sábado, 9 de maio de 2020

Maringá 73 anos: Cidade encanta até mesmo os parisienses

09/05/2020_

Ao longo de 73 anos, completados neste domingo (10), Maringá cresceu e se desenvolveu num ritmo invejável, a ponto de se tornar uma das melhores grandes cidades do Brasil para viver, empreender e criar os filhos. A elevada qualidade de vida – atestada por sucessivos rankings, de várias instituições – tem atraído migrantes de todo o país e de vários cantos do mundo, inclusive de Paris.

Eva Poumailloux: a mais maringaense entre os parisienses –Foto: Arquivo pessoal
Pode soar estranho para um maringaense nato, mas há parisienses que vieram conhecer a Cidade Canção e que, encantados com o que viram, trocaram os 324 metros de altura da Torre Eiffel pelos 124 metros da Catedral de Maringá, a Champs-Élysées pela Avenida Brasil, a Ópera Garnier pelo Teatro Calil Haddad, o charme e a sofisticação da Cidade Luz pelas avenidas planejadas e arborizadas da terceira maior cidade do Paraná.


Foi o que aconteceu com a blogueira Eva Geneviève Poumailloux, que trabalha com coaching para mulheres solteiras que buscam uma vida afetiva de qualidade. Há quase quatro anos na cidade, volta e meia ela ainda precisa saciar a curiosidade de seus conterrâneos e também dos maringaenses sobre sua inusitada escolha. 

"Foi a vida que me dirigiu até aqui. Conhecer outras culturas abre a mente da gente. É bom descobrir que há outras formas de pensar, e sou grata pela escolha que fiz por Maringá. Foi o maior presente que tive na vida", diz Eva.
Flávio Mantovani - Maringá 73 anos
A blogueira conta que seu interesse pela cidade começou há mais de 15 anos, quando, ainda em Paris, conheceu a maringaense Luciane Teixeira, hoje sua sócia e "amiga quase irmã", como ela gosta de dizer. A propaganda feita por Luciane foi tamanha que, em 2016, Eva dediciu passar um mês em Maringá. E aquele tempo foi o suficiente para ela saber que não queria mais voltar à França.


A avenidas largas, a ampla arborização, o calor, os dias ensolarados, o trânsito (tranquilo, se comparado ao de Paris) e, sobretudo, o calor humano são as qualidades de Maringá que mais agradam Eva, que foi acolhida na cidade pela família de Luciane (hoje vivendo em São Paulo). "Hoje, considero eles como minha família de coração", diz a mais maringaense entre os parisienses que, agora, tem um novo motivo para ficar. Na cidade, ela conheceu o baiano Jorge Campelo, de quem está noiva.

Ulisses Maia - Maringá 73 anos

Alex Chaves - Maringá 73 anos


Outro parisiense

Entre os 2,2 milhões de habitantes de Paris, Eva não foi a única a se encantar com Maringá e seus 423 mil habitantes. O professor de francês e youtuber Paul Cabannes, que se mudou para Maringá em 2015, com alguma frequência fala bem da cidade em seu canal, o "Francês com Paul". Atualmente, ele reside em São Paulo.

Há um ano, Cabannes recebeu a visita de outro francês, o youtuber Alexis, que também ficou admirado com a cidade. A visita resultou no vídeo "Gringos visitando Maringá". "Acho que é o mercadão mais chique eu já vi, mais que o da minha cidade na França, Niort", analisou Alexis, ao visitar uma das principais atrações da cidade. "Aqui é Maringá, você está numa cidade diferenciada", comentou Cabannes. 

Rogério Calazans - Maringá 73 anos


Migrantes

A migração de pessoas qualificadas para a Cidade Canção revela que os maringaenses fizeram bem o dever de casa na construção de uma das melhores cidades para se viver no país. Para quem vem de outras regiões do Brasil, a segurança e o bom nível dos serviços públicos costumam ser os principais atrativos. 


"No Espírito Santo, matricular um filho em uma escola pública era sentenciá-lo ao analfabetismo funcional. Felizmente, a realidade de Maringá é outra, e isso é algo encantador", disse o advogado Leonado Serra de Almeida Pacheco em entrevista a este jornalista, publicada em maio de 2017 no jornal O Diário.  

Coordenador do curso de Direito na Unifamma, Pacheco veio conhecer a Maringá do baixo custo (na comparação com as capitais) e da alta qualidade de vida. A propaganda da cidade – divulgada pela mídia nacional – não era enganosa. Em março de 2005, o advogado trocou a capital Vitória (ES) pela Cidade Canção. Outro que veio para ficar.  




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)


A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário