segunda-feira, 17 de agosto de 2020

CPI da Pandemia prepara relatório final

17/08/2020_

Com CMM – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia completa, nesta segunda (17), 83 dias de trabalho a contar de sua abertura pela Câmara de Maringá, na sessão de 26 de maio. Encerrada a série de oitivas, a CPI que investiga supostas irregularidades na Saúde se prepara agora para sua última etapa: a apresentação do relatório final.

Vereadores membros da CPI da Pandemia – Foto: CMM
"Depois da oitiva com o Carlão, a gente tem mais alguns dias para o nosso relator, o Sidnei Telles (Avante), concluir o relatório", diz o presidente da CPI, Flávio Mantovani (Rede). O prazo para conclusão dos trabalhos é de 90 dias, mas pode ser prorrogado. "Segundo o que foi discutido em nossas reuniões, não vamos fazer isso [prorrogação]", acrescenta o vereador.


Na última oitiva, realizada na terça-feira (11), a CPI da Pandemia ouviu o presidente do Conselho Municipal de Saúde de Maringá, Carlos Rodrigues. O conselheiro afirmou não ter visto irregularidades na formação de preços de licitações.

Ainda na reunião, Telles sugeriu aos demais membros encaminhamento do relatório final com, pelo menos, quatro pontos: 1) Histórico da CPI; 2) Atividades realizadas; 3) Enfoque na fala do secretário [Biatto] e nos dois medicamentos com preços divergentes; 4) Além de pontos gerais, como a contratação da empresa de motoboys, horas extras, relatórios do Observatório Social de Maringá, dentre outras questões.


No processo de análise das compras da Saúde nos últimos 12 meses, a CPI encontrou duas compras acima do valor de mercado, com suposta perda de R$ 400 mil (veja os detalhes aqui). Em oitiva, o secretário Jair Biatto (Saúde) explicou que, considerando todos os itens da licitação, houve economia no preço global.

"Houve duas compras onde o preço estava um pouco acima do preço de mercado, mas no valor total daquela compra o município fez uma economia de R$ 900 mil. Tudo isso vai ser levado ao relatório, inclusive a fala do coronel Carstens, quando ele afirmou alguns fatos que podem ser considerados como corrupção no mandato passado", diz Mantovani.
Secretário de Patrimônio, Compras e Logística, Paulo Sérgio Carstens foi sabatinado pela CPI em 16 de junho. A fala dele, indicando atos de corrupção na gestão passada, pode ser encaminhada pela comissão ao Ministério Público, após a conclusão do relatório final.


Relatório final

De acordo com o setor de Comissões da Câmara, está sendo elaborado uma espécie de rascunho do relatório final, o qual embasará os trabalhos da próxima reunião, marcada para esta terça (18). "Teremos uma minuta para o debate, mas ainda é necessário aguardar algumas informações solicitadas por prestadores de serviço", comentou Tiago Valenciano, coordenador das Comissões da Câmara.


Após o encerramento dos trabalhos pela CPI, o relatório final será apresentado no plenário da Câmara. Além de Mantovani e Telles, integram a comissão os vereadores Alex Chaves (MDB), Mário Verri (PT) e Onivaldo Barris (PSL) – este último em substituição a Chico Caiana (PTB), que faleceu no fim de julho em decorrência de um AVC hemorrágico.

Nunca é demais lembrar que a CPI foi aberta após a polêmica fala do secretário Biatto, que disse na tribuna da Câmara que o município paga até três vezes mais que a rede privada por determinados produtos e que isso seria "normal". Na oitiva, ele disse ter sido mal interpretado.


Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário