segunda-feira, 25 de maio de 2020

Câmara vai instalar nesta terça CPI da Pandemia para investigar compras da Saúde

25/05/2020_

A Câmara Municipal vai instituir, na sessão desta terça (26), comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar as compras da Secretaria de Saúde de Maringá nos últimos seis meses. A informação é do presidente da Casa, Mário Hossokawa (PP).

Vereadores de Maringá
Vereadores de Maringá, em sessão realizada antes da pandemia – Foto: Arquivo/CMM 
No entanto, a CPI a ser criada não será aquela proposta pelos vereadores William Gentil e Dr. Jamal (ambos do PSB), opositores do prefeito Ulisses Maia (PSD). Eles queriam investigar a fala do secretário de Saúde, Jair Biatto, que na sessão de quinta (21) tratou como "comum" o município pagar três vezes mais que a rede privada por determinados produtos.


O Café apurou, na sexta-feira, que os vereadores do PSB não conseguiriam as cinco assinaturas necessárias para instituir a CPI. Outro problema da proposta inicial é falta de um fato específico a ser investigado. O item 2º do requerimento de Gentil e Jamal prevê a análise das compras de todas as secretarias, sem delimitar um período a ser analisado. 

"Uma CPI tem de determinar fatos e período de investigação. Tem de cumprir seu papel de investigar, não podendo servir de palanque político", diz Hossokawa. 
Apresentado por Sidnei Telles (Avante), o novo requerimento de CPI será elaborado pela redação da Câmara na tarde desta segunda. "Ele [Gentil] pede para verificar todas as compras da Prefeitura de todas as secretarias, e isso não seria possível e perderia o fato específico. Estou pedindo nova CPI para investigar todas as compras, licitadas ou não, da saúde", comenta Telles.

A CPI da Pandemia, nos novos moldes, terá as assinaturas necessárias para ser instituída. Terá duração de 90 dias e contará com cinco membros, incluindo um representante de cada bancada. Ou seja, partidos com mais de um vereador garantirão um membro na comissão.

Assim, a comissão tende a ser composta por Gentil ou Jamal (pelo PSB), Alex Chaves ou Professor Niero (pelo MDB), Jean Marques ou Altamir dos Santos (pelo Podemos) e Mário Verri ou Carlos Mariucci (pelo PT). A quinta vaga, se houver acordo, pode sair do bloco partidiário composto por Telles, Flávio Mantovani (Rede) e Onivaldo Barris (PSL).

Após a votação para instalação da CPI, na sessão desta terça, os membros se reunirão para eleger o presidente e o relator. Os trabalhos poderão ter início imediatamente após essa definição.

Biatto

Ao contrário do que desejava o prefeito, Jair Biatto não será ouvido pela Câmara na sessão desta terça. A ideia de Ulisses é que o secretário de Saúde desse explicações sobre sua fala, esclarecendo as dúvidas dos vereadores. Ulisses disse à CBN que não há compras acima do preço de mercado. 

Segundo Hossokawa, "Biatto voltará à Câmara quando a CPI achar necessário, quando ele for convocado". Gentil e Jamal serão convidados a assinar o novo requerimento da CPI da Pandemia.




>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Editor

Minha foto
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Jornalismo Digital, o editor do Café com Jornalista tem 20 anos de experiência na profissão. Especialista na cobertura de política, o jornalista trabalhou nos jornais Diário do Sudoeste, Jornal de Beltrão, Diário do Norte, O Diário de Maringá e Notícias do Dia, onde foi editor-chefe. Foi estagiário na Deutsche Welle (DW), em Bonn (Alemanha), e colaborador da Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo. É escritor autor de três e-books: Orfeu e Violeta, Quero Café! e Nas Curvas de Maringá (pesquise na Amazon). Siga no Twitter: @LF_jornalista