quinta-feira, 28 de maio de 2020

Sinttromar tem primeira rodada de negociação coletiva com a TCCC

28/05/2020_

Do Sinttromar – Dirigentes do Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Maringá (Sinttromar) e representantes da TCCC – concessionária do transporte público urbano em Maringá – tiveram, na terça (26), a primeira rodada de negociação coletiva, visando à data-base de 1º de junho. Realizada na Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), a reunião foi mediada pelo secretário da pasta, Gilberto Purpur.

Reunião entre Sinttromar e TCCC
Reunião entre sindicalistas e representantes da empresa TCCC – Foto: Sinttromar 
O Sinttromar levou para a mesa de negociação o pedido de renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que vence em 31 de maio. O sindicato reivindica a manutenção dos direitos adquiridos, entre os quais estão: Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR); cesta básica; ticket alimentação; jornada única nos sábados, domingos e feriados, conhecida pelos motoristas como “uma pegada só”.

A TCCC disse que a manutenção de cláusulas econômicas e demais benefícios, em sua totalidade, não têm como ser atendidos. A alegação da empresa é de que o momento é de incertezas, com o transporte de aproximadamente 30% dos passageiros na comparação com período anterior à pandemia, mesmo com a reabertura das atividades econômicas (indústria e comércio).


Contudo, na reunião a TCCC não apresentou planilhas que comprovem que, neste momento, o fluxo de passageiros está em 30% do normal. A impressão de quem usa o serviço é outra. Há superlotação em várias linhas do transporte coletivo, fato que levou o Procon a multar a empresa recentemente. 

Ao mesmo tempo em que propõe perdas para seus funcionários, a TCCC busca na Justiça um auxílio financeiro de R$ 3,8 milhões por parte do município. A concessionária obteve vitórias em primeira e segunda instância, em liminar que acabou sendo derrubada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) após recurso da Prefeitura de Maringá. 


No entendimento do sindicato, a empresa tem usado o argumento da crise causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) para precarizar ainda mais as condições de trabalho. “Querem tirar o PLR, o ticket e acabar com a jornada única. Isso é inadmissível”, diz o dirigente sindical Emerson Viana Silva.   

Reunião com Ulisses

No último dia 13, dirigentes do Sinttromar entregaram ao prefeito Ulisses Maia (PSD), em reunião no Paço Municipal, pautas referentes aos trabalhadores da TCCC (transporte urbano) e Cidade Verde (metropolitano).

Além da manutenção dos direitos, a categoria também pediu ao prefeito para que as concessionárias reponham, pelo menos, a inflação no acumulado de 12 meses. A mesma pauta discutida com o prefeito foi entregue pelo Sinttromar às empresas. 


ACT da pandemia

Na reunião desta terça, a empresa lembrou que foi aprovado, em abril, um ACT para “a regulamentação da aplicabilidade das MPs 927/2020 e 936/2020”. O objetivo foi garantir uma condição menos danosa aos motoristas, frente às medidas provisórias do governo federal. No entanto, esse ACT é temporário, específico para o período da pandemia, não anulando a negociação coletiva anual prevista para a data-base.



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário