sexta-feira, 5 de junho de 2020

Cafeinado: Caso do menino Miguel espanta pelo desprezo à vida

05/06/2020_

Viralizou nas redes sociais um texto atribuído a Fernando Lopez, sobre o caso do menino Miguel, 5 anos, que foi deixado aos cuidados da patroa, enquanto a empregada doméstica passeava com o cãozinho da madame. A mãe (doméstica) precisou levar o filho ao trabalho porque a creche estava fechada por causa da quarentena da covid-19.

O menino morreu ao cair do nono andar de um prédio em Recife. Um episódio marcado por doses cavalares de futilidade e falta de amor ao próximo. É para refletir seriamente sobre sociedade em que vivemos:

1) A mulher não pagou sua diarista para ficar em casa durante a pandemia. A fez trabalhar;
2) A mulher mandou a diarista descer, porque totó tinha que fazer pipi;
3) A mulher não se responsabilizou por uma criança de 5 anos, que por conta da pandemia foi obrigada a acompanhar a mãe ao trabalho e a colocou sozinha no elevador, porque ela estava chorando;
4) A mulher apertou o botão do nono andar, mesmo sabendo que a mãe da criança estava no térreo;
5) A criança, desorientada, acabou caindo do nono andar ao procurar a mãe;
Séculos de luta de classe e ainda vemos algo assim acontecer. Até quando?" (Fernando Lopez)
Caso do menino Miguel. Café com Jornalista
Charge sobre o horrendo caso do menino Miguel

Revoltante

A patroa é Sari Corte Real, primeira-dama de Tamandaré (PE), residente no quinto andar daquele edifício. Incomodada com o menino, a mulher colocou a criança sozinha no elevador, como mostram as câmeras de segurança. Procurando pela mãe, desorientadado, Miguel caiu do nono andar da área onde ficam os aparelhos de ar-condicionado. Sari – que não tinha tempo para olhar o menino por apenas alguns minutos, porque tinha unhas a serem feitas –  foi presa em flagrante por homicídio culposo (sem intenção de matar), e liberada após pagar fiança de R$ 20 mil.

Justiça

A tragédia inclui ainda um caso de peculato, que é o uso indevido do dinheiro público. Segundo matéria do portal G1, a mãe do menino, Mirtes Renata, aparece como cargo comissionado da Prefeitura de Tamandaré, mas trabalhava como doméstica na casa do prefeito Sérgio Hacker (PSB). O Ministério Público já apura a prática de improbidade adminstrativa. Nesse episódio, haverá Justiça somente se o prefeito perder o mandato e se a primeira-dama for condenada à prisão. É o mínimo. 

Sociedade doente

Vivemos tempos sombrios de desprezo à vida. A sociedade não pode, nunca, perder a capacidade de se indignar. Quando isso acontece, a barbárie é banalizada, o racismo é relevado, a impunidade impera a favor dos mais abastados, o mortal coronavírus vira "gripezinha" e fica por isso, cristãos passam a defender apoiadores da tortura (e Jesus foi torturado, está na Bíblia), enfim, a vida humana perde o valor. E não pode ser assim! 

Vidas importam

Vidas negras importam. Vidas de pessoas humildes importam. A vida de Miguel Otávio Santana, que procurando por sua mãe, importa. Esse caso mostra que vivemos, cada vez mais, numa sociedade fraca de valores, de amor ao próximo, de respeito à vida. Uma sociedade na qual o passeio de um cão e a unha da madame valem mais que a vida de um menino inocente. Quanta maldade. Vejam o que disse a primeira-dama à mãe da criança.

Gripezinha

Falando em amor (ou não) à vida, o discurso irresponsável da "gripezinha" – que minimizou a gravidade da pandemia e encorajou muitas pessoas a irem às ruas, a não se protegerem – foi calado por uma verdadeira matança. Nesta quinta (4), com 1.473 óbitos em 24 horas, o Brasil superou a média de uma pessoa morta por minuto pela covid-19 (um dia tem 1.440 minutos).  

Capa jornal

Após concluir a coluna, sempre faço uma pausa antes da revisão final. Hoje, fui até a cozinha preparar um chá. Levou três minutos, tempo em que, pela média de ontem, três brasileiros morreram da covid-19. A Folha de S.Paulo abordou o assunto. Poucas vezes vi uma capa de jornal, sem fotos, tão bem feita. 

Capa da Folha de S.Paulo sobre as mortes da covid-19 por minuto. Café com Jornalista
Capa da Folha de S.Paulo nesta sexta (5)

Hidroxicloroquina

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu retomar os testes clínicos com a hidroxicloroquina no teste clínico Solidarity, que estuda também outros compostos no combate à covid-19. A entidade disse ter revisado os dados, sem encontrar aumento da mortalidade entre os pacientes – conforme havia apontado estudo da revista científica The Lancet. A decisão não significa que a cloroquina é eficaz contra a covid-19. Significa apenas que os testes vão continuar.

Vacina

Mais animadora é a notícia de que o Brasil poderá ter prioridade no uso da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford contra a covid-19. Isso porque as pesquisas passarão a contar com o apoio da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). No Brasil, os testes incluirão cerca de mil pessoas que atuam em atividades com exposição ao vírus.

Cura

A previsão da universidade britânica é de que a vacina esteja pronta em até 12 meses. A previsão mais otimista prevê a imunização contra a covid-19 já a partir de setembro. Notem que a vacina, que permitirá o retorno à normalidade, virá da ciência. Repito: da ciência. Não havia qualquer chance de a cura vir do terraplanismo. Um tapa na cara dos imbecis que atacam o conhecimento produzido pelas universidades. 


No Face

O Café com Jornalista tem uma página no Facebook, onde são divulgadas as últimas as matérias do blog. Não deixe de acessar a curtir a página para ficar por dentro das novidades – clique aqui. Aproveite e convide os amigos para curtirem também.

Twitter 1

Do jornalista Guga Chacra: "A rua em frente à Casa Branca passará a se chamar Black Lives Matter Plaza, por decisão da prefeita de Washington, e o nome foi escrito em letras gigantescas amarelas no asfalto".

Twitter 2

Do prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PSD): "Higienizamos o terminal e o pátio do estádio Willie Davids com hipoclorito de sódio pra eliminar o coronavírus. Ação muito boa, com produto e aplicação doados pela Sanepar. Outros espaços públicos podem ser desinfectados, a partir do cronograma da empresa".

Covid-19: higienização de espaços públicos em Maringá. Café com Jornalista
Higienização contra a covid-19 em espaços públicos em Maringá – Fotos: PMM




>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário