segunda-feira, 6 de julho de 2020

Cafeinado: Fala grotesca de Bia Doria é prato cheio para ataques de bolsonaristas ao governador de SP

06/07/2020_

Quando você estiver no aconchego do seu lar, numa noite de frio, tomando um bom vinho enquanto assiste à sua série favorita, lembre-se: em algum lugar da sua cidade há um sem-teto folgado que gosta de morar na rua. Por isso, não dê marmita ao mendigo com fome.

Em síntese, foi isso que disse a primeira-dama de São Paulo, Bia Doria, em bate-papo com a socialite Val Marchiori no Palácio dos Bandeirantes. A fala absurdamente grotesca, dita no último dia 3, figurou entre os assuntos mais comentados no Twitter nacional e, desde então, segue repercutindo nos mais variados canais do YouTube.  

"Não é correto você dar marmita, porque a pessoa tem de se conscientizar que ela tem de sair da rua, porque a rua hoje é um atrativo. A pessoa gosta de ficar na rua. Ela quer comida, roupa, ajuda e não quer ter responsabilidade. Isso está muito errado", disse Bia Doria, presidente do Fundo Social de São Paulo. 

Munição 1

A fala deu munição gratuita à extrema-direita bolsonarista, que tratou de aproveitar a ocasião para atacar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), rival político do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandado pela ministra Damares Alves, rebateu Bia Doria: "É correto, sim, dar marmitas, abrigo, moradia e dignidade às pessoas em situação de rua". 

Munição 2

A esquerda, obviamente, também não desperdiçou a oportunidade. O vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT) encaminou à primeira-dama convite para audiência pública sobre as condições de vida da população em situação de rua. O convite tirou do sério Bia Doria, que respondeu com ataques (veja aqui). 

Repercussão

Entre os canais de YouTube que repercutiram o assunto está o do filósofo Henry Bugalho, que apresentou dados de uma pesquisa sobre pessoas em situação de rua. Segundo a pesquisa, 35,5%  pessoas rua têm problemas relacionados ao uso de álcool e outras drogas, 29,8% padeceram com o desemprego e 29,1% foram parar na rua por desavenças com pai, mãe e irmãos. Veja os detalhes no vídeo abaixo.

Henry Bugalho comenta fala de Bia Doria sobre moradores de rua. Café com Jornalista
Henry Bugalho comenta fala de Bia Doria sobre moradores de rua

Contexto

Em nota, o governo de São Paulo disse que a fala de Bia Doria foi tirada do contexto, alegando que a intenção da primeira-dama foi a de informar que as pessoas em situação de rua precisam procurar os abrigos públicos. Não convenceu a crítica. "Não há contexto bom pra isso", disse o jornalista Reinaldo Azevedo, em comentário sobre o episódio.

O É da Coisa

Em seu programa na Rádio Band News FM, Azevedo ironizou: "Ontem, deve ter feito de madrugada, sei lá, 7°C ou 8°C. Uma delícia dormir na rua. Eu fico aqui, com meu aquecedor ligado, pensando: essa hora tem um monte de sem-teto folgado, que não quer ter minhas responsabilidades e obrigações, e que prefere ficar dormindo na rua". Assista aqui

YouTube

Entre os canais que repercutiram a fala estão: Dois Dedos de TeologiaGalãs FeiosFilósofo Paulo Ghiraldelli e O Historiador (clique nos nomes para assistir aos vídeos). Estes, juntamente com os vídeos de Azevedo e Bugalho, somaram quase meio milhão de visualizações. "A rua é o lugar da violência gratuita, onde a qualquer momento você pode pegar fogo, onde ninguém quer chegar perto de você, a rua é o inferno", comentou Ghiraldelli.

Charge


Vacina 1

A Anvisa autorizou a fase 3 dos testes da vacina Coronavac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan na pesquisa clínica. O objetivo é testar a imunização em 9.000 profissionais da saúde, voluntários, do Distrito Federal e de cinco Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Vacina 2

Essa foi a segunda liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para a testagem em massa de uma vacina contra o novo coronavírus no Brasil. No último dia 2, a Anvisa havia autorizado a fase 3 de testes da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, do Reino Unido. No mundo, há mais de 130 vacinas em desenvolvimento, com as pesquisas da Sinovac e de Oxford entre as mais promissoras.

Agenda

Da jornalista Mariliz Pereira Jorge, colunista da Folha de S.Paulo, em sua conta no Twitter: "No meio de uma pandemia, governo em ruínas, a agenda do presidente [Bolsonaro] se resume à meia hora de reunião. Tamo lascado. Sim ou com certeza?!" O único compromisso oficial de Bolsonaro no dia, segundo o Planalto, era com o ministro Paulo Guedes (Economia), entre 14h e 14h30.

Foro privilegiado

Senadores cobraram, na semana passada, que a Câmara dos Deputados vote a proposta de emenda à Constituição (PEC), de autoria do senador Alvaro Dias (Podemos) que extingue o foro privilegiado de julgamento para autoridades dos três poderes e do Ministério Público (PEC 10/2013). A PEC está em banho-maria na Câmara há sete anos – saiba mais.

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

Falência

De acordo com o portal G1, a empresa Avianca Brasil pediu à Justiça para converter a recuperação judicial em falência. Com uma dívida bilionária, a companhia aérea já estava proibida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de operar voos no Brasil.    

Automobilismo

Com a Fórmula 1 sem brasileiros no grid, o destaque do fim de semana foi a atuação de Felipe Drugovich, 20 anos, na Fórmula 2 (último degrau antes da F1). O piloto paranaense venceu a segunda de duas provas da categoria no GP da Áustria. O feito surpreendeu o circo da F1, já que o estreante Drugovich precisou apenas de duas largadas para vencer sua primeira corrida na F2. Veja os detalhes aqui

Felipe Drugovich vence na F2. Café com Jornalista
Assista à vitória de Drugovich em narração da FIA (em inglês)

Outras do Café

 Suíça restringe visitantes do Brasil e de outros 28 países



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário