segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Cafeinado: 'Véio da Havan' peita decreto em Maringá e tem loja interditada por sete dias

07/12/2020_

Café com Jornalista – O empresário Luciano Hang, mais conhecido nas redes sociais como "Véio da Havan", teve mais um revés em Maringá ao peitar decreto municipal da covid-19. Desta vez, a loja da Havan anexa ao shopping Avenida Center foi interditada por sete dias. A informação é do portal Maringá News, do jornalista Angelo Rigon.

A Havan já havia sido interditada pela fiscalização municipal, por 72 horas, ao ser flagrada funcionando normalmente no sábado (5). De acordo com o decreto vigente, tanto os shoppings quanto o comércio de rua estão proibidos de funcionar nos fins de semana, até 13 de dezembro.

A interdição da Havan viralizou nas redes sociais, no sábado (5). Café com Jornalista
A interdição da Havan viralizou nas redes sociais, no sábado (5)

Liminar

Ao contrário de grandes redes de hipermercados, que obtiveram liminares para não respeitar determinados trechos do decreto vigente (como o da chamada "lei seca"), a Havan optou por abrir as portas no sábado mesmo sem amparo judicial. Considerando a primeira punição, de 72 horas, a megaloja precisaria permanecer fechada nesta segunda (7).

Chorou?

O Café não conseguiu confirmar qual foi de fato a reação de Hang diante do revés em Maringá. Pelo perfil do empresário, ele deve ter ficado furioso, chamando o prefeito de Maringá de "comunista". De acordo com o Blog do Esmael, o "Véio da Havan" chorou ao ser informado sobre a primeira interdição – leia aqui.

Protesto

Na sexta-feira (4), funcionários de shoppings – a maioria da Havan – fizeram protesto diante da Prefeitura de Maringá contra o fechamento do comércio nos fins de semana. Não se sabe se os funcionários aderiram à manifestação por livre e espontânea vontade ou se houve algum tipo de coação para a adesão.

Preocupação

Os comerciantes estão precupados. O mês de dezembro é o mais importante do ano para quase todas as atividades comerciais. Alguns empresários, chegam a falar no risco de demissões. "O único lockdowon no comércio, nos fins de semana, foi na cidade de Maringá", disse Luciano Hang à rádio CBN Maringá.  

Riscos

Maringá vive um novo pico da covid-19. A situação é preocupante, a ponto de muitos especialistas questionarem se as medidas dos últimos decretos não deveriam ter sido tomadas antes mesmo do término das eleições. Sem qualquer medida restritiva – já que por bom senso o povo não ajuda –, a cidade não tardaria a ficar sem leitos para tratar dos doentes. Em Maringá, a covid-19 já causou 221 óbitos.

Charge


Conveniências do poder

Poucos trechos da Constituição Federal de 1988 são tão claros quanto seu artigo 57, parágrafo 4º, que diz que é "vedada a recondução para o mesmo cargo na eleição imediatamente subsequente”, em se tratando da eleição para os membros das Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. O caso foi parar no Supremo e, pasmem, teve ministro interpretando a reeleição de Rodrigo Maia (Câmara) e Davi Alcolumbre (Senado) como constitucional, apesar da clareza retumbante da Carta Magna. Uma vergonha.


>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", inf
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário