sábado, 16 de maio de 2020

Cafeinado: Graças à ciência, vacina contra o coronavírus pode ser produzida ainda este ano

16/05/2020_

Se existe um lado bom das pandemias é o fato de que elas costumam lembrar as pessoas sobre a importância da ciência. É do trabalho dos cientistas de universidades e grandes laboratórios – todos parte de um mundo em que a Terra é redonda – que virá a cura para o novo coronavírus (covid-19).

Seis pesquisas para a vacina despontam: três na China, duas nos EUA e uma no Reino Unido – Foto: Divulgação
As expectativas mais otimistas apontam para a produção de uma vacina ainda este ano. O que ainda não se sabe é de onde surgirá a imunização, já que cientistas de todo o mundo estão num esforço global sem precedentes para pôr fim à pandemia. 

Segundo reportagem da BBC, seis estudos em curso se mostram mais promissores, sendo três da China, dois dos Estados Unidos e um do Reino Unido. Testes em humanos, inclusive, já estão em curso – veja aqui.  

Baixo custo

Tão boa quanto a notícia da vacina em si é a possibilidade de produzi-la em larga escala e a baixo custo. É o que promete o pesquisador Adrian Hill, diretor do Jenner Institute, da Universidade de Oxford (Reino Unido). "Não será uma vacina cara, e terá dose única", disse Hill em entrevista à agência Reuters

Testes

A vacina do Jenner Instituto, desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, teve sucesso em fase experimental com macacos. Após uma única injeção, todas as cobaias desenvolveram anticorpos protetores em 28 dias. Em nova exposição ao vírus Sars-Cov-2 (que causa a covid-19), a vacina impediu danos aos pulmões dos macacos. Os testes em humanos iniciaram em abril e, se a vacina for aprovada, a produção pode iniciar já em setembro.  

Vidas

O achismo de lideranças irresponsáveis, que contrariam a ciência e desrespeitam recomendações feitas por especialistas para o combate ao coronavírus, que apostam em medicamentos "milagrosos" sem eficácia comprovada, tem custado a vida de milhares de pessoas. A vacina salvará milhões de vidas, mas não poderá fazer nada por quem morreu de covid-19. 


Mortes

De acordo com boletim do Ministério da Saúde, divulgado neste sábado (16), o país registrou 816 mortes pela covid-19 em 24 horas. O número de óbitos subiu para 15.633 e o de casos confirmados para 233,1 mil. Com isso, o Brasil superou a Itália (224,7 mil) e a Espanha (230,7 mil) em número de casos da doença.  

Bolsonaro x Maduro

Descobri que nada provoca mais os bolsonaristas fanáticos do que comparar Jair Bolsonaro ao presidente venezuelano Nicolás Maduro. Nem a gasolina nem o dólar nem o Queiroz. Nada incomoda mais que isso. O fato é que, ao menos no combate à covid-19, o Brasil se parece cada vez mais com a Venezuela

Facada

Segundo a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, Bolsonaro ouviu do delegado da Polícia Federal Rodrigo Morais, responsável pelo inquérito da facada em 2018, que Adélio Bispo de Oliveira agiu sozinho. Não houve mandante, segundo as investigações. A reunião entre o presidente e o delegado ocorreu no Palácio do Planalto, na sexta (15). 

Mourão

O vice-presidente, Hamilton Mourão, e sua esposa, Paula Mourão, foram submetidos neste sábado (16) a teste para covid-19. O casal está em isolamento no Palácio do Jaburu após um servidor que teve contato com o vice ter testado positivo para a doença. É bom que Mourão cuide bem de sua saúde porque, caso Bolsonaro sofra impeachment, será ele quem terá de "tocar o barco" até 2022. 

Impeachment?

Como estão os pedidos que pedem a saída de Bolsonaro por crimes de responsabilidade e contra a saúde pública? O filósofo Paulo Ghiraldelli explica. Assista:

Paulo Ghiraldelli





>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário