quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Cafeinado: Autodeclaração de vitória de Trump é um ultraje à democracia

04/11/2020_

Eram 2h20 da madrugada de quarta (4) em Washington (4h20 no horário de Brasília), quando Donald Trump (Partido Republicano) fez seu discurso da vitória, como se já tivesse sido matematicamente reeleito. A postura do atual presidente deixou perplexos os apresentadores da CNN (onde este jornalista acompanhava a apuração).

Na eleição presidencial dos EUA, vence quem obtiver o mínimo de 270 delegados – sendo cada Estado um colégio eleitoral. Então, é inconcevível qualquer comemoração antes dessa marca ter sido alcançada. No momento do discurso de Trump, Joe Biden (Partido Democrata) liderava com 220 delegados, contra 213 de Trump; e a disputa seguia indefinida em vários Estados.

Discurso de Trump na Casa Branca. Café com Jornalista
Discurso de Trump na Casa Branca

Ultrajante

Trump pressupôs que a vitória seria certa na maioria dos Estados restantes, onde a apuração dos votos prossegue. Para piorar, o presidente disse que iria à Justiça para interromper a contagem dos votos. Uma insanidade desmedida. Democratas – e também os jornalistas – consideraram a postura do presidente como um ultraje à democracia norte-americana. 

Atualização

Ao se declarar vencedor, Trump deixou transparecer o medo de "ser demitido do cargo" pelos eleitores. Um medo pertinente. Às 10 horas, Biden havia aumentado a vantagem contra Trump, com 238 delegados contra 213 do presidente. 

Vai entender

Em comentário na Rádio CBN, logo cedo, Dan Stulbach disse que é difícil compreender o eleitor que vota em alguém que não condena os ataques praticados pelos supremacistas brancos (Trump não condena). Estou de acordo. Igualmente difícil é saber que Estados com grande número de eleitores hispânicos e negros deram vitória a Trump.

Apuração

Nesta que é considerada uma das eleições mais importantes da história dos Estados Unidos, a disputa acirrada, voto a voto, deve tardar apontar um vencedor. Além de a contagem ser manual (não há o voto eletrônico nos EUA), há a votação pelos correios, o que atrasa ainda mais a apuração. É bem provável que o resultado não seja conhecido nesta quarta.  


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário