segunda-feira, 29 de junho de 2020

Golpista que clonou celular de fotógrafo de Maringá leva trote no WhatsApp

29/06/2020_

O competente fotógrafo maringaense João Cláudio Fragoso teve seu celular clonado, nesta segunda (29), numa modalidade de golpe cada vez mais frequente. Dias atrás, a vítima havia sido o ex-diretor do Procon e pré-candidato a prefeito de Maringá Rogério Calazans.

Golpe do WhatsApp clonado. Café com Jornalista
No golpe do WhatsApp clonado, o golpista normalmente pede dinheiro emprestado
Fragoso se apressou em avisar sobre o golpe em seu perfil no Facebook, alertando seus amigos e familiares. Como de praxe nesse tipo de crime, do outro lado da linha o golpista pede grana emprestada, com a promessa de devolução no dia seguinte.

Com o número de WhatsApp, o golpista passa a acionar os contatos da vítima. Nesse caso, o pedido de empréstimo foi de R$ 1.250. O editor do Café foi uma das pessoas contatadas, quando já havia sido alertado num grupo de jornalistas sobre a clonagem.

O golpista acabou perdendo tempo, sendo envolvido num trote por este editor e pelo jornalista Rodrigo Parra. Ambos fomos colegas de Fragoso na saudosa redação do jornal O Diário. A seguir, os prints dos trote.

A suposta dívida de "milão" envolveu o golpista no trote

A sugestão de que teria R$ 500 para depositar atiçou o golpista

O golpista acreditou na conversa sobre o Parra, e o contatou na sequência

Como Parra ganhou na loteria, os olhos do gospista devem ter brilhado

O golpista ainda achava que estava se dando bem

Ocupado com a compra de uma fazenda, Parra não pôde fazer o depósito kkk
O malandro foi enrolado pelos dois jornalistas por quase uma hora. Após a troca de mensagens, o gospista parou de teclar com Parra e com o editor do Café, mas continuou tentando fazer outras vítimas entre os contatos do fotógrafo. 

O principal alerta dos especialistas para evitar esse tipo de golpe é não clicar em links suspeitos que, muitas vezes, surgem imitando matérias. Confira sempre a URL (se o endereço é conhecido ou não) antes de clicar. Outra dica é jamais atender a telefonemas do seu próprio número de telefone.

Livro Orfeu & Violeta. Amazon. Luiz Fernando Cardoso. Café com Jornalista

Algo indispensável é ativar no WhatsApp a verificação em duas etapas. Esse elemento de segurança exige uma senha pessoal de seis dígitos sempre que o aplicativo de mensagens for acessado de outro smartphone. Para ativar essa segurança basta acessar: Configurações / Conta / Confirmação em duas etapas (veja mais aqui). Não se esqueça da senha.

 Eudes Januário fala sobre os 50 dias em que ficou na UTI com covid-19

A clonagem, às vezes, pode ser ainda mais sofisticada, com os golpistas aproveitando anúncios em aplicativos de venda para roubar dados do anunciante. Foi o que aconteceu com Calazans, que, mesmo sendo advogado, não percebeu se tratar de um golpe. 

"Fiz dois anúncios pagos no OLX. Terminei de receber o e-mail, comprovando que o pagamento no cartão tinha dado certo, recebi uma mensagem de um suposto interessado pedindo meu número de telefone. Cinco minutos depois que eu respondi, recebi uma ligação dizendo que era da central da OLX, dizendo que precisavam fazer uma confirmação de segurança", disse.
Sem desligar o telefone, Calazans recebeu um SMS para confirmar o código de segurança. O clique nesse código permitiu aos gospistas clonarem o WhatsApp do advogado. "A dica é: crie imediatamente a validação em duas etapas; e não passe nenhuma informação sem fazer uma checagem completa [do link recebido] primeiro", explica.


Para recuperar a senha, diz Calazans, é necessário escrever para o suporte do WhatsApp, no endereço support@whatsapp.com. No caso do ex-diretor do Procon, esse processo levou 15 dias. O site Mundo Conectado também alerta sobre os riscos de anúncios em sites como OLX e Mercado Livre, leia aqui e fique esperto.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário