sábado, 23 de maio de 2020

Maioria dos brasileiros apoia adiamento do Enem, aponta DataSenado

23/05/2020_

Agência Senado – Pesquisa realizada pelo Instituto DataSenado mostra que a maioria dos brasileiros apoia o adiamento da prova do Enem 2020, conforme prevê o Projeto de Lei 1.277/2020, de autoria da senadora Daniella Ribeiro (PP-PB). A proposta foi aprovada pelo Senado, na terça-feira (19), e agora aguarda votação na Câmara dos Deputados.

De acordo com a pesquisa, 75% dos entrevistados acham muito importante adiar as provas de ingresso no ensino superior em períodos de epidemia, 14% consideram isso pouco importante, 8% acham nada importante e 3% não souberam ou preferiram não responder. A pesquisa foi divulgada na quinta (21).

Para a senadora, o resultado do levantamento comprova o que os parlamentares têm ouvido da população: há uma disparidade muito grande entre os estudantes, neste momento de aulas suspensas devido à covid-19. Isso pode se refletir no resultado das provas do Enem.

"Por força dessa suspensão, muitos alunos estão sem acesso à internet, sem acesso a instrumentos que possam dar a eles as mesmas condições de estudo e de competitividade dos alunos mais abastados, que têm um computador em casa, têm internet, têm um celular de última geração", diz Daniella Ribeiro.

O projeto foi apresentado quando o ministro da Educação, Abraham Weintraub, insistia em afirmar que as provas do Enem não seriam adiadas, segundo a senadora, "numa clara demonstração de falta de sintonia com o Brasil real". Na última quarta (20), após a aprovação do projeto de Daniella no Senado, o Ministério da Educação recuou e anunciou o adiamento do Enem.


O projeto não estabelece uma data para as provas, mas determina que "os processos seletivos de acesso à educação superior serão prorrogados, automaticamente, até o momento em que estejam concluídas, em todo o território nacional, as atividades do ano letivo no ensino médio".

Pesquisa

Foram entrevistados pelo DataSenado, entre 18 e 20 de maio, por telefone, 1.200 brasileiros com mais de 16 anos. O instituto destaca que a amostra utilizada é representativa da opinião da população brasileira. Dos entrevistados, 43% são do Sudeste, 27% do Nordeste, 15% do Sul, 8% do Norte e 8% do Centro-Oeste. Do total, 53% são mulheres e 47%, homens.

☕ Novo decreto retoma polêmico toque de recolher e endurece regras
☕ Vacina contra o coronavírus pode ser produzida ainda este ano



>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário