sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Cafeinado: Lula sugere impeachment de Bolsonaro no episódio da vacina chinesa

23/10/2020_

O presidente Jair Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade – mais um para sua "coleção" – ao dizer que não vai comprar a vacina chinesa CoronaVac contra o novo coronavírus. A afirmação é do ex-presidente Lula, que defende um processo de impeachment por conta do posicionamento do chefe do Executivo nacional sobre a vacina.

A notícia foi destaque no portal Congresso em Foco. Há motivação política para o discurso de Lula? Claro que sim, porém, isso não desqualifica o fato de que essa foi mais uma fala de Bolsonaro passível de impeachment. Não fosse a aliança com o outrora tão criticado Centrão, talvez Bolsonaro já tivesse sido afastado do cargo.

Lula sugere impeachment de Bolsonaro por crime de responsabilidade. Café com Jornalista
Lula sugere impeachment de Bolsonaro por crime de responsabilidade

Doria

A fala de Bolsonaro também tem motivação política. A CoronaVac é desenvolvida pelo Sinovac Biotech, laboratório chinês que firmou parceria com o Instituto Butantan. Um contrato para a compra de 46 milhões de doses já foi assinado pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). E tudo o que vem de Doria, para a família Bolsonaro, é ruim – mesmo que seja a vacina da covid-19.

Frase

"Se Bolsonaro não acredita na eficácia da vacina, ele que não tome. Mas o papel de um presidente da República é possibilitar que o povo tenha a vacina a sua disposição. Se faltava crime de responsabilidade, essa foi a maior irresponsabilidade de um presidente que já vi", disse o ex-presidente Lula.

Pito

O pior dessa história é que o ministro da Saúde, Educardo Pazuello, foi repreendido por Bolsonaro por fazer o que se esperava de um ministro da pasta. Em reunião com governadores, na terça (20), o ministro anunciou acordo com o governo de São Paulo para comprar 46 milhões de doses da CoronaVac no fim deste ano. Bolsonaro desautorizou o ministro e negou a medida. 

Bozo

Um presidente da República se opondo a uma vacina que pode resolver o problema da pandemia, trazendo para nós todos a possibilidade concreta de uma volta à normalidade, é de uma sandice sem tamanho, difícil de acreditar. Contudo, com Bolsonaro no poder, tudo é possível.

A charge de Ani foi publicada em maio no blog de Moisés Mendes. O colunista viu publicada primeiramente no Blog do Rigon

Russomano

Em São Paulo, Celso Russomanno (Republicanos) largou na ponta nas primeiras pesquisas, mas vem desidratando no decorrer da campanha. Segundo a Folha, o candidato perdeu sete pontos percentuais desde a última pesquisa. Russomanno parece ser, de novo, o "cavalo paraguaio" da vez – larga bem, mas logo perde desempenho. 

Covas

De acordo com pesquisa Data Folha, Bruno Covas (PSDB) aparece com 23% das intenções de voto, contra 20%. Estão empatados dentro da margem de erro (três pontos para mais ou para menos), mas é a primeira vez que Covas aparece numericamente à frente de Russomanno. Guilherme Boulos (Psol) está em terceiro, com 14%.

Pesquisa

Realizada pelo Datafolha presencialmente com 1.204 eleitores, nos dias 20 e 21 de outubro, a pesquisa foi registrada no TRE-SP com o número SP-02125/2020. A margem de erro máxima é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Contratantes: Folha de S.Paulo/TV Globo. Veja mais aqui.



Dr. Batista

Para muitos Dr. Batista (DEM) é o Russomanno de Maringá. O deputado estadual sempre larga bem nas pesquisas, mas vai desidratando ao longo da campanha. Foi assim nas últimas eleições para prefeito disputadas pelo médico. Na primeira pesquisa de Maringá, Batista aparece numericamente com 11,1%, atrás apenas do prefeito Ulisses Maia (PSD), com 41,4% – leia aqui.

Bianco

O candidato a prefeito de Sarandi Bianco (PT) estreou, recentente, seu canal no YouTube – devidamente registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O principal objetivo do canal é reproduzir, no formato podcast, os programas eleitorais da rádio. Uma ótima iniciativa. O conteúdo on demand é praticamente uma exigência dos mais jovens.

Dindin eleitoral

Matéria do Café divulgou que, às vésperas da prestação de contas parcial, receitas declaradas pelos candidatos a prefeito de Maringá somam R$ 1,96 milhão. Akemi Nishimori (PL) lidera a lista. Ainda não leu? Clique aqui.

Prazo

Os candidatos têm até domingo (25) para enviarem a prestação de contas parcial da campanha, com demonstrativos da movimentação financeira entre o início da campanha e a última terça (20). A declaração deve ser feita por meio do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE). Os dados serão disponibilizados pelo TSE pra consulta pública na terça (27).

Nova pesquisa

A próxima pesquisa eleitoral de Maringá talvez seja divulgada nesta sexta (23). Elaborada pelo Grêmio Esportivo Maringá, foi registrada oficialmente no TSE no dia 17 de outubro. O "talvez seja" leva em conta o fato de que um dos candidatos está impugnando pesquisas por não aparecer tão bem na "foto" quanto gostaria. 


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário