quarta-feira, 29 de julho de 2020

As urnas eletrônicas usadas no Brasil são fabricadas na Venezuela?

29/07/2020_

Do TSE – Dizem por aí que as urnas usadas no Brasil são da Smartmatic, fabricadas na Venezuela, mas isso é lenda! As urnas (hardware) e os sistemas (softwares) utilizados nelas são desenvolvidos pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Urnas brasileiras não são fabricadas na Venezuela. Café com Jornalista
Vídeo da Justiça Eleitoral desmente o boato de que as urnas brasileiras são fabricadas por empresa venezuelana
As máquinas (urnas) são montadas por empresas contratadas para executar o projeto, mas sob a fiscalização de servidores da Justiça Eleitoral. Assista ao vídeo (clique na imagem acima) e ajude a acabar com esse mito eleitoral.


A seguir, veja outros esclarecimentos do TSE sobre as urnas eletrônicas.

A urna pode mostrar em quem o eleitor votou?

A urna eletrônica utiliza criptografia (linguagem codificada) e não está conectada à internet. Além disso, ela somente grava a indicação de que o eleitor já votou. Com o embaralhamento interno dos dados e outros mecanismos de segurança, não há nenhuma possibilidade de se verificar em quais candidatos o eleitor votou.



Por que outros países não usam urna eletrônica?

Cada país é independente para decidir qual sistema de votação é melhor para sua realidade legal, política, territorial, social etc. No Brasil, o voto é obrigatório para maiores de 18 e menores de 70 anos, o que significa um número bem grande de eleitores, espalhados em um país de dimensão continental.

O sistema eletrônico de votação é rápido e seguro e passa por melhorias a cada ano, para ficar cada vez mais veloz e protegido.

 As desculpas do desembargador que humilhou um guarda foram sinceras?



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário