terça-feira, 14 de julho de 2020

Câmara vota nove projetos de lei nesta terça; sessão anterior foi marcada por bate-boca

14/07/2020_

A Câmara de Maringá vota, nesta terça (15), nove projetos de lei e 22 requerimentos. Dominam a pauta a nomeação de vias públicas e a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Para o pequeno expediente – momento em que os vereadores podem discorrer sobre qualquer tema – há a expectativa de que os ânimos estejam menos exaltados.

Na sessão de quinta (9), o pequeno expediente foi marcado por um bate-boca homérico entre os vereadores William Gentil (PSB) e Flávio Mantovani (Rede). Motivo: uma entrevista sobre os trabalhos Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia.

Vereadores William Gentil e Flávio Mantovani – Maringá. Café com Jornalista
Vereadores William Gentil e Flávio Mantovani – Fotos: Arquivo/CMM
Gentil reclamou de declarações feitas por Mantovani, que preside a CPI Pandemia, em entrevista ao apresentador Juliano Pinga. Ele não gostou da fala do colega edil de que alguns "teriam pulado fora" da CPI. "Não pulei fora. Meu objetivo era investigar os três anos [da gestão Ulisses]", comentou Gentil.

Na opinião de Gentil, Mantovani teria dito no programa de TV que a CPI não encontrou irregularidades nos contratos da Prefeitura. O vereador da bancada de oposição lembrou que o secretário de Saúde, Jair Biatto, disse aos vereadores que era normal o município pagar até três vezes mais que a iniciativa privada por determinados produtos, fato que motivou a CPI.  

Mantovani esclareceu que sua fala à TV foi de que, até o momento, não foram encontradas disparidades em relação aos preços praticados pelo mercado, com base em documentos enviados pela Prefeitura e pelo Observatório Social de Maringá (OSM) à CPI. De perfil tranquilo, Mantovani se irritou com a postura de Gentil.

"O senhor foi umas 30 vezes chamado para participar da CPI e não quis. O senhor não quer resolução, só quer rolar no chão igual criança que quer um doce e a mãe não quer comprar (...) Parece piá de prédio. Fica lá de cima, cuspindo pra ver se acerta a cabeça de alguém", disse.
A bronca repercutiu na imprensa local. Segundo o jornalista Angelo Rigon, a resposta de Mantovani foi "uma das maiores catracadas, como diria Manoel Cabral, da história da Câmara de Maringá". Assista aqui como foi a fala

Vereador de oposição do governo Ulisses Maia (PSD) e membro da CPI da Pandemia, Chico Caiana (PTB) disse que a investigação está só no início e que ele não terá problema em dizer que as compras da Prefeitura estão dentro da legalidade, se esse for o caso. "Se não estiverem, eu vou dizer que não estão", comentou.

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

Para o Odair Fogueteiro (PDT), alguns vereadores estariam desesperados com a proximidade das eleições. "Muitos, agora, estão abrindo a gaveta para ver se encontra qualquer coisa errada para aparecer na mídia, pra ver se consegue angariar votos. Estão desesperados", disse.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário