segunda-feira, 6 de abril de 2020

Cafeinado: Osmar Terra já é ministro da Saúde na Austrália

06/04/2020

No meio da tarde desta segunda (6), o jornal O Globo dava com manchete, em seu site, a decisão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de demitir o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Acabou não demitindo, ao menos por enquanto. Pela vontade do presidente, o cargo já seria ocupado pelo deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), ideologicamente mais alinhado ao presidente, inclusive nas questões envolvendo o novo coronavírus (covid-19).

Osmar Terra e Jair Bolsonaro – Foto: Arquivo/Agência Brasil
Para jornalistas que cobrem o Planalto, parece ser questão de tempo para a troca se confirmar. Há indícios que sustentam essa expectativa. No início da tarde, Bolsonaro se reuniu com ministros envolvidos no combate à covid-19. Mandetta não foi convidado, mas Osmar Terra participou, mesmo não sendo ministro. Na semana passada, Bolsonaro também havia se reunido com Terra para falar da pandemia. Mandetta também não estava presente.

No domingo, Bolsonaro disse a apoiadores que há pessoas em seu governo que "viraram estrelas", que "falam pelos cotovelos", e que a hora deles vai chegar. "Não tenho medo de usar a caneta"disparou, em vídeo compartilhado em seu perfil no Twitter. Ou seja, parafraseando a expressão de fim de ano, de que "já é ano novo na Austrália", há elementos robustos para apontar que "Terra já é ministro da Saúde na Austrália".

O guru
Fala-se que Bolsonaro quer demitir Mandetta por este ter seu trabalho mais bem avaliado que o do chefe. Pode ser, mas a convicção pela exoneração do ministro, certamente, veio depois de o escritor e ideólogo Olavo de Carvalho pedir publicamente a saída de Mandetta por falta de "fidelidade ideológica". Todos sabem: Olavo é o guru intelectual do presidente. Para a família Bolsonaro e para os bolsonaristas mais assíduos, o ex-astrólogo é um gênio incontestável. Se ele mandar comer merda...

Os militares
No entanto, a balança do presidente tem dois pesos. Os militares de alta patente costumam ser um contrapeso à influência de Olavo de Carvalho no governo. E isso ocorreu novamente. Segundo a revista Veja, militares, entre eles os ministros Walter Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Governo), foram determinantes para manter Mandetta no cargo, ao menos por mais alguns dias. O vice-presidente, Hamilton Mourão também se posicionou a favor de Mandetta.

Charge I



Osmar Terra
Ex-ministro do Desenvolvimento Social no governo Michel Temer (MDB) e ex-ministro da Cidadania do atual governo, o deputado federal Osmar Terra (MDB) teve passagens discretas por ambos os ministérios. Por mérito, não mereceria a pasta da Saúde. Médico por formação, Terra diz tudo o que Bolsonaro quer ouvir. Ele defende o isolamento vertical (no qual idosos ficam em isolamento e jovens saem às ruas) e condena a quarentena.

Osmar "Terra Plana"
Nas redes sociais, parlamentares de direita e de esquerda se manifestaram sobre a possível demissão do ministro. "Mandetta pode ser substituído pelo terraplanista sanitário Osmar Terra, defensor do fim do isolamento", tuitou o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL). "Sem Mandetta, ficaremos reféns de 'achismos' e iremos na contramão do resto do mundo, que faz isolamento social", disse a ex-líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, Joice Hasselmann (PSL).

Quem é Mandetta?
Em apresentação feita pela direita, saiba mais sobre o ministro que tem brilhado mais que o presidente, e que tem feito um importante trabalho no combate ao novo coronavírus. O vídeo é do Movimento Brasil Livre (MBL), que ajudou a eleger Bolsonaro em 2018.


Comércio
Várias cidades da região metropolitana de Maringá flexibilizaram o isolamento social, permitindo a reabertura parcial do comércio. Algumas cidades mais, outras menos. Em Maringá, novo decreto do prefeito Ulisses Maia (PSD) permitiu a abertura de alguns segmentos, que não representam mais de 5% dos empreendimentos. A medida desagradou tanto quem pede o isolamento quanto quem cobra a reabertura do comércio.

Sinuca de bico
Não é fácil ser prefeito. Como tantos outros líderes municipais, Ulisses está na berlinda ou, como diz o ditado, numa sinuca de bico. Se não abrir o comércio, pode ser cobrado pelo empresariado pelas perdas de emprego e pelo fechamento de alguns negócios. Contudo, se liberar geral e a covid-19 fugir do controle – o que esgotaria rapidamente a capacidade hospitalar da cidade –, pode responsabilizado pelas mortes que certamente virão – a julgar pelo número de mortos em países como Itália, Espanha e Estados Unidos.

Balanço I
Novo epicentro do novo coronavírus, os EUA já registrou 10.335 mortes pela covid-19, com mais de 347 mil infectados. Faltam respirados e a situação de Nova York, a cidade mais rica do mundo, é crítica. Também de acordo com balanços desta segunda (6), a maior potência do mundo fica atrás apenas da Itália (16.523 mortes) e da Espanha (13.169). Os três países têm algo em comum: medidas mais duras de isolamento social tardaram a ser adotadas.

Balanço II
Subiu para 553 o número de mortos pela covid-19 no Brasil. Foram 67 óbitos nas últimas 24 horas. Nesta segunda, os casos confirmados chegaram 12.056. A curva oficial de contágio está (considerando a data do primeiro caso) abaixo da de outros países, porém, é sabido que a situação é bem mais grave que a do balanço oficial, já que que há uma fila de milhares de testes de covid-19 aguardando resultado.

Paraná
Um dos Estados com mais cidades fora da quarentena, o Paraná teve quatro novas mortes pela covid-19, chegando a 14 no total. São ainda 466 casos confirmados. As cidades com óbitos são: Curitiba (3), Campo Mourão (3), Maringá (2), Londrina (1), Cascavel (1), Cianorte (1), Quatiguá (1), Santa Fé (1) e Primeiro de Maio (1). Uma hora, as mortes levarão várias cidades a adotar a quarentena, mas aí, talvez, seja tarde demais.

Blogueirinha
Pra fechar a coluna, uma bela e crítica crônica sobre a "gripezinha". Com vocês, Maria Bopp, a blogueirinha do fim do mundo.





>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)


Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário