sábado, 19 de dezembro de 2020

Henry Bugalho desmente fake news do pastor Davi Goés sobre a Coronavac: 'Pastor, o que você disse é um monte de M...'

19/12/2020_

Café com Jornalista – A aversão popular à vacina chinesa Coronavac tem sido, em grande parte, estimulada por fake news espalhadas por figuras públicas irresponsáveis. Num caso emblemático, ocorrido esta semana, no Ceará, o pastor Davi Goés disse que o imunizante fabricado pelo Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica Sinovac, causa câncer.

O filósofo Henry Bugalho e o pastor Davi Goés
O filósofo Henry Bugalho e o pastor Davi Goés – Fotos: Reprodução
Num culto do Ministério Canaã de Fortaleza, Goés faz um "alerta" aos fiéis, afirmando também que a vacina em questão altera o DNA das pessoas e que contém o "HIV (vírus da aids) dentro dela". O vídeo viralizou na terça-feira (15) e, desde então, vem sendo amplamente desmentinda por veículos de comunicação e sites especializados em fact-checking

"Muitas pessoas vão morrer de câncer, achando que foi câncer porque comeu alguma coisa, porque foi hereditário, porque tem família, por causa de um tumor, mas na verdade foi por causa da vacina. Depois que essa substância entrar no nosso organismo vai atingir o nosso DNA, um cientista francês disse que até HIV tem dentro dela", disse Goés.
Um dos desmentidos mais esclarecedores partiu do filósofo e escritor Henry Bugalho, que postou em seu canal no YouTube um vídeo de quase 20 minutos sobre o assunto. "Não há nenhuma fonte séria e nenhuma comprovação [de que a vacina causa câncer]. Se isso fosse real, certamente a imprensa internacional estaria falando sobre isso", disse Bugalho.


Segundo o filósofo curitibano, que reside com sua família na Espanha, também é falsa a afirmação do pastor de que nenhum país do mundo está comprando a vacina chinesa, apenas o Estado de São Paulo. "Além da parceria com o Butantan, vários países estão comprando a vacina chinesa, inclusive aqui na Espanha", comentou.

Para o filósofo, o fato de os fiéis acreditarem em "algo tão bizarro" sem questionar, sem pesquisar a respeito, é tão inacreditável quanto a própria fake news de Goés. "Ninguém naquele culto parou para pensar nas bostas que esse pastor falou (...)", disse Bugalho. "O maior mal do mundo é a ignorância, que é não saber e não ter vontade de saber", acrescentou.

Consequências

Goés poderá ser responsabilizado civil e criminalmente pela fake news sobre a Coronavac. É o que deseja o Ministério Público do Ceará. Em nota divulgada em seu site, na terça (15), o MPCE requer à Justiça e à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Ceará que o pastor sofra as sanções cabíveis pela disseminação de notícias falsas.


Segundo o MPCE, "o discurso do religioso fere o artigo 41 da Lei das Contravenções Penais, mas também pode configurar-se em crime. Em paralelo, o conteúdo descumpre a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet (Lei das Fake News) e a lei estadual que responsabiliza quem dissemina notícias falsas sobre a pandemia, regulamentada em maio deste ano".

Pela legislação vigência, Goés pode ser punido com multa ou prisão de 15 dias a seis meses. Leia a nota na íntegra aqui.

Nota

Um dia após a estrondosa repercussão negativa, o pastor divulgou nota para tentar explicar o contexto de sua fala no culto realizado em 19 de novembro. A nota de Goés diz que ele usou por base entrevista do cientista francês Luc Montagnier, ganhador do Nobel de Medicina, publicada pela revista IstoÉ com o título: "Novo coronavírus foi fabricado acidentalmente em laboratório chinês, diz descobridor do HIV".

A nota diz também que a fala foi tirada de um vídeo de 40 minutos, tendo sido recortado de "maneira maldosa". Leia aqui e tire suas próprias conclusões.



 Salário mínimo de 'incríveis' R$ 1.088 segue para sanção de Bolsonaro

>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário