domingo, 16 de agosto de 2020

Entrevista – Cláudio Galleti: A importância da assessoria de comunicação profissional

16/08/2020_

Café com Jornalista – Na segunda quinzena de julho, os grandes jornais do país publicaram um levantamento preocupante do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): das cerca de 4 milhões de empresas, 716 mil haviam encerrado definitivamente as atividades. Na maior parte dos casos, em decorrência da crise econômica agravada pela pendemia do novo coronavírus (covid-19).

Entrevista com o jornalista Cláudio Galleti. Café com Jornalista
Cláudio Galleti, jornalista
As empresas que conseguiram sobreviver à pior fase da pandemia – no período de comércio e serviços interrompidos na quarentena – têm pela frente, agora, o desafio de disputar um mercado consumidor com recursos escassos. Salvo exceções, praticamente todos os setores da iniciativa privada registraram aumento do desemprego e perda de renda.

Nesse cenário de dificuldades, o investimento num profissional de comunicação profissional – capaz de estabelecer um diálogo permanente com funcionários, fornecedores, público-alvo e com a sociedade – é fundamental. Numa conversa rápida com o Café, o jornalista Cláudio Galleti fala sobre a importância desse profissional para as empresas. 

Galleti atua na área de gestão e consultoria. É assessor de imprensa da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) e presta serviços para o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em Maringá.

***

Café com Jornalista – Dá para mensurar o quanto as empresas e entidades perdem em mídia espontânea por não ter uma assessoria de comunicação profissional?
Cláudio Galleti – Sou um defensor das estruturas de comunicação dentro das organizações públicas, privadas, filantrópicas etc. Quanto a mensurar as perdas, penso que elas vão além da mídia espontânea. Uma estratégia de comunicação bem definida e bem executada estabelece um diálogo permanente com os funcionários, fornecedores, com o público-alvo e com a sociedade. É determinante para consolidar a cultura e os valores da empresa e para cuidar da imagem das marcas associadas às instituições.  

A contratação de assessores que não são do ramo, que não conseguem fazer o devido meio-campo com os profissionais das redações, é um dinheiro mal investido?
Vou fazer uma analogia: se você é dono de uma transportadora, quem você contrata para conduzir as carretas e fazer a manutenção dos conjuntos? Ou, se você abre um restaurante, quem serão as pessoas que vão elaborar os pratos do cardápio e servir os clientes? Os resultados são alcançados quando a missão é executada por profissionais competentes, éticos e em sintonia com o mercado onde atuam.

Contratar aquele expert em redes sociais, mas sem formação na área, é uma boa ideia?
Melhor seria ter na equipe um expert em redes sociais e um comunicador, com formação na área. A soma das competência resulta em sucesso nas ações.

Pela sua expertise, que dicas você dá para as empresas e entidades que desejam ter uma assessoria. Que cuidados tomar antes de contratar?
Primeiro, definir aonde se quer chegar. Quais parâmetros serão usados para medir o desempenho. Depois, definir se vai contratar pessoas físicas ou jurídicas. Passo seguinte, verificar quem são ou foram clientes. Ou onde a pessoa trabalhou. Quais tipos de trabalhos realizou. Se as culturas convergem. Se compartilham de valores semelhantes. O que conhecem da sua empresa/entidade. O que motiva a trabalhar com você.

Há aqueles casos em que um erro grave de português pode fazer com que a empresa vire motivo de piada. Há várias ocorrências desse tipo. Na assessoria, o barato acaba saindo caro?
Para trabalhar com Comunicação, o domínio da língua portuguesa é básico. Mais que uma obrigação, é um dever falar e escrever de forma correta. Você até pode ser poliglota, mas o português é o mínimo exigido.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição. 
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário