segunda-feira, 25 de maio de 2020

Cafeinado: Ex-ministros Mandetta e Teich tinham razão sobre a cloroquina

25/05/2020_

Pautada em estudos que vinham sendo realizados em 18 países, a Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu suspender as pesquisas com a cloroquina e a hidroxicloroquina. Ao anunciar sua decisão, nesta segunda (25), a entidade informou que os estudos em curso demonstraram que o medicamento não é eficaz contra a covid-19 e que pode aumentar a taxa de mortalidade.

Mandetta e Teich
Ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich
O uso da cloroquina em pacientes com covid-19 fazia parte de um estudo internacional chamado Solidarity, o qual também vinha testando os medicamentos remdesivir, lopinavir e ritonavir – estes dois últimos ministrados com a droga interfon beta-1a. Alguns estudos, como o publicado pela renomada revista Lancet, já haviam alertado para os riscos do uso da cloroquina.

Segundo a OMS, a recomendação diz respeito apenas à covid-19. Apesar de não ser eficaz contra o coronavírus, a cloroquina (e a hidroxicloroquina) há muito se mostrou um medicamento eficiente para o tratamento da malária e de doenças autoimunes, como lúpus. 

Ministros

Portanto, os dois últimos ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, estavam certos quando demonstravam relutância quanto ao uso indiscriminado da cloroquina em pacientes com covid-19. Ambos não atenderam aos anseios do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que, pautado no achismo, moveu mundos e fundos para alterar o protocolodo do Ministério da Saúde, de modo a tratar com cloroquina pacientes com quadros leve e moderado da covid-19. 

Esquerdistas

Nesta segunda, o jornal inglês Financial Times publicou artigo intitulado "O populismo de Jair Bolsonaro está levando o Brasil ao desastre", relembrando o protocolo da cloroquina e a demissão dos ministros Mandetta e Teich em meio à pandemia. Com mania de perseguição, Bolsonaro disse ter uma imagem ruim no exterior porque a imprensa mundial é de "esquerda".

Bolsonaro x OMS

Após a decisão da OMS, o que vai mudar na política do governo federal no combate à covid-19? Talvez, nada. A mesma OMS sempre recomendou o isolamento social como melhor maneira de prevenir a covid-19, mas Bolsonaro sempre criticou essa medida, tratando o vírus como "gripezinha" e pedindo para as pessoas voltarem à "normalidade". Por que desta vez, sobre a cloroquina, o presidente agiria pautado na ciência?

Críticos

Aos bolsonaristas de plantão, críticos de toda e qualquer informação que contrarie os desejos do seu mito e mestre supremo, certamente vão xingar a OMS por ter tomado essa prudente decisão e a imprensa por tê-la divulgado. Uma pergunta a esse público fiel e lunático: donde virá a vacina para a cura do novo coronavírus, da ciência ou do achismo terraplanista?

Reunião ministerial



Fake news

Na reunião ministerial de 22 de abril, regada a inúmeros palavrões de Bolsonaro e de alguns ministros, o presidente não chamou seus apoiadores de "bostas". A informação é da agência Lupa, especializada em desmentir boatos. Contudo, aí sim uma verdade, o presidente chamou os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB); e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC); de "bosta" e "estrume", respectivamente.

Mortes

O Brasil registrou 807 novas mortes pela covid-19, chegando ao total de 23.473. Ainda de acordo com dados do Ministério da Saúde, 3.742 óbitos ainda estão sendo analisados. O número de casos confirmados se aproxima de 375 mil. Leia mais aqui.

Paraná

De acordo com o boletim da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado nesta segunda, o Paraná tem 3.331 casos confirmados e 156 mortes pela covid-19 – seis delas ocorridas em Maringá. Nas últimas 24 horas, foram registrados 122 novos casos e três óbitos. Dos 399 municípios paranaenses, 62 já tiveram óbitos pela doença. 

CPI da Pandemia

Em meio ao aumento do número de casos em Maringá (11 nas últimas 24 horas, 282 no total), a Câmara Municipal deve instalar, na sessão desta terça (26), Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as compras da Secretaria Municipal de Saúde. A CPI foi motivada pela fala do secretário da pasta, Jair Biatto, de que o município paga "três vezes mais" que a rede privada por determinados produtos.

Qual CPI?

É bom esclarecer que o requerimento a ser apreciado na sessão não será aquele proposto primeiramente pelos vereadores William Gentil e Dr. Jamal (ambos do PSB). No lugar da CPI da oposição, que não conseguiria as cinco assinaturas para sua instalação, será criada uma CPI proposta pela base de apoio do governo na Câmara (detalhes aqui).

"Gênia"

Há algumas figuras no Congresso Nacional com inegável deficit intelectual. Nesta segunda (25), a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), ex-morista e aliada fervorosa do presidente Bolsonaro, disse que as investigações da Lava Jato eram seletivas e que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro tinha predileção em investigar o PT. Era tudo o que o ex-presidente Lula, os petistas e os comunistas de plantão de toda a galáxia queriam ouvir. "Gênia!"

No Twitter

O deputado federal Enio Verri (PT) aproveitou a deixa da comadre de Moro, e tuitou: "O que o PT já vinha denunciando, desde 2014, foi confirmado pela deputada Carla Zambelli. Segundo ela, o ex-juiz Sergio Moro sempre teve uma predileção para perseguir o PT e proteger o PSDB. A imagem de herói, construída sob falsidades, está se desfazendo e não restará nada dela".

#LulaLivre

Segundo o Professor Leonardo, em canal homônimo no YouTube, Carla Zambelli, sentindo-se como uma "mulher traída", irritada com Moro e agindo sem pensar, entrou para o time #LulaLivre. Veja o vídeo.  
Professor Leonardo






>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.


Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.

Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário