quinta-feira, 19 de março de 2020

Cafeinado: Maringá precisava dar o exemplo no combate ao novo coronavírus; e deu

19/03/2020

Há vários anos classificada entre as dez melhores cidades para se viver no Brasil (ranking que liderou por dois anos seguidos), Maringá precisava dar o exemplo na prevenção ao novo coronavírus. E deu. Nesta quarta (18), dia em que a Cidade Canção registrou o primeiro caso da Covid-19, o decreto de situação de emergência, assinado pelo prefeito Ulisses Maia (PDT), pode vir a salvar vidas quando a doença avançar pelo país – o que é questão de tempo, bem pouco tempo.

O prefeito Ulisses Maia e o secretário de Saúde, Jair Biatto, em coletiva de imprensa – Foto: Thiago Louzada/PMM
O prefeito Ulisses Maia e o secretário de Saúde, Jair Biatto, em coletiva de imprensa – Foto: Thiago Louzada/PMM
Altamente contagioso, não há como conter a contaminação pela Covid-19 sem a vacinação em massa. Detalhe: a vacina ainda não existe. Por isso, a melhor prevenção ainda é o isolamento do maior número de pessoas possível, evitando-se aglomerações e mantendo-se apenas serviços fundamentais, como os de saúde, segurança pública e coleta de lixo. Nada de vestir amarelo e gritar "mito" na rua. Não é hora disso.

Portanto, o fechamento do comércio a partir desta sexta-feira (20), por mais polêmica que possa ser a medida, parece ser o caminho certo. Temos como parâmetro o ocorrido nos países onde a doença chegou primeiro. Enquanto a Itália, que demorou a adotar respostas efetivas, registou quase 3.000 mortes até esta quarta, a ilha de Taiwan (vizinha da China), que adotou medidas rígidas, passou quase ilesa pela pandemia do novo coronavírus. Qual desses exemplos queremos para nossas famílias?

Decreto 
Válido por 30 dias, o decreto inclui praticamente todas as atividades comerciais, exceto mercados, postos de combustíveis, distribuidoras de água e gás, farmácias, clínicas, postos de saúde e hospitais. Mesmo as atividades ao ar livre, como as feiras, estão proibidas de funcionar. Multas de R$ 300 a R$ 5.000 estão previstas para quem descumprir a ordem. Veja os detalhes do decreto aqui.


Agravante
O decreto inclui medidas como cartão de cesta básica para pessoas em estado de vulnerabilidade, criação de fundo de emergência e suspensão da fiscalização econômica por 90 dias. Talvez, isso não seja o suficiente. Se a crise sanitária se prolongar, o fechamento do comércio pode ser uma sentença de falência para pequenos negócios, sobretudo para aqueles que pagam aluguel. Ulisses precisa estar atento a esse agravante. Essas pessoas, em seus pequenos negócios, geram a maioria dos empregos.

Prefeitos
Ulisses se reuniu, nesta quarta, com os prefeitos Ademir Maciel (Floresta), Robson Ramos (Ivatuba), Mauricio da Silva (Mandaguaçu), Romualdo Batista (Mandaguari), Victor Martini (Marialva), Tarcísio dos Reis (Paiçandu) e Walter Volpato (Sarandi). Em pauta estiveram ações contra a Covid-19, como o fechamento do comércio. Ações conjuntas são importantes para frear o avanço da doença.

Boletim
Até as 19h desta quarta, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, Maringá tinha um caso confirmado do novo coronavírus, oito descartados e 14 sob análise. A paciente infectada é uma mulher de 46 anos, que veio da Espanha para a cidade. Internada num hospital da cidade, em isolamento, seu quadro é estável.

Transporte
Foi decidido que o transporte público continuará funcionando, mas com um número reduzido de ônibus – já que o fechamento do comércio e a suspensão das aulas causarão uma diminuição da demanda. O Sinttromar (sindicato que representa os motoristas) ameaça greve se medidas de segurança não forem adotadas para com os trabalhadores.

Meme


Panelaço
Pelo segundo dia seguido, foram registrados panelaços em várias cidades contra o governo Bolsonaro, que – ao que tudo indica – perdeu boa dose de popularidade ao minimizar o problema do novo coronavírus. Quem apoia o atual governo tem motivos para ficar preocupado. Os panelaços foram o prenúncio do fim do governo Dilma Rousseff (PT), que sofreu impeachment em agosto de 2016. 

Câmara I
Foi aprovado em segunda discussão, na sessão de terça (17), o projeto de lei dos vereadores Sidnei Telles (PSD) e Onivaldo Barris (sem partido) que regulamenta o compartilhamento de bikes e patinetes na cidade. Emendas do vereador Jean Marques (PV) diminuíram as intervenções do poder público, reduzindo a burocracia (leia mais).

Câmara II
Na sessão desta quinta (19), os vereadores votarão 12 projetos de lei e 18 requerimentos. Entrará em regime de urgência especial o Projeto de Lei n. 15.582/2020, de autoria do Poder Executivo, que concede aos servidores públicos municipais reposição salarial de 4,3% a partir do dia 1º de março de 2020. Relembre a campanha salarial dos servidores aqui.

Sem público
Os servidores não poderão acompanhar a votação no plenário. Como prevenção ao novo coronavírus, uma portaria da Câmara restringe, por 30 dias, o acesso ao plenário a vereadores, funcionários e profissionais da imprensa. As votações serão transmitidas pelo YouTube, ao vivo. A portaria já foi notícia aqui no Café.

Stand Up Tinder
Parabéns aos canais de TV por assinatura que abriram o sinal durante a quarentena do novo coronavírus. Este jornalista, que de burguês não tem nada, está se deleitando com a vasta programação que não consta do pacotinho básico da NET. Isso inclui o ótimo canal Comedy Central. Foi lá que conheci a divertida Giovana Fagundes. Segue um vídeo da moça.


Dólar
Em tempos de coronavírus, as péssimas notícias passam batidas. O dólar é um exemplo disso. A moeda norte-americana fechou a quarta-feira (18) cotada a R$ 5,20. Durante o pregão, chegou a ser negociado a R$ 5,25 – ótimo para quem tem valores a receber em notas do Tio Sam. O dólar turismo foi vendido a R$ 5,37. Seria ainda pior, não fossem as intervenções do Banco Central.




>>> Saiba mais sobre o colunista
>>> Veja os destaques dos demais colunistas


>>> Sobre o Café
>>> Sobre o Jornalista
>>> Cafeinado
>>> Maringá
>>> Política
>>> Economia
>>> Geral
>>> Entrevistas
>>> Artigos
>>> Imprensa

* Matérias e opiniões publicadas no Café com Jornalista estão compreendidas pela atividade jornalística e amparadas pela liberdade de imprensa e de expressão. (Do editor)

Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário