domingo, 1 de março de 2020

Cafeinado: O maior estorvo do governo Bolsonaro

01/03/2020

Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade de São Paulo (USP) – apesar de tantas vezes passar a impressão de não ser formado em coisa alguma – Abraham Weintraub é, de longe, o maior estorvo no governo do presidente Jair Bolsonaro. Entre os ministros que ocupam as principais pastas, é aquele com a maior capacidade de causar estragos.

Por inúmeras vezes, Weintraub transpareceu ser inapto para o cobiçadíssimo cargo de ministro da Educação. Isso inclui os constantes ataques às universidades públicas e a falha no Enem deste ano. O ministro, desgastado, só não caiu por conta da enorme dificuldade de Bolsonaro em dizer não a quatro pessoas: seus três filhos políticos e o ideólogo Olavo de Carvalho – chamado pelo historiador Marco Antonio Villa como "Jim Jones" da Virgínia.

Meme sobre as gafes do ministro Weintraub
Olavo é padrinho de Weintraub. Ou seja, por maiores que sejam as insanidades do ministro, ele só sairá do cargo se o guru do presidente autorizar. Não importa quão "imprecionantes" sejam os erros de português e as gafes do ministro, como escrever paralisação com Z, trocar Kafka por Kafta, tuitar com repetidos erros de português, confundir asseclas (correligionário) com acepipes (petiscos).

Em tempos mais lúcidos, quando a Terra era redonda, gafes assim já teriam rendido a exoneração do ministro da Educação. Lideranças políticas, como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), afirmam que Weintraub "atrapalha o Brasil", pedindo sua demissão. Enquanto isso não ocorre, o atual governo colhe desgastes desnecessários.

Bolsonaro x Weintraub
Num estado democrático de direito, não há como comparar o presidente a um ministro. A natureza dos cargos é distinta. Bolsonaro foi eleito pela maioria dos votos dos brasileiros e, agora, atendendo ou não às expectativas, todos têm de aguentar. Com o ministro é bem diferente. Não há motivo para manter alguém notoriamente incapaz num cargo tão importante. Weintraub não foi eleito. Ninguém votou em Bolsonaro ou deixou de votar por causa dele, Weintraub. 

Jin Jones
Doido varrido, Jin Jones foi fundador e líder da seita Templo dos Povos, que ficou famoso após o suicídio em massa de 918 de seus membros, em novembro de 1978, na Guiana (mais aqui). Virgínia é o Estado norte-americano onde vive Olavo de Carvalho. Abaixo, comentário de Marco Antonio Villa sobre Weintraub.


Entrevista
O Cafeinado de domingo é mais curtinho. O objetivo é que vocês, leitores viciados em café, invistam seu tempo aqui lendo a coluna semanal. Desta vez, o entrevistado é o competente historiador da UEM Reginaldo Dias. Ele comenta sobre as eleições municipais. Leia aqui.

Mato no Bosque 2
Com a chuva e o calor, a roçada tem tido trabalho triplicado. Fica difícil dar conta da demanda. A foto abaixo mostra o matagal no fundos do Bosque 2, na Avenida JK. A foto foi enviada por leitor, esta semana. Talvez já tenha sido limpo. Se não foi, vale a atenção da administração municipal para esse ponto tão bonito da cidade.

Mato nos fundos do Bosque 2
       


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa




Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário