quinta-feira, 14 de maio de 2020

Cafeinado: Sem noção da gravidade da covid-19, Bolsonaro pede para comparar mortes de Brasil e Argentina

14/05/2020_

No dia em que o mundo superou a triste marca de 300 mil mortes pela covid-19 – doença respiratória causada pelo novo coronavírus –, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) demonstrou que segue alheio à gravidade desta pandemia. O último episódio da ignorância presidencial envolveu a vizinha Argentina, que tem obtido melhores resultados no combate ao vírus.

Na manhã desta quita (14), o Brasil tinha 13.240 óbitos pela covid-19, contra 329 da Argentina, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. Questionado sobre a diferença gritante no número de mortes, Bolsonaro cobrou uma comparação proporcional. "É só você fazer a conta por milhão de habitantes", disse.

O número de mortes por milhão escancara ainda mais a grave situação enfrentada pelo país de um presidente que tanto falou em gripezinha e que segue minimizando as mortes. Segundo levantamento da Folha de S.Paulo, feita ao meio-dia, enquanto a Argentina tem 7,4 mortes por milhão de habitantes, essa taxa no Brasil é de 63,2 – quase nove vezes maior.

Infográfico da Folha – clique na imagem para ver a matéria


América Latina

O infográfico da Folha (acima) mostra que o Brasil se mostra um exemplo de ineficiência no combate à covid-19. Em morte por milhão de habitantes, perde apenas para Equador (136,6) e Peru (67,8). Provavelmente também perca para a Venezuela e outros países com regimes ditatoriais, ou seja, sem transparência.  

Exemplos

A Argentina tem feito um trabalho elogiado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e talvez seja isso que incomode Bolsonaro. Contudo, há países que conquistaram números ainda melhores no combate à covid-19. O Uruguai (uma espécie de Suíça sul-americana) tem 5,5 mortes por milhão de habitantes e o Paraguai, 1,6.

Risco grande

No último dia 6, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que o Brasil representa um risco grande para toda a América do Sul nesta pandemia da covid-19. Em entrevista à imprensa local, Fernández lembrou que Brasil tem tido centenas de mortes por dia e que "o governo [Bolsonaro] não está encarando com [a pandemia] com a seriedade que o caso requer". Essa declaração irritou o presidente brasileiro.

Mundo

O número de 300 mil mortes pela covid-19 foi superado no início da tarde desta quinta. Agora à noite, às 20h30, a Universidade Johns Hopkins registrava 301.937 óbitos em todo o mundo, das quais 85.807 foram registradas nos Estados Unidos. Na soma dos países, já são 4,43 milhões de casos confirmados.

Brasil

Foram 844 novos óbitos em 24 horas. Ainda segundo boletim do Ministério da Saúde, divulgado nesta quarta, o Brasil chegou a 13.993 mortes pela covid-19, com quase 203 mil casos confirmados da doença. Até o momento, 79.479 pessoas superaram a doença – uma delas é o ex-secretário municipal de Maringá Eudes Januário

Maringá

O Paraná tem 119 mortes pela covid-19, das quais seis foram registradas em Maringá. Segundo boletins diários, a terceira maior cidade do Estado conseguiu conter o avanço da doença com as medidas de isolmaento social. Como o isolamento praticamente acabou, não será surpresa se a cidade tiver uma escalada de coronavírus nos próximos dias. Hoje, são 129 casos confirmados. 

Meme




Corrupção

Na sessão de terça (12), ao lembrar o dia de Nossa Senhora de Fátima, o vereador Sidnei Telles (Avante) criticou a corrupção, ainda mais nociva num momento de pandemia. "Algumas pessoas têm se aproveitado deste momento de forma horrorosa. Não vai ter inferno para caber esses cidadãos", comentou.  

Grupo de risco

Na sessão desta quinta (14), houve bate-boca entre vereadores por conta da participação ou não dos edis do chamado grupo de risco: idosos e pessoas com comorbidades. Esse tipo de discussão nem precisaria ocorrer se a Câmara de Maringá já tivesse adotado um sistema que permitisse a participação na sessão por videoconferência. Verba pra isso tem. 

Para os amantes dos consoles antigos, o vídeo abaixo (clique aqui se não carregar) mostra a história do Mega Drive no Brasil. Um dos melhores videogames da história. Os mais novos talvez não saiba, mas era no console da Sega que se jogava Sonic.

 





>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)



A página do Café no Facebook superou a marca de 3.000 curtidas na Sexta-feira Santa, em 10 de abril, graças aos leitores assíduos que apoiam o blog. Para ser informado sobre novas matérias publicadas, curta você também e convide seus amigos para curtir. Clique aqui.



Para receber as últimas notícias do Café com Jornalista no seu WhatsApp é muito fácil. Basta enviar para o número acima a mensagem "Quero Café", informando seu nome e sua cidade de origem. Seu número será, então, adicionado a uma lista de transmissão dos seguidores do blog. A qualquer momento, você poderá cancelar a inscrição.
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário