segunda-feira, 23 de março de 2020

Novo decreto institui toque de recolher em Maringá das 21h às 5h

23/03/2020

Um novo decreto da Prefeitura de Maringá proíbe a circulação de pessoas entre as 21h e 5h. Assinado pelo prefeito Ulisses Maia (PDT) nesta segunda (23), o toque de recolher já está em vigor, excetuando da restrição apenas profissionais da saúde, segurança, serviços públicos e outras áreas essenciais com comprovada necessidade de urgência.

Prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PDT) – Foto: PMM
Prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PDT) – Foto: PMM
Como não pode prevalecer sobre decisões tomada no âmbito federal, o decreto maringaense não se aplica aos jornalistas. No domingo (22), o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), incluiu a imprensa entre os serviços essenciais que não devem ser interrompidos no país.

Punição
O decreto 464/2020 amplia as restrições adotadas pela Prefeitura de Maringá desde a declaração de situação de emergência, na quarta-feira (18). Quem descumprir o toque de recolher pode ser indiciado por crime contra a saúde pública e ter de pagar multa de R$ 300 (com o valor dobrando em caso de reincidência).

Bolsonaro revoga suspensão de salários por quatro meses

O decreto determina, ainda, que a Rodoviária de Maringá terá suas atividades suspensas a partir das 20 horas desta segunda (23). Também está decretado que alvarás provisórios estão prorrogados por 180 dias a partir da data de vencimento. As certidões negativas serão prorrogadas por 90 dias, a partir da data de vencimento. Veja os detalhes aqui.

Live do prefeito
Nesta segunda, às 20h, Ulisses fará uma live no Facebook para explicar as novas medidas de prevenção ao coronavírus.


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)


Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário