sexta-feira, 17 de julho de 2020

Aeroporto de Maringá precisará de aporte de R$ 700 mil por mês do município

17/07/2020_

A crise causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) atingiu em cheio vários setores da economia, e a atividade aeroportuária está, seguramente, entre as mais afetadas. No Aeropoto Regional de Maringá, a queda na receita total mensal foi de 81% entre janeiro e maio.

Aeroporto Regional de Maringá. Café com Jornalista
Aeroporto Silvio Name Júnior, em Maringá – Foto: Andye Iore/PMM
No primeiro mês de 2020, o aeroporto teve R$ 1,1 milhão de receitas tarifárias e R$ 438,4 mil de não tarifárias, totalizando R$ 1.542.358. Em maio, a soma dessas receitas minguou para R$ 292.511. Os dados são de um relatório da Terminais Aéreos de Maringá (SBMG).


O relatório foi apresentado por Sidnei Telles (Avante), semana passada, em sessão ordinária da Câmara Municipal. Vereador membro do Conselho de Administração do Aeroporto, Telles disse aos seus pares que o município precisará fazer um aporte de R$ 700 mil por mês no aeroporto.

"Tivemos uma redução nas despesas. No entanto, isso não é suficiente para poder rever o quadro, que vai levar Maringá a ter de fazer um aporte de R$ 700 mil por mês a partir de, provavelmente, agosto ou setembro", disse Telles.
O vereador abordou o tema, mencionando dados do relatório, para que seus colegas no Legislativo não se surpreendam quando o projeto de lei der entrada na Câmara propondo alterações no orçamento para ajudar o aeroporto. Não se trata de "se" isso vai acontecer, mas de "quando". "Em vários lugares do mundo, os países se moveram para salvar os aeroportos", disse o parlamentar do Avante.


O relatório da SBMG aponta que ajustes foram feitos para reduzir gastos na pandemia. Entre janeiro e maio, a planilha de "custos" (gastos com a manutenção do aeroporto, incluindo serviços auxiliares nos transportes aéreos) teve queda de 44,3%. No mesmo período, as "despesas" (gastos administrativos com as atividades operacionais) caíram 62,5%. 

Ainda assim, o resultado operacional é preocupante. Sem o fluxo de passageiros dos tempos de normalidade, o Aeroporto Regional de Maringá operou no vermelho em cerca de meio milhão de reais nos dois últimos meses do relatório. 


Em abril, o prejuízo foi de R$ 487,3 mil e em maio, de R$ 508,4 mil. A título de comparação, em março, o aeroporto operou no azul em R$ 2.692. Como o serviço prestado não se limita aos maringaenses, Telles disse aos demais vereadores que o Conselho de Administração do Aeroporto espera que a ajuda venha também de repasses dos governos estadual e federal.

 Danilo Gentili sobre Bolsonaro: "Esse psico não me engana mais"
 Artigo: Não, essa culpa não lhe cabe, Ulisses Maia



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário