sexta-feira, 22 de maio de 2020

Vereadores da oposição buscam cinco assinaturas para abrir CPI da pandemia

22/05/2020_

Os vereadores William Gentil e Dr. Jamal (ambos do PSB) protocolaram na Câmara Municipal, na manhã desta sexta (22), requerimento para a instituição de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para apurar a fala do secretário de Saúde, Jair Biatto. Fato que pode gerar uma dor de cabeça extra ao prefeito Ulisses Maia (PSD), em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Secretário de Saúde, Jair Biatto
Secretário municipal Jair Biatto (Saúde) na sessão da Câmara, nesta quinta (21) – Foto: Reprodução/TV Câmara
Na sessão de quinta (21), em sabatina realizada pelos vereadores, Biatto tratou como "comum" o município pagar três vezes mais que a rede privada por determinados produtos. Em situações de calamidade, é sabido que os preços costumam aumentar com a dispensa de licitação.


Há quem diga que a fala de Biatto foi pura "força de expressão". No entanto, Gentil e Jamal levaram a afirmação ao pé da letra. Além de protocolarem um pedido de investigação no Ministério Público, os vereadores de oposição a Ulisses buscam agora as cinco assinaturas necessárias para instaurar a CPI da pandemia. 

O requerimento dos vereadores foi protocolado, mas, por enquanto, não saiu da redação da Câmara. Ou seja, o pedido de CPI ainda não está no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) da Casa para a assinatura de outros vereadores. Nos bastidores, o Café apurou que Gentil e Jamal terão no máximo quatro assinaturas, uma a menos que o necessário para abrir a CPI.

Em entrevista ao portal GMC, a presidente do Observatório Social de Maringá, Giuliana Lenza, disse ter recebido a afirmação de Biatto com preocupação. "Claramente, estamos lidando com um agente público que não tem conhecimento ou não se importa com a legalidade, pois comprar pagando conscientemente valores três vezes maiores que os praticados no mercado constitui, sim, infração mais grave da lei", disse Giuliana.

Nas redes sociais, Gentil confirmou estar atrás das cinco assinaturas.

Ulisses

Em entrevista à rádio CBN, Ulisses disse que Biatto retornará à Câmara para dar explicações sobre a fala. "A Prefeitura de Maringá nunca comprou nada que seja fora do preço de mercado. Todas as compras são transparentes", disse o prefeito. "Ele [Biatto] tem experiência suficiente para explicar o que quis dizer".


Ulisses disse que o preço de mercado na área de saúde oscila com frequência, com a disparada de preços quando há maior necessidade de determinado produto. "Quanto era um respirador antes da pandemia do coronavírus e quanto é o preço hoje? Não consegue nem pagando sete vezes mais caro", comentou.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário