quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Cafeinado: Projeto sobre legalização da eutanásia repercute na Câmara de Maringá

Sob protestos de grupos religiosos, o Parlamento Português aprovou, na quinta passada, cinco projetos de lei que dispõem sobre a legalização da eutanásia no país europeu. A aprovação ocorreu na chamada generalidade e, agora, os deputados precisam se debruçar sobre as cinco propostas para definir as regras da lei definitiva – que ainda poderá ser vetada pelo presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O tema é demasiadamente polêmico, tanto é que o assunto repercutiu do lado de cá do Atlântico. Na Câmara de Maringá, na sessão de quinta (20), o vereador Sidnei Telles (PSD), falou no pequeno expediente sobre a eutanásia em Portugal. Católico praticante que é, obviamente, o vereador se posicionou contra o suicídio assistido. Em Portugal, a Igreja Católica lidera a oposição ao projeto.

Vereador Sidnei Telles (PSD) – Foto: CMM
Maringá
Mais conservador que Portugal, o Brasil não deve discutir tão cedo uma lei sobre eutanásia – assim como não o faz sobre o consumo de maconha, já descriminalizado no vizinho Uruguai. Num futuro distante (bem distante, talvez), quando o suicídio assistido estiver de fato em pauta no Congresso Nacional, lembraremos que Telles foi o primeiro (entre os políticos, pelo menos) a abordar o tema, publicamente, em Maringá.




Pré-candidato
O ex-vereador John Alves, que já presidiu a Câmara Municipal, vai disputar uma cadeira no Legislativo maringaense. Ele tem confirmado sua pré-candidatura nos cafés da cidade, sem antecipar o time escolhido. Ex-PMDB (atual MDB), John encontraria dificuldades para concorrer pela sigla hoje comandada pelo vice-prefeito Edson Scabora. Uma alternativa, segundo John, seria disputar por uma chapa que contará, inclusive, com vereadores da atual legislatura.

Estar gratuito
A Câmara aprecia na sessão desta quinta (27), em regime de urgência, projeto do vereador Odair Fogueteiro (PDT) que institui o projeto Salvando Vidas. A proposta prevê isenção do pagamento do Estar, por até quatro meses, para doadores de sangue em Maringá. Além dessa pauta, serão discutidos outros 12 projetos de lei e 28 requerimentos.

Não é fake
O presidente da República, Jair Bolsonaro, compartilhou vídeo no WhatsApp convocando a população para manifestação contra o Congresso e o Supremo. Apesar de bolsonaristas terem se apressado em dizer que se tratava de fake news, na verdade, trata-se de mais um absurdo cometido pelo atual presidente. Congressistas, ministros do Supremo e instituições repudiaram o fato.

FHC
Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a situação é grave. "A ser verdade, como parece, que o próprio presidente tuitou convocando uma manifestação contra o Congresso, estamos [a democracia] com uma crise institucional de consequências gravíssimas. Calar seria concordar. Melhor gritar enquanto se tem voz", disse FHC, notório comunista na lista da extrema-direita.

Atentado à democracia
Um golpe poderia estar a caminho? O filósofo Henry Bugalho analisa esse risco em seu canal no YouTube, relembrando outros ataques do atual governo à democracia. Assista:



Coronavírus x Dengue
O primeiro caso do novo coronarírus registrado no Brasil causou o maior alvoroço na imprensa. No Jornal Hoje desta quarta (26), por exemplo, o coronavírus ganhou quase 15 minutos de cobertura, o que é uma eternidade no noticiário televisivo. Em contrapartida, a epidemia de dengue, que assola grande parte do país, não ganhou um único segundo no mesmo telejornal.

Medo desproporcional
Comentei na coluna de quarta (26) sobre o medo desproporcional do coronavírus, que ainda não matou (felizmente) nenhum brasileiro. A dengue, em contrapartida, já custou a vida de 23 paranaenses desde julho de 2019. Em epidemia de dengue, Maringá já registrou duas mortes pela doença transmitida pelo Aedes aegypti. Ainda assim, o coronavírus ganha de goleada no noticiário. Tudo pela audiência. 

Boa notícia
Altamente contagioso, o novo coronavírus não tem se mostrado letal em crianças. Nos milhares de casos registrados pelo mundo, nenhuma criança morreu em decorrência da doença. Em alguns casos, os sintomas nos pequeninos são equivalentes a de uma gripe fraca. Outra boa notícia: ao contrário da dengue, o clima quente dificulta a transmissão do coronavírus. 

O Diário
Facebook me lembra que já faz dois anos desde que colegas de redação e este editor do Café fizemos uma greve histórica no jornal O Diário pelo pagamento de meses de salários atrasados. Uma greve que só ocorreu após esgotadas todas as alternativas de negociação para o pagamento dos valores devidos. Sr. Frank Silva não negociou com o sindicato e não pagou. O caminho dos grevistas foi a rescisão indireta. Saudações a todos que tiverem coragem de lutar para receber seus salários.

Desabafo
Nada é mais enjoativo nos intervalos comerciais do que o jingle do BBB 2020. "Ô BBB // Gosto mais de você // Do que de mim // Do que de mim". Para quem quiser rasgar dinheiro, digo, assinar o BBB, o plano mensal no Globoplay custa R$ 21,90. Em 2019, escrevi uma crônica sobre o Big Brother (se interessar, clique aqui).
Merece:

0 comentário(s):

Postar um comentário