"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade" George Orwell

terça-feira, 17 de março de 2020

Café com Jornalista completa 20 dias com 3,4 mil leitores; saiba como apoiar o blog

17/03/2020

O Café com Jornalista, antigamente hospedado no site do jornal O Diário, completou nesta segunda (16) 20 dias desde seu retorno à cobertura da política local – área de especialidade do editor e, portanto, foco do blog. Nesse período, foram publicadas 70 matérias (incluindo colunas) e quatro entrevistas de domingo.

As postagens somaram 7.137 visualizações de páginas, originadas por 3.392 usuários de 215 cidades – do Paraná, em sua maioria. Do total, 1.332 pessoas acessaram o blog a partir de Maringá e 640 de Curitiba. Essas duas cidades representam, até o momento, 55% da audiência do Café. A curiosidade está na terceira cidade do ranking: Irvine, no sul da Califórnia (EUA), com 349 usuários únicos (9,7%).

Café com Jornalista divulgado no Portal do Rigon – Imagem: Reprodução
Café com Jornalista divulgado no Portal do Rigon – Imagem: Reprodução
De acordo com métricas do Google Analytics, as cinco matérias mais acessadas pelos leitores foram:

 Assembleia dos servidores aceita 4,3% de reajuste e encerra campanha salarial
 Nova regra para eleição proporcional preocupa pré-candidatos a vereador
 Livro "O Sol de um Novo Jeito" narra a experiência de imigrantes no Brasil
Reginaldo Dias: "Número de candidatos a prefeito será ainda maior"
 Artigo: Reportagem de Drauzio para o Fantástico cometeu três erros crassos   

As quatro entrevistas publicadas foram:
Alex Chaves: "Estarei com Ulisses Maia nestas eleições"
☕ Reginaldo Dias: "Número de candidatos a prefeito será ainda maior"
Tania Tait: "O machismo do presidente encoraja outros homens a agredir mulheres"
Ulisses Maia: "Será necessário criar outros modais de transporte coletivo"



A comemorar

Esses números, que podem ser considerados modestos na comparação com os sites já estabelecidos, são significativos dentro do devido contexto: com apenas três semanas, o blog ainda não é facilmente localizado pelo Google e outros motores de busca. Para citar um exemplo, a busca por "Café com Jornalista" remete primeiramente ao popular Portal do Rigon – que, com alguma frequência, comete a gentileza de mencionar (com hiperlinks, o que é importante) o Café.

Portanto, ainda sem contar com acessos via busca no Google, a audiência inicial do blog é fruto do apoio de cada um que acreditou no projeto e que tem ajudado com as postagens (na condição de fonte) e com a divulgação do conteúdo nas redes sociais. Quem compartilha ajuda mais do que imagina. A contrapartida do blog é a cobertura séria da política local, com reportagens e entrevistas (e não apenas notas), no bom estilo dos jornais impressos.

Como apoiar

Alguns apoiadores já procuraram o blog para saber como anunciar, outro fato a comemorar num prazo tão curto de existência. Essa possibilidade será aberta num segundo momento. O que há, por enquanto, são os tradicionais anúncios do Google.

O foco, agora, é produzir um conteúdo com credibilidade e com informações checadas, de modo a cativar os leitores, fazendo com que o retorno deles ao Café seja um hábito diário. Nos dias de hoje, é sempre importante o surgimento de novos veículos livres de fake news. De nada adianta anunciar num blog sem audiência ou, pior: com audiência, mas sem relevância. 

A melhor maneira de apoiar, neste momento, é com a divulgação das matérias, entrevistas e colunas. Todo leitor pode dar uma mãozinha nesse sentido. O conteúdo também está na página do Café com Jornalista no Facebook. Passa lá, dê um curtir na página e compartilhe as postagens à vontade. É assim que se faz um bom Café! Contamos com isso.

Do editor


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)


Novo coronavírus: entenda a diferença entre Covid-19, resfriado e gripe

17/03/2020

Agência Brasil – O novo coronavírus (Covid-19) tem sintomas semelhantes a outras síndromes como resfriado e gripe. Por causa dessa condição, muitas vezes pacientes podem se confundir em relação à sua condição, o que pode gerar problemas, minimizando um cuidado necessário à prevenção contra a pandemia que assola o mundo e o Brasil.

Com o avanço do coronavírus, é importante compartilhar informações como esta – Fonte: Agência Brasil
Para esclarecer as diferenças, o Ministério da Saúde elaborou materiais de divulgação (como o infográfico acima) explicando cada uma das síndromes e como os sintomas se manifestam. No caso da febre, por exemplo, a ocorrência dela é comum em casos de Covid-19 e de gripe, mas rara em resfriados.

Abraçar ou não abraçar Suzy: o que faria Jesus?

Os espirros são comuns em resfriados, mas raros tanto em gripes quanto em Covid-19. O nariz entupido aparece frequentemente em resfriados, às vezes em gripes e, raramente, em casos do novo coronavírus. A dor de cabeça é rara em resfriados, comum em gripes e pode surgir em infecções pelo novo coronavírus.

Quando uma pessoa estiver com sintomas correspondentes à Covid-19, é importante seguir as orientações do Ministério da Saúde e procurar um posto de saúde para obter orientação médica quanto às medidas.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)


Emendas liberam consumo de bebidas alcoólicas em parklets e postos de combustíveis

17/03/2020

Em trâmite nas comissões permanentes da Câmara Municipal, o projeto de lei que restringe o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas de Maringá já recebeu duas emendas. As alterações permitem que se beba em parklets e postos de combustíveis, equiparando esses locais, por exemplo, esses locais às calçadas de bares, lanchonetes e restaurantes – não afetados pela nova lei.

Parklets começaram a ser instalados em Maringá no segundo semestre de 2017 – Foto: Luiz Fernando Cardoso
Parklets começaram a ser instalados em Maringá no segundo semestre de 2017 – Foto: Luiz Fernando Cardoso
"Realmente, tem duas emendas da Comissão de Constituição Justiça (CCJ). Uma delas permite que em pátios de.postos de combustíveis sejam permitidos o consumo e.a outra emenda permite o consumo em parklets", comenta Mário Hossokawa, presidente da Câmara.

Ainda não há previsão de votação em plenário desse projeto de lei, que nasceu polêmico. Dias atrás, Hossokawa foi às redes sociais para tentar acalmar os ânimos, desmentindo boatos de que a nova lei prejudicaria bares e outros comerciantes do ramo. "Ninguém está proibindo a cervejinha", comentou.

Vereador Mário Hossokawa (PP) – Foto: Divulgação
Vereador Mário Hossokawa (PP) – Foto: Divulgação
Caso seja aprovada, a nova lei proibirá o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas, entre as 22h e 8h, medida que já é realidade em vários países do mundo. Também ficaria proibido beber, em qualquer horário do dia – sem prejuízo aos estabelecimentos do ramo –, nos logradouros públicos situados num raio de 800 metros de estabelecimentos de ensino.

Câmara vai pedir parecer prévio do MP antes de votar projeto dos celetistas

Outras emendas podem ser apresentadas até a votação em plenário. Nos bastidores, fala-se na possibilidade de alterar a distância do raio de 800 metros dos estabelecimentos de ensino.


Além de ruas e avenidas, a restrição se estende a rodovias, passagens de pedestres, praças e largos, ciclovias, linha férrea, pontes e viadutos, entorno de áreas esportivas e repartições públicas. A multa prevista para quem for flagrado desrespeitando a lei é de R$ 500. A multa aumenta em R$ 500 a cada caso de reincidência (R$ 1.000 na segunda vez, R$ 1.500 na terceira e assim por diante).


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)


Compartilhamento de bikes e patinetes retorna à ordem do dia da Câmara com quatro emendas

17/03/2020

O Projeto de lei 14.753/2018, que regulamenta o compartilhamento de bicicletas e patinetes em Maringá, volta à ordem do dia da Câmara Municipal, nesta terça (17), para votação em segunda discussão. A proposta recebeu quatro emendas, assinadas pelos vereadores Sidnei Telles (PSD) e Jean Marques (PV).

Patinetes compartilhados já são realidade nas metrópoles
A emenda de Telles propõe em sua emenda a retirada da fórmula que calculava o valor a ser pago por empresas que fossem explorar o sistema para a Prefeitura. "Isso poderia trazer um transtorno para a implantação do projeto", diz Telles, que é coautor do projeto ao lado de Onivaldo Barris (sem partido). 

Com a alteração, Telles transfere a definição do valor a ser cobrado para um decreto municipal. "A emenda faz com que o Executivo fique mais livre para implantar os serviços de compartilhamento" explica o vereador autor. "Assim, a gente retira uma trava", acrescenta.

Contraponto
A votação do projeto promete um bom debate. Na primeira discussão, há algumas sessões, o vereadores Jean Marques (PV) votou contra a proposta por discordar das intervenções do estado previstas pela lei – entre elas o acesso a dados do trajeto percorrido pelo usuário do serviço de forma privada.

Saiba mais sobre o projeto de lei das bikes e dos patinetes

Na emenda modificativa e nas duas supressivas, Marques busca reduzir a burocracia que, segundo ele, pode fazer com que empresas do ramo não se interessem por operar o serviço em Maringá. "Estou retirando tudo que trata sobre um sistema público de compartilhamento, fixação de tarifas das bicicletas pelo poder público e obrigatoriedade de fornecer informações das viagens", explica.

Hossokawa explica projeto polêmico: 'Ninguém está proibindo a cervejinha'

As emendas de Marques podem conflitar com a emenda de Telles. Este quer deixar aberta a possibilidade de o Executivo fixar tarifas, aquele não deseja a intervenção do poder público nos preços praticados. Caberá aos demais vereadores a escolha do melhor modelo para a cidade. Por conta das emendas, o projeto precisará ter a redação final votada em terceira discussão.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)


Na última sessão aberta ao público, vereadores votam 14 projetos de lei e 19 requerimentos

17/03/2020

As sessões ordinárias da Câmara, realizadas às terças e quintas, às 9h30, não serão interrompidas por conta do novo coronavírus, porém, o acesso ao plenário ficará restrito aos vereadores, servidores da Casa e profissionais da imprensa. A medida preventiva é válida por 30 dias, a contar desta quarta (18).

Câmara Municipal: sessões poderão ser acompanhadas pelas redes sociais – Foto: Luiz Fernando Cardoso/Arquivo 
A portaria assinada pelo presidente da Câmara, Mário Hossokawa (PP), e pelo primeiro secretário, Sidnei Telles (PSD), inclui na restrição de 30 dias o cancelamento de homenagens de qualquer natureza e o cancelamento de reservas do plenário feitas por terceiros e suspensão de novas reservas. Nesses casos, as restrições começam já nesta terça (17).

Janaína e Reale Júnior questionam permanência de Bolsonaro na presidência

O documento também recomenda, pelo mesmo prazo, que os atendimentos prestados pelos gabinetes sejam feitos, preferencialmente, via internet ou telefone. O objetivo é evitar a grande circulação de pessoas no prédio do Legislativo municipal.

Nesse período, os eleitores poderão acompanhar as sessões pelas redes sociais da Câmara, que faz transmissões ao vivo pela sua página no Facebook e em canal no YouTube. Abaixo, por exemplo, o vídeo da sessão de quinta (12).


Pauta
A sessão ordinária desta terça (17), portanto, será a última da Câmara antes do início das restrições. Na ordem do dia estão 14 projetos de lei e 19 requerimentos. Entre os destaques estão o projeto que regulamenta o compartilhamento de bikes e patinetes e o projeto que trata da implantação de um sistema on-line para indicação de condutor infrator e apresentação de recursos de multas.





>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



Cafeinado: Janaína Paschoal e Reale Júnior questionam permanência de Bolsonaro na presidência

17/03/2020

A participação de Bolsonaro no ato pró-governo de domingo (15), contrariando recomendações do Ministério da Saúde ao sair do isolamento e ter contato direto com o público, tem sofrido (como era esperado) uma enxurrada de críticas desde então. Duas delas partiram de coautores da peça jurídica que culminou no impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), em agosto de 2016.

Reale Júnior e Janaína Paschoal
Reale Júnior e Janaína Paschoal
Dos três proponentes do impeachment, Hélio Bicudo, Janaína Paschoal e Miguel Reale Júnior, os dois últimos cobraram medidas contra Bolsonaro: Janaína pediu seu afastamento imediato da presidência e Reale Júnior sugeriu que Bolsonaro seja submetido a um teste de sanidade mental. Ambos os questionamentos ocorreram nesta segunda (16).

Ex-ministro da Justiça no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Reale Júnior defendeu que o Ministério Público (MP) peça que Bolsonaro seja avaliado por uma junta médica para saber se ele é mentalmente capaz de exercer o cargo que ocupa. O jurista classificou como "inimputável" a adesão do presidente a um ato contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF), contrariando recomendações para ficar em isolamento por conta da pandemia de coronavírus.



Assembleia Legislativa de SP
A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL) usou do pequeno expediente da Alesp para classificar como "injustificável e inadmissível" a postura do presidente no Domingo. Ao se dizer arrependida de ter votado em Bolsonaro, ela sugeriu que o vice-presidente, o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB), teria mais condições de governar os país. "Deixa o Mourão, que é treinado para a defesa, conduzir a nação", disse.


Impeachment
Ex-apoiadora de Bolsonaro, Janaína defendeu o afastamento imediato do presidente, alegando que ele cometeu crime contra a saúde pública e que não há tempo para um processo de impeachment. Apesar de ser advogada e conhecedora das leis, Janaína está errada. Há de se respeitar o rito legal, submetendo Bolsonaro ao processo de impeachment, assegurando-lhe o direito à ampla defesa, tal como ocorreu com Dilma.

No domingo
Contrariando as orientações do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para que fossem evitadas aglomerações como prevenção do coronavírus, apoiadores de Bolsonaro vestiram verde e amarelo e foram às ruas em todo o Brasil. Segundo Emerson Celestino, um dos organizadores do ato,
"mais de 3.000 patriotas participaram da manifestação em Maringá". O foco foi o apoio ao presidente, apesar dos cartazes contra o STF e o Congresso.

Papel do jornalista
O Café foi criticado por questionar a postura do presidente na coluna "Irresponsável, Bolsonaro desautoriza ministro da Saúde e sai do isolamento". Chamaram este jornalista de esquerdista e cobraram que o blog pedisse a grupos de esquerda para cancelarem as manifestações desta quarta (18). O papel do jornalista é noticiar – sem se importar se o que é noticiado vai agradar A ou B e desagradar C ou D – e não de convocar ou desconvocar atos políticos.

Recomendação
Como bem disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que tem feito um trabalho sério e respeitado no combate ao coronavírus, a recomendação para que não haja aglomeração de pessoas vale para todos, do presidente aos eleitores. Por bom senso, espera-se que os grupos ligados à esquerda cancelem ou adiem o ato de 18 de março. Nesta segunda (16), o Sinteemar (sindicato que representa os profissionais da Educação de Maringá) informou que não participará das manifestações por causa do coronavírus. 

"Achatar a curva"
Várias medidas contra o coronavírus foram adotadas, nesta segunda (16), em inúmeras cidades e Estado. Como há o consenso de que é impossível impedir o avanço do Covid-19, que é altamente contagioso, a estratégia é "achatar a curva da doença", como dizem os especialistas. Um pico menos acentuado do Covid-19 é crucial para evitar a sobrecarga dos serviços de saúde.

Charge


Gol do Salsicha
Ponto para a RIC (Record) na disputa pela audiência do meio-dia contra a RPC (Globo). Nesta segunda (16), enquanto a RPC transmitia entrevista ao vivo com o secretário de Saúde, Jair Biatto, na RIC o apresentador Salsicha entrevistava o prefeito Ulisses Maia (PDT) no estúdio. Logicamente, sempre há mais interesse do público pela figura do prefeito do que de um secretário. O assunto de destaque de todos os noticiários eram as medidas adotadas pelo município contra o coronavírus (Saiba mais aqui).

Suspensão de voos
A Azul anunciou, nesta segunda (16), a suspensão de voos regulares para 11 cidades. A medida leva em conta a queda na demanda em função do avanço do novo coronavírus. A suspensão, que iniciará no próximo sábado (23), será mantida até 30 de junho. Estão na lista quatro cidades paranaenses: Ponta Grossa, Toledo, Guarapuava e Pato Branco.

Limpe o quintal!
O foco mudou completamente da epidemia de dengue para a pandemia do coronavírus, perigoso, mas que ainda não tem casos confirmados em Maringá. É importante não perder o foco no combate ao mosquito Aedes aegypti, limpando o quintal diariamente e passando repelente. O último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde informou que já são 52.652 casos confirmados de dengue no Paraná, com 37 mortes desde julho do ano passado.

Mantovani na Rede
O Café apurou que o destino do vereador Flávio Mantovani (Cidadania) será a Rede. O partido também deve contar com o ex-conselheiro tutelar Carlos Bonfim. Ao que parece, Mantovani não gostou de não ter sido consultado pela direção estadual do antigo PPS na escolha do candidato a prefeito pela sigla. Segundo o Portal do Rigon, o Cidadania deve lançar o ex-vereador Valdir Pignata para prefeito. Pignata foi um colaborador importante do governo Silvio Barros (PP).

Passe valorizado
No mundo do futebol, costuma-se dizer que o passe está valorizado quando um jogador está mandando bem. Esse é o caso de Mantovani. Segundo mais votado em 2016, com 5.971 votos, o vereador tem feito um mandato sem polêmicas e com aprovação de projetos importantes nas causas que defende: meio ambiente e defesa animal. Se a filiação ao partido liderado por Marina Silva se confirmar, ganha a Rede (que eleva exponencialmente suas chances de atingir o quociente eleitoral), perde o Cidadania.

Mantovani com a mascote do seu gabinete, a cadela adotada Saop – Foto: Arquivo Pessoal

Alô para Sydney e Buenos Aires
Faço parte de dois grupos de brasileiros no exterior, um em Buenos Aires e o outro, em Sydney. Nesta segunda (16), uma postagem do Café nesses grupos gerou um bom debate sobre Bolsonaro e o coronavírus. Rolou até crítica para a festa de inauguração da CNN Brasil que, em tempos de disseminação do Covid-19, reuniu centenas de convidados em ambiente fechado. Fica aqui um abraço ao brasileiros que estão no exterior, mas não se esquecem do Brasil.

Piadinha
De um grupo de WhatsApp, só para descontrair:
Tom Hanks sobreviveu 4 anos em uma ilha como náufrago 🏝
Ficou um ano em um aeroporto sem poder sair 🛫
Pegou Aids na Filadélfia 💉
Esteve na Segunda Guerra Mundial e resgatou o Soldado Ryan
Foi pro Vietnam e resgatou o tenente Dan 🔫
Esteve em um barco sequestrado por piratas somalis 🚢
Sobreviveu na Apolo 13 tentando chegar à Lua 🚀
Aterrizou um Boeing no Rio Hudson✈
Se esse filho da p### morrer de coronavírus 👑🦠, nós TODOS estamos fo-di-dos!!!





>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)