quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Vereadores batem boca por causa de nome de avenida no distrito de Iguatemi

02/12/2020_

Café com Jornalista – A discussão de um projeto de lei, denominando Pioneiro Deoclides do Prado uma avenida no distrito de Iguatemi, terminou em bate boca na Câmara de Maringá, nesta terça (1º), na primeira sessão ordinária do mês. O embate envolveu o autor do projeto, Carlos Mariucci (PT), e os vereadores William Gentil (PSB) e Onivaldo Barris (PSL), que residem no distrito.

Os vereadores de Maringá Carlos Mariucci, Onivaldo Barris e William Gentil. Café com Jornalista
Os vereadores de Maringá Carlos Mariucci, Onivaldo Barris e William Gentil
Enquanto Mariucci usava a tribuna para defender a homenagem ao pioneiro, Gentil e Barris se articulavam junto a outros vereadores para tentar barrar a votação. Segundo os representantes de Iguatemi, apesar de não estar oficialmente nominada, a população do distrito já conhece o prolongamento da Avenida Vereador Antonio Bortolotto por esse mesmo nome.


Com esse argumento, Barris solicitou o adiamento da discussão em plenário por dez sessões. O requerimento verbal foi aprovado por 8 votos a 4, tirando Mariucci do sério. Candidato a prefeito nas eleições deste ano, o proponente da homenagem não será mais vereador quando a pauta retornar à ordem do dia, em fevereiro de 2021. 

Não apoiaram o adiamento da discussão o próprio Mariucci e os vereadores Mário Verri (PT), Sidnei Telles (Avante) e Professor Niero (MDB).

"Não entendo alguns vereadores, e vou citar com bastante franqueza o Onivaldo Barris e o William Gentil, que pela primeira vez se uniram. Por que não estudaram o projeto antes? Encerrar o mandato com uma vergonha dessas para mim é um absurdo", desabafou Mariucci.
O petista disse que os colegas "estão fazendo politicagem". Ele lembrou que o projeto já tramitava há quase um ano na Casa, que passou por todas as comissões e que recebeu parecer favorável em requerimentos feitos ao município. "Depois que eu faço a defesa na tribuna [Barris] vem pedir para retirar por dez sessões, desrespeitando ainda mais a opção que eu fiz de não continuar vereador, de ficar até o final do ano", disse o autor do projeto.


Numa bronca com notas de disputa territorial – já que Mariucci não é de Iguatemi e o homenageado não foi morador do distrito – tanto Barris como Gentil disseram que gostariam de ter sido consultados antes da elaboração do projeto. "Vossa Excelência, quando pensou nesse projeto para Iguatemi, deveria nos consultar", argumentou Barris.

"A homenagem é justa, e há vários espaços que poderiam ser propostos para homenagear esse pioneiro, porém, todos os comerciantes ali [em Iguatemi] conhecem essa avenida como Antonio Bortolotto (...). Seria desrespeitar as pessoas da minha comunidade votar algo que já existe ali [nome da avenida]", comentou Gentil, que não foi reeleito.
Barris rebateu as críticas de Mariucci, dizendo não ter sido relapso e que sua postura ao pedir o adiamento da votação não causa qualquer tipo de vergonha. "Jamais a sociedade de Iguatemi permitirá a troca do nome daquela avenida, que é central em Iguatemi. Sinto muito vossa excelência ter se precipitado", disse o vereador do PSL.


Os dois vereadores de Iguatemi concordaram com a homenagem a Deoclides do Prado, desde que feita em outra via ou próprio público. Reeleito para a próxima Legislatura, Barris disse ao Café que defenderá o arquivamento da matéria no retorno do projeto ao plenário.

Como o trecho da via ainda precisa ser oficialmente batizado, Barris disse que trabalhará para que o prolongamento também se chame Avenida Vereador Antonio Bortolotto. O argumento é de que isso evitaria transtornos à população local.

Homenageado

Deoclides do Prado nasceu no interior paulista, vindo a morar na região em 1943. Em Maringá, teve lavouras de café e também investiu na produção de leite. Segundo apresentação feita por Mariucci, o homenageado ajudou a construir a capela da estrada da Venda 200, onde ficada seu sítio.

O pioneiro teve sua história contada pelo jornal O Diário. Deoclides faleceu no início de 2020, deixando esposa e quatro filhos, além de três netos e um bisneto.



>>> Eleições 2020

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 
Merece:

Um comentário:

  1. Os nobres vereadores poderiam fazer uma visita a citada avenida e providenciar a sinalização vertical que por enquanto inexiste. Interessante é que segundo o código de transito as vias não podem ser entregues sem sinalização.Um quebra molas tbem seria útil por que sem limite de velocidade e sem quebra molas a tragédia anuncia-se com o atropelamento de animais domésticos.

    ResponderExcluir