazo de 15 dias para arquivar o projeto do Regime Contratual Único. O Café ainda não obteve cópia do parecer.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



Assessor do vereador Dr. Jamal publica fake news sobre votação de gratificação de servidores

03/04/2020

O comunicador Jota Silva, que é assessor no gabinete do vereador Dr. Jamal (PSL), compartilhou nas redes sociais, na manhã desta sexta (3), "notícia" sobre a votação da gratificação do município para servidores da Saúde que estão na linha de frente no combate à covid-19. É fake news.

Fake news compartilhada num grupo de WhatsApp da cidade, na manhã desta sexta (3)
O boato foi publicado no Saiba Já News, atribuído a Jota Silva, apesar de seu nome não constar nos contatos do blog. O comunicador compartilhou a fake em grupos de WhatsApp pouco antes das 11 horas. Minutos depois, deletou a postagem.

De acordo com a publicação, os vereadores teriam aprovado a gratificação em home office. "O Projeto de Lei foi aprovado via internet, os vereadores, assessores e servidores essenciais estão trabalhando normalmente em casa no sistema home office e estão interagindo via Whatsapp, sem prejuízo ao Legislativo já que o sistema de protocolos e requerimentos atualmente é on-line", dizia trecho da notícia falsa.

Falta rigor na punição de pessoas que compartilham fake news

Ao Café com Jornalista, o presidente da Câmara Municipal, Mário Hossokawa (PP) demonstrou espanto ao tomar ciência da fake news compartilhada por assessor de um vereador. "Não foi aprovado isso, de jeito nenhum", disse. "A sessão de quinta foi cancelada [por portaria] e não teve nenhum trabalho na Câmara desde então", acrescentou.

Líder do prefeito na Câmara, Alex Chaves (MDB) também ficou surpreso com a notícia falsa. "Não tem estrutura na Câmara para fazer sessão on-line", explicou. "Eu não estou acreditando que estou vendo isso. É um absurdo. Sou o líder, não teve sessão extraordinária, é fake news", comentou, após ler a "matéria" publicada por Jota Silva.

Notícia falta também foi deletada do blog após jornalistas e vereadores apontarem que era fake news

Fato

Tramita na Câmara, de fato, um projeto de lei do Executivo que concede gratificação especial, durante o período da pandemia, aos servidores da Saúde lotados em unidade de combate à covid-19. O projeto poderia ter sido votado nesta quinta (2), mas a sessão foi cancelada pela portaria que suspendeu as atividades do Legislativo municipal até 17 de abril.

A aprovação da gratificação poderá ser realizada em duas sessões extraordinárias, caso os vereadores entendam que a pauta é urgente. Não há nada confirmado a respeito. Leia mais no Café sobre a gratificação e sobre a portaria que suspendeu as atividades administrativas e legislativas da Câmara.

Retratação
Em um grupo de Whatsapp, o comunicador, aparentando dificuldade em compreender o conceito de fake news – Jota Silva não é jornalista –, insistiu não se tratar de notícia falsa. No entanto, ele admitiu ter havido erro, o que o levou a retirar do ar a publicação.

"O que acontece é que, com o prédio fechado, fica difícil a comunicação com alguns servidores do Legislativo. Coloca minha retratação lá", escreveu Silva ao editor do Café. No início da tarde, o blog Saiba Já News publicou matéria com informações corretas a respeito – leia aqui.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)